CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Conferência no Paraná aponta 150 sugestões para o desenvolvimento da ciência
Conferência no Paraná aponta 150 sugestões para o desenvolvimento da ciênciaFoto: SETI

Conferência no Paraná aponta 150 sugestões para o desenvolvimento da ciência

As propostas levantadas serão revisadas e consolidadas na próxima semana para subsidiar a etapa regional da conferência nacional, que será realizada no período de 4 a......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Conferência no Paraná aponta 150 sugestões para o desenvolvimento da ciência
Conferência no Paraná aponta 150 sugestões para o desenvolvimento da ciênciaFoto: SETI

Com 435 participantes, a 5ª Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação do Paraná terminou nesta quinta-feira (4) somando 150 sugestões de curto, médio e longo prazo para o desenvolvimento científico do Brasil nos próximos anos. Realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), o evento antecede a conferência regional, que será sediada pelo Paraná nos dias 25 e 26 de abril, com participação de representantes do ecossistema de ciência, tecnologia e inovação (CTI) dos três estados do Sul.

As propostas levantadas serão revisadas e consolidadas na próxima semana para subsidiar a etapa regional da conferência nacional, que será realizada no período de 4 a 6 de junho, pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), em Brasília (DF). Em todo o país, os documentos compilados pelos estados contribuirão para a elaboração da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 2024-2030.

Para o secretário Aldo Bona o evento representou o envolvimento do Estado e de toda a comunidade em torno dessas pautas. “Os participantes puderam contribuir com suas experiências e vivências, promovendo debates a partir dos sete eixos temáticos para que possamos construir a melhor estratégia nacional na área. O Paraná evidenciou o seu grande capital do sistema de ciência, tecnologia e inovação”, disse.

O evento estadual reuniu instituições públicas e privadas de ensino superior e de pesquisa científica e tecnológica, comunidade acadêmico-científica, ambientes promotores de inovação, gestores e técnicos governamentais e agentes do setor produtivo empresarial. Foram dois dias de intensa programação, no campus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), em Curitiba, voltada para o fortalecimento da área de CTI.

Para promover as conferências estadual e regional, a Seti articulou uma parceria institucional com a Secretaria da Inovação, Transformação e Modernização Digital (SEI), a Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná e a UTFPR. O objetivo é impulsionar o desenvolvimento socioeconômico sustentável com base no conhecimento.

O presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig, destacou o evento como um espaço de diálogo com a sociedade para refletir sobre o papel da ciência, tecnologia e inovação e o rumo para os próximos anos. “Estamos discutindo temas importantes para o país e também para o estado, reunindo as principais lideranças de ciência e tecnologia do Paraná, a fim de contribuir com o avanço do setor”, afirmou o gestor, que participou da primeira conferência nacional.

COOPERAÇÃO INTERNACIONAL – A programação do segundo dia da conferência estadual começou com uma palestra sobre as oportunidades de cooperação científica entre o Brasil e os países da União Europeia, que envolvem, atualmente, bolsas de pós-doutorado, programas de intercâmbio e ações de financiamento. Entre os desafios estão iniciativas para facilitar a internacionalização de negócios paranaenses de base tecnológica.

O assunto foi apresentado pelo jurista Dhallys Mota Nunes, que atua como oficial de Políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação da União Europeia para o Brasil. Ele destacou a importância da ciência paranaense no contexto nacional e internacional.

“O Paraná é um dos estados mais engajados na participação e colaboração da área da ciência, tecnologia e inovação, o que demonstra a importância da cooperação internacional, reforçada por um arranjo administrativo que assegura a participação brasileira em editais europeus”, disse o convidado, ressaltando o papel da Fundação Araucária para o financiamento destas ações.

GRUPOS DE TRABALHO – Ao longo desses dois dias os participantes discutiram diferentes cenários da ciência em sete grupos de trabalho. Entre os tópicos do eixo temático sobre o financiamento da pesquisa científica estão a percepção dos jovens sobre a ciência, o arcabouço legal e a biotecnologia, nanotecnologia e inteligência artificial. Em relação à permanência de pesquisadores no Brasil, o debate girou em torno dos níveis de educação e da pós-graduação stricto sensu.

Na área da inovação empresarial, os conferencistas dialogaram sobre redes colaborativas e investimentos para ampliar a quantidade de empresas inovadoras. No grupo de trabalho relativo aos programas e projetos estratégicos para a ciência nacional foi abordada a aplicação da Inteligência Artificial nas áreas de saúde, biotecnologia, agricultura, bioeconomia, energias renováveis e cidades inteligentes. O eixo divulgação científica articulou os cenários da alfabetização, do letramento científico e da percepção pública da ciência e do combate ao negacionismo e às falsas notícias.

A professora Zoraide Costa, da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), ressaltou a importância da ampliação de investimentos na área de CTI. “Desde 2022 temos fonte de recursos financeiros para projetos práticos, o que contribui, por exemplo, para fortalecer a extensão universitária, com editais que financiam bolsas para alunos e pesquisadores”, disse a docente, que participou do grupo de trabalho sobre programas e projetos estratégicos.

A relatora do grupo de trabalho sobre programas e projetos estratégicos, Marcia Krama, que preside o Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Curitiba, disse que o evento possibilitou a seleção dos projetos de pesquisa que representam a identidade do Paraná. “Discutimos temas como saúde e biotecnologia, agricultura, bioeconomia, energia renovável e cidades inteligentes sob o olhar da inteligência artificial”, afirmou.

Ela ressaltou ainda a colaboração de Curitiba para a estratégia nacional. “O conselho municipal de inovação faz a conexão com o estado para enriquecer os programas estaduais de forma alinhada com as estratégias regionais e nacionais”, afirmou.

Já na área da inclusão social, os participantes discutiram cenários acerca das ciências básicas e humanas, da valorização e difusão da ciência e da importância de promover a diversidade no meio científico. O último grupo de trabalho levantou a necessidade de incentivar os jovens para seguirem carreira acadêmica.

A aluna de mestrado em Planejamento Urbano da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Amanda Lima, que integrou o grupo de trabalho para o desenvolvimento social e inclusão, enfatizou o caráter participativo da conferência estadual de CTI do Paraná. “Conseguimos formular propostas efetivas para a transformação da ciência no nosso País, incluindo toda essa diversidade, pluralidade e diferentes perspectivas dos participantes”, avaliou a estudante, que atua como diretora de mulheres da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG).

NACIONAL – Com o tema Brasil Justo, Sustentável e Desenvolvido, a 5ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (CNCTI 2024) é considerada uma das principais iniciativas voltadas para o debate das políticas públicas da área. O evento foi promovido pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), instituição ligada ao MCTI, a partir da articulação de mais de 40 instituições e oito ministérios do governo federal.

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Paraná firma acordo com fábrica de produtos nutricionais para o parque tecnológico de Maringá
Paraná firma acordo com fábrica de produtos nutricionais para o parque tecnológico de Maringá
Inscrições para programa que transforma pesquisas em produtos encerram no domingo
Inscrições para programa que transforma pesquisas em produtos encerram no domingo
Governo seleciona boas práticas de empreendedorismo para o Connect Week Summit 2024
Governo seleciona boas práticas de empreendedorismo para o Connect Week Summit 2024
Dia da Biodiversidade: Tecpar apoia empresas em ações de conservação do meio ambiente
Dia da Biodiversidade: Tecpar apoia empresas em ações de conservação do meio ambiente
Mais de 95% da população diz ter consciência das mudanças climáticas
Mais de 95% da população diz ter consciência das mudanças climáticas
Residentes em economia rural iniciam atividades em órgãos da Secretaria da Agricultura
Residentes em economia rural iniciam atividades em órgãos da Secretaria da Agricultura
Arranjo de pesquisa de universidades do Paraná estuda emergência climática
Arranjo de pesquisa de universidades do Paraná estuda emergência climática
Prazo para inscrição de projetos inovadores em mostra universitária termina na segunda
Prazo para inscrição de projetos inovadores em mostra universitária termina na segunda
Fundação Araucária publica edital para apoiar pesquisas desenvolvidas com Alemanha
Fundação Araucária publica edital para apoiar pesquisas desenvolvidas com Alemanha
Estado destina R$ 2 milhões para fomentar pesquisas com potencial de mercado
Estado destina R$ 2 milhões para fomentar pesquisas com potencial de mercado
Nova rede de Hidrogênio impulsiona pesquisas sobre energias renováveis no Paraná
Nova rede de Hidrogênio impulsiona pesquisas sobre energias renováveis no Paraná
Novo sistema do Tecpar auxilia a monitorar qualidade da água dos mananciais do Paraná
Novo sistema do Tecpar auxilia a monitorar qualidade da água dos mananciais do Paraná
Estados do Sul definem 58 propostas para fortalecimento e popularização da ciência
Estados do Sul definem 58 propostas para fortalecimento e popularização da ciência
Com 188 ambientes de inovação, Separtec+ aprova planejamento estratégico até 2030
Com 188 ambientes de inovação, Separtec+ aprova planejamento estratégico até 2030
Separtec+ aprova planejamento estratégico até 2030
Separtec+ aprova planejamento estratégico até 2030
Desenvolvimento e inclusão são destaques da 5ª Conferência Regional Sul de Ciência
Desenvolvimento e inclusão são destaques da 5ª Conferência Regional Sul de Ciência
Desenvolvimento e inclusão são destaques da 5ª Conferência Regional Sul de CTI
Desenvolvimento e inclusão são destaques da 5ª Conferência Regional Sul de CTI
Estados do Sul debatem papel da ciência para economia e avanços sociais no Brasil
Estados do Sul debatem papel da ciência para economia e avanços sociais no Brasil
Genoma SUS recruta bolsistas nas áreas de ciência de dados e bioinformática
Genoma SUS recruta bolsistas nas áreas de ciência de dados e bioinformática
Fundação Araucária vai apresentar NAPI Hidrogênio Renovável no dia 6 de maio
Fundação Araucária vai apresentar NAPI Hidrogênio Renovável no dia 6 de maio
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais