CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Bienal das Amazônias reúne obras de 120 artistas da Pan-Amazônia
© Nailana Thiely/Bienal das Amazônias

Bienal das Amazônias reúne obras de 120 artistas da Pan-Amazônia

Um encontro que reúne todas as amazônias - transnacional e brasileiras - na forma de arte acontece pela primeira vez na história, em Belém do Pará. A......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Bienal das Amazônias reúne obras de 120 artistas da Pan-Amazônia
© Nailana Thiely/Bienal das Amazônias

Um encontro que reúne todas as amazônias – transnacional e brasileiras – na forma de arte acontece pela primeira vez na história, em Belém do Pará. A Bienal das Amazônias abre as portas ao público nesta sexta-feira (4), com obras de 120 artistas dos nove estados amazônicos brasileiros e dos sete países que integram a Pan-Amazônia, até 5 de novembro.

Para traduzir essa multiplicidade da floresta, Vânia, que é arte historiadora, nascida em Macapá e radicada em Belém, trabalhou, junto com Keyna Eleison, pesquisadora de história da arte, o conceito “sapukai”, no processo de escolha e curadoria dos artistas e das obras que compõem a Bienal. O termo, que significa grito, traduz as múltiplas vozes de todos que participaram de um processo de pesquisas no território amazônico, que se estendeu por dois anos.

A partir daí, o trabalho de curadoria conseguiu reunir artistas, produtores culturais, agenciadores de cultura e revelar um potente sistema cultural que vai muito além das paisagens da floresta e debate temas mundiais como economia, relações sociais e questões climáticas de relevância mundial. “Belém é fincada na floresta e essa seta aponta de dentro para fora não só para as amazônias, mas também para o mundo”, diz Vânia.

Mostra gratuita vai até o dia 5 de novembro – Nailana Thiely/Bienal das Amazônias

Homenagem

Debates encontram nesse espaço cultural da Bienal outra forma de expressão, trazendo, por exemplo, a arte desenvolvida por quem vive imerso nas questões e problemas da região, como a fotógrafa homenageada pela 1ª Bienal das Amazônias, Elza Lima.

Com uma trajetória de quase 40 anos registrando a região, Elza revela em suas imagens a essência das amazônias, na forma de reflexões sobre as relações dos povos com a floresta, com os rios e todas as questões que permeiam esse território de quase sete milhões de quilômetros quadrados, tão diverso em toda essa extensão.

Elza considera o momento propício para que o mundo conheça mais a fundo a produção cultural das amazônias, que se mostra não apenas na forma de expressão cultural, mas também na documentação da história de uma região invisibilizada por tantos anos. “Tudo que acontece na região está sendo muito bem escrito na sua arte”, diz.

Nascida em Belém, Elza é uma das mulheres que fluíram nos rios amazônicos sem permitir que limites fronteiriços estabelecessem barreiras para a sua produção artística, que teve início quando esse cenário ainda era dominado por homens.

“Estou honrada por ser uma artista, mulher, da Amazônia, e ter sido escolhida para ser a homenageada desta edição. Eu trago junto comigo nessa homenagem todas as fotógrafas do Brasil, principalmente da Amazônia, que trabalham bravamente e muitas vezes não têm o reconhecimento merecido.”

Serviço

A Bienal das Amazônias ocorre de 4 de agosto a 5 de novembro, na rua Senador Manoel Barata, nº 400, de quarta-feira à sexta-feira, de 11h às 19h, e aos sábados, de 11h às 20h, com entrada gratuita.

Ouça na Radioagência Nacional:

 

Fonte: Agência Brasil

Notícias Relacionadas:

Paraná firma parceria com Pompidou para construção do Museu Internacional de Arte de Foz do Iguaçu
Paraná firma parceria com Pompidou para construção do Museu Internacional de Arte de Foz do Iguaçu
Paraná firma parceria com Centre Pompidou para construção do Museu Internacional de Arte de Foz do Iguaçu
Paraná firma parceria com Centre Pompidou para construção do Museu Internacional de Arte de Foz do Iguaçu
MUPA abre videoinstalação da artista e ativista indígena Glicéria Tupinambá
MUPA abre videoinstalação da artista e ativista indígena Glicéria Tupinambá
Cartunista Laerte fala sobre carreira e vida pessoal no DR com Demori
Cartunista Laerte fala sobre carreira e vida pessoal no DR com Demori
Com obras tridimensionais, MAC Paraná apresenta mostra O Estranho que Mora Comigo
Com obras tridimensionais, MAC Paraná apresenta mostra O Estranho que Mora Comigo
Nova edição do Cândido destaca a trajetória da escritora Cassandra Rios
Nova edição do Cândido destaca a trajetória da escritora Cassandra Rios
TV Paraná Turismo estreia nesta quinta-feira série especial sobre os 140 anos do Teatro Guaíra
TV Paraná Turismo estreia nesta quinta-feira série especial sobre os 140 anos do Teatro Guaíra
Exposição em São Paulo lembra cobertura de guerra no Vietnã
Exposição em São Paulo lembra cobertura de guerra no Vietnã
Dia da Música e Viola Caipira é comemorado em museu do DF
Dia da Música e Viola Caipira é comemorado em museu do DF
Secretária da Cultura destaca 140 anos do Guaíra em entrevista à TV Paraná Turismo
Secretária da Cultura destaca 140 anos do Guaíra em entrevista à TV Paraná Turismo
Agenda cultural traz espetáculos de humor, oficinas e atividades para todos os públicos
Agenda cultural traz espetáculos de humor, oficinas e atividades para todos os públicos
Teatro Guaíra publica edital de locação dos palcos para escolas de dança do Estado
Teatro Guaíra publica edital de locação dos palcos para escolas de dança do Estado
Teatro Guaíra abre edital de locação dos palcos para escolas de dança do Estado
Teatro Guaíra abre edital de locação dos palcos para escolas de dança do Estado
Nina Miyamoto é nova residente do Museu Casa Alfredo Andersen
Nina Miyamoto é nova residente do Museu Casa Alfredo Andersen
Segunda edição do projeto Crianças no Teatro alcança mais de 72 mil estudantes
Segunda edição do projeto Crianças no Teatro alcança mais de 72 mil estudantes
Segunda edição do projeto Crianças no Teatro alcança mais de 72 mil pessoas
Segunda edição do projeto Crianças no Teatro alcança mais de 72 mil pessoas
Normativas fortalecem proteção do patrimônio arqueológico da Cidade Real do Guairá
Normativas fortalecem proteção do patrimônio arqueológico da Cidade Real do Guairá
Escritoras Miriam Alves e Juliana Sankofa participam de mesa de conversa no MUPA
Escritoras Miriam Alves e Juliana Sankofa participam de mesa de conversa no MUPA
Museu Nacional confirma retorno de Manto Tupinambá ao Brasil
Museu Nacional confirma retorno de Manto Tupinambá ao Brasil
SBPC: especialistas defendem descarbonização da indústria
SBPC: especialistas defendem descarbonização da indústria
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais