CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!

Após denúncia do MPPR, homem que mantinha canil ilegal em Medianeira para venda de animais de raça tem atividades suspensas liminarmente pelo Judiciário

A denúncia foi apresentada em decorrência de apurações em procedimento administrativo aberto pelo MPPR a partir de representação do Conselho Regional de Medicina Veterinária informando a......

Publicado em

Por Ministério Público do Paraná

Publicidade

Em Medianeira, no Oeste do Estado, o Judiciário atendeu pedido liminar do Ministério Público do Paraná e determinou a imediata suspensão das atividades de natureza econômica de um homem denunciado por manter ilegalmente na cidade um canil para reprodução e venda de animais de raça. A denúncia foi apresentada por meio da 1ª Promotoria de Justiça da comarca, que requereu ainda que o homem fosse proibido cautelarmente de ter a guarda de animais domésticos, pedido também atendido pelo Juízo da Vara Criminal de Medianeira.

A denúncia foi apresentada em decorrência de apurações em procedimento administrativo aberto pelo MPPR a partir de representação do Conselho Regional de Medicina Veterinária informando a existência do local, “em desacordo com as normativas vigentes”, incluindo “a presença de animais mutilados (orelhas cortadas), em condições que não atendem integralmente as suas necessidades em termos de bem-estar animal, criação de animais em zona urbana, em desacordo com o Código Sanitário do Estado do Paraná, dentre outras questões”. O estabelecimento não tinha autorização para funcionamento. Além disso, o homem denunciado exerceria ilegalmente funções de médico veterinário, fazendo inseminação artificial e cirurgias nos cães, sem habilitação profissional para isso.

O Ministério Público pede na denúncia a condenação do réu pela contravenção penal de exercício irregular de profissão e pelo crime de maus-tratos, com pena prevista de dois a cinco anos de reclusão (podendo ser aumentada de um sexto a dois terços por tratar-se de crime continuado), mais multa e proibição da guarda de animais.

Processo número 0000536-90.2024.8.16.0117

[email protected]

Fonte: MPPR

Notícias Relacionadas:

MPPR requer e Judiciário determina prisão preventiva de responsável por pet shop que mantinha animais em situação de maus-tratos em Quatro Barras
MPPR requer e Judiciário determina prisão preventiva de responsável por pet shop que mantinha animais em situação de maus-tratos em Quatro Barras
MPPR denuncia por duplo homicídio qualificado homem que atirou e matou casal de seguranças em Guarapuava no dia 23 de março
MPPR denuncia por duplo homicídio qualificado homem que atirou e matou casal de seguranças em Guarapuava no dia 23 de março
Gaeco promove em Loanda e Sarandi a Operação Exação, com o cumprimento de ordens de busca e apreensão e afastamento de funções públicas
Gaeco promove em Loanda e Sarandi a Operação Exação, com o cumprimento de ordens de busca e apreensão e afastamento de funções públicas
Começa nesta quinta-feira, 4 de abril, julgamento do policial penal que matou guarda municipal em Foz do Iguaçu em 2022
Começa nesta quinta-feira, 4 de abril, julgamento do policial penal que matou guarda municipal em Foz do Iguaçu em 2022
Mortes em confrontos com forças estatais de segurança em 2023 caíram 28,7% em relação a 2022
Mortes em confrontos com forças estatais de segurança em 2023 caíram 28,7% em relação a 2022
Judiciário recebe denúncia do MPPR contra dois agentes da polícia judiciária lotados na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos da capital
Judiciário recebe denúncia do MPPR contra dois agentes da polícia judiciária lotados na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos da capital
Acórdãos do TJPR mantêm condenações de ex-prefeito de Vitorino denunciado pelo MPPR por fraudes em licitações que causaram prejuízo ao erário
Acórdãos do TJPR mantêm condenações de ex-prefeito de Vitorino denunciado pelo MPPR por fraudes em licitações que causaram prejuízo ao erário
MPPR denuncia por homicídio culposo dois médicos que teriam agido com imperícia, imprudência e negligência em atendimento à vítima que veio a óbito
MPPR denuncia por homicídio culposo dois médicos que teriam agido com imperícia, imprudência e negligência em atendimento à vítima que veio a óbito
MPPR, PMPR e Polícia Penal do Paraná deflagram Operação Insensibilis, com o cumprimento de 28 ordens de prisão em oito cidades paranaenses
MPPR, PMPR e Polícia Penal do Paraná deflagram Operação Insensibilis, com o cumprimento de 28 ordens de prisão em oito cidades paranaenses
MPPR, PMPR e Polícia Penal do Paraná deflaram Operação Insensibilis, com o cumprimento de 28 ordens de prisão em oito cidades paranaenses
MPPR, PMPR e Polícia Penal do Paraná deflaram Operação Insensibilis, com o cumprimento de 28 ordens de prisão em oito cidades paranaenses
Servidor público municipal de São João do Ivaí denunciado pelo MPPR por tentar valer-se do cargo para descumprir orientação de policiais é condenado por desacato
Servidor público municipal de São João do Ivaí denunciado pelo MPPR por tentar valer-se do cargo para descumprir orientação de policiais é condenado por desacato
Ministério Público do Paraná oferece denúncia contra médico ginecologista de Maringá investigado por crimes de violação sexual cometidos contra 29 vítimas
Ministério Público do Paraná oferece denúncia contra médico ginecologista de Maringá investigado por crimes de violação sexual cometidos contra 29 vítimas
Ministério Público do Paraná recorre, e TJPR aumenta de 17 para 33 anos pena de homem condenado por homicídio qualificado ocorrido em Guaíra em 2022
Ministério Público do Paraná recorre, e TJPR aumenta de 17 para 33 anos pena de homem condenado por homicídio qualificado ocorrido em Guaíra em 2022
Ministério Público do Paraná denuncia homem que tentou matar trabalhador que limpava a fachada de um edifício em Curitiba cortando a corda que o sustentava
Ministério Público do Paraná denuncia homem que tentou matar trabalhador que limpava a fachada de um edifício em Curitiba cortando a corda que o sustentava
TJPR atende pedido do MPPR e aumenta para 24 anos e 6 meses de prisão pena imposta a homem condenado por matar a esposa a tiros em Arapongas em 2005
TJPR atende pedido do MPPR e aumenta para 24 anos e 6 meses de prisão pena imposta a homem condenado por matar a esposa a tiros em Arapongas em 2005
Tribunal do Júri condena a 42 anos de prisão empresário denunciado pelo MPPR pela morte de jogador de futebol em 2018
Tribunal do Júri condena a 42 anos de prisão empresário denunciado pelo MPPR pela morte de jogador de futebol em 2018
Em Castro, Ministério Público do Paraná oferece denúncia criminal contra dois homens que teriam extorquido em mais de R$ 65 mil duas vítimas idosas
Em Castro, Ministério Público do Paraná oferece denúncia criminal contra dois homens que teriam extorquido em mais de R$ 65 mil duas vítimas idosas
Gaeco cumpre sete ordens de busca e apreensão no âmbito da Operação Ostentare que apura tráfico de drogas em municípios do Litoral
Gaeco cumpre sete ordens de busca e apreensão no âmbito da Operação Ostentare que apura tráfico de drogas em municípios do Litoral
Gaeco cumpre três mandados de busca e apreensão em Maringá na Operação Donativos, que investiga crimes de corrupção e prevaricação, entre outros
Gaeco cumpre três mandados de busca e apreensão em Maringá na Operação Donativos, que investiga crimes de corrupção e prevaricação, entre outros
MPPR deflagra Operação Fim da Linha em investigação sobre associação criminosa ligada ao ramo de transporte escolar em Quedas do Iguaçu
MPPR deflagra Operação Fim da Linha em investigação sobre associação criminosa ligada ao ramo de transporte escolar em Quedas do Iguaçu
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais