CONECTE-SE CONOSCO

Paraná

Convênio inicial entre TCE e associação não previa pagamento de diárias

CGN constatou que tribunal vem arcando com pagamento de diárias em datas que coincidem com participação de conselheiro em atividades do IRB…

Publicado

em

Ivan Bonilha
Ivan Bonilha

O convênio firmado entre o Tribunal de Contas do Paraná e a associação privada IRB (Instituto Rui Barbosa) não prevê o pagamento de diárias como uma das obrigações do TCE. Ao menos é o que diz o termo disponibilizado no Portal da Transparência do tribunal.

Na última semana a CGN mostrou que o TCE vem arcando com diárias ao conselheiro Ivan Bonilha em datas que coincidem com eventos onde ele participa enquanto representante do IRB. O instituto é uma associação privada presidida por Ivan. Das 49 viagens feitas pelo conselheiro entre 2018 e 2019, em pelo menos 24 a CGN encontrou coincidência dos destinos com locais onde o Bonilha participava de eventos enquanto representante da associação.

Somente este conselheiro recebeu R$ 117 mil em diárias entre 2018 e 2019.

Convênio

No site do TCE consta o convênio firmado em 2012 que previa o repasse anual de R$ 50 mil em recursos públicos do tribunal para a associação privada com objetivo de que esta promova seminários e cursos.

No convênio consta que são obrigações do TCE:

1 – Transferir recursos ao IRB, conforme previsto no Plano de Trabalho;
2 – Disponibilizar as informações necessárias para execução do objeto do presente Termo de Convênio;
3 – Exigir as prestações de contas na forma e nos prazos fixados neste instrumento;
4 – Atestar a execução do convênio nos termos avençados;
5 – Emitir Parecer sobre a regularidade das contas e da execução do convênio.

O documento prevê que o convênio teria duração de dois anos podendo ser prorrogado. Não há nesta página os detalhes sobre as prorrogações detalhando quais são os atuais valores e condições do convênio. O TCE apenas confirma que a parceria com a associação segue existindo.

A CGN busca compreender se é permitido que o Tribunal – que funciona com recursos públicos e já repassa valores anuais à associação privada – ainda arque com os custos de diárias para eventos onde membros do TCE participam enquanto representantes da associação (que não é pública).

A reportagem procurou a assessoria do TCE, que solicitou que os pedidos de informação fosse encaminhados de forma física em Curitiba.

CGN também procura, desde a semana passada, a associação IRB. O objetivo é saber se eles pagam diárias a seus representantes com recursos do próprio instituto. Até o momento não houve nenhum retorno e não foi possível localizar informações na prestação de contas do site. Em contato telefônico, a reportagem recebeu apenas informação de que sobre diárias deveria ser falado diretamente com uma pessoa específica, cujo contato não foi possível até o momento.

O Tribunal de Contas é o órgão responsável por fiscalizar os gastos públicos de prefeituras, câmaras de vereadores e outros órgãos públicos. O TCE é vinculado ao poder legislativo.

CGN procurou a Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) para ter informações sobre possíveis atos de fiscalização ao TCE, mas ainda não recebeu um retorno.


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2020 CGN ® Todos os direitos reservados