CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Noite das Ideias: MUPA recebe evento internacional da Embaixada da França
Noite das Ideias: MUPA recebe evento internacional da Embaixada da FrançaFoto: José Fernando Ogura/Arquivo AEN

Noite das Ideias: MUPA recebe evento internacional da Embaixada da França

Sob a temática “Linhas de Falha”, a Noite das Ideias encoraja o público à troca de conhecimentos, estimulando o pensar, falar e fazer sobre as diversas......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Noite das Ideias: MUPA recebe evento internacional da Embaixada da França
Noite das Ideias: MUPA recebe evento internacional da Embaixada da FrançaFoto: José Fernando Ogura/Arquivo AEN

O Museu Paranaense (MUPA) recebe “Noite das Ideias”, evento internacional realizado anualmente pela Embaixada da França no Brasil e pelo Institut Français, que reúne instituições culturais e educacionais do mundo inteiro para celebrar a livre circulação de ideias e a troca de conhecimento. As ações acontecerão dias 12, 15 e 16 de junho. Estão programadas mesa de conversa com convidados nacionais e internacionais, exibição de filme e abertura de exposição da segunda convidada do Programa Público a ocupar a Sala Lange de Morretes do MUPA, a fotógrafa Valentina Tong.

Sob a temática “Linhas de Falha”, a Noite das Ideias encoraja o público à troca de conhecimentos, estimulando o pensar, falar e fazer sobre as diversas “rupturas” da contemporaneidade. Esta é a segunda edição da Noite das Ideias no MUPA. A primeira foi realizada em janeiro de 2022 sempre em parceria com a Aliança Francesa de Curitiba. Assim como naquele ano, a Noite das Ideias 2024 é incorporada à programação do Programa Público do MUPA – projeto experimental e bienal do museu que promove uma série de ações artísticas, educativas e culturais inteiramente abertas ao público. 

Para participar das atividades da Noite das Ideias no Museu Paranaense não é necessário realizar inscrições prévias. Os ingressos serão distribuídos uma hora antes do evento na entrada do museu. A programação é gratuita e aberta a todos os públicos.

Confira abaixo a agenda completa:

Quarta-feira (12.06) – 19h – Mesa de conversa “Teorias do corpo na antropologia”, com  Alexandre Surrallés, Mauro Almeida e Márnio Teixeira-Pinto. Os pesquisadores refletem sobre a noção de corpo, que não existe enquanto parte das línguas das culturas estudadas pela antropologia, mas que ao mesmo tempo é uma noção analítica fundamental ao longo da história e na atualidade desta disciplina.

Alexandre Surrallés é diretor de estudos da EHESS e diretor de pesquisas do CNRS, na França. Especialista em antropologia da Amazônia, sua pesquisa centra-se no papel da afetividade na definição dos laços sociais, os direitos dos povos indígenas e a lexicografia na América colonial.

Mauro Almeida é doutor em Antropologia Social pela Universidade de Cambridge, no Reino Unido, leciona no Programa de Antropologia da Universidade Estadual de Campinas desde 1977. Desenvolve pesquisas atravessando os temas Amazônia, reservas extrativistas, comunidades tradicionais e teoria antropológica.

Márnio Teixeira-Pinto é professor de Antropologia na Universidade Federal de Santa Catarina e pesquisador na área de etnologia indígena. Realizou trabalhos com o povo Arara, tornando-se referência na bibliografia ao tratar sobre os temas organização social, xamanismo, ritual e moralidade.

Sábado (15/06), 16h – Mesa de conversa “Ecologia dos corpos não-humanos”, com Ana Vaz (on-line), Juliana Fausto e Valentina Tong

As relações entre corpos humanos, corpos animais outros que humanos e corpos inorgânicos e minerais, sociedade e paisagem, a depender da perspectiva, podem demonstrar e oferecer possibilidades cosmopolíticas que se afastam do modelo político professado pelo humano. No desdobrar de uma troca de ideias envolvendo repertórios da filosofia, cinema e fotografia, as convidadas vão refletir sobre o tema no âmbito das artes e da ciência.

Ana Vaz é artista e cineasta. Atualmente traça a sua caminhada entre Paris e Brasília. Sua filmografia ativa e questiona o cinema enquanto arte do (in)visível e como instrumento capaz de desumanizar o humano, expandindo suas conexões e devires com outras formas de vida — tanto outras-que-humanas, quanto espectrais. 

Juliana Fausto é filósofa, escritora e tradutora. Autora de “A cosmopolítica dos animais” (n-1 edições, 2020), é bacharel em Filosofia (UFRJ), mestre em Letras (PUC-Rio) e doutora em Filosofia (PUC-Rio). Tem especial interesse no envolvimento de outros-que-humanos em questões que dizem respeito à arte, ecofeminismos e ecologias quer nos tempos da catástrofe socioambiental conhecida como Antropoceno.

Valentina Tong é arquiteta, fotógrafa e curadora, baseada em São Paulo. Desenvolve uma pesquisa fotográfica de longo prazo sobre a paisagem geológica brasileira e sua relação com a arqueologia, a arquitetura e o extrativismo. Como curadora, é colaboradora do Instituto Moreira Salles, onde trabalhou em diversos arquivos fotográficos e projetos comissionados de artistas contemporâneos.

Sábado(15/06), 16h – Abertura da exposição “Viagem Geológica”, conjunto de obras de Valentina Tong

Viagem Geológica apresenta um painel-arquivo com um conjunto de fotografias do projeto de longo prazo da arquiteta e fotógrafa Valentina Tong. Sua pesquisa visual busca entender como as estruturas geológicas dos territórios definem sua vocação econômica, como a arquitetura pode movimentar paisagens e como a presença de pinturas e gravuras rupestres se tornam uma resistência diante dessas paisagens em transformação. 

A exposição fica em cartaz na Sala Lange de Morretes até 18 de julho. Ocupa o espaço da mostra em cartaz “Lenora de Barros: Fogo no Olho”, conjunto de obras da artista visual Lenora de Barros, que abriu o Programa Público.

Sábado (15/06), sessões às 14h30 e 18h; e 16/06, sessões às 11h e 12h30 – Exibição do filme “É Noite na América” (66’, 2022), de Ana Vaz.

“É Noite na América” é um filme gravado no zoológico de Brasília, habitat de centenas de espécies resgatadas na cidade. Tamanduás, lobos-guará, corujas, cachorros-do-mato, capivaras, carcarás se encontram com biólogos, veterinárias, cuidadores e a polícia ambiental, numa trama soturna em que os desafios da preservação da vida tecem uma trama de perspectivas cruzadas.

PROGRAMA PÚBLICO – O Programa Público é uma forma de convidar a comunidade a se aproximar, refletir e se envolver com um assunto. Para isso, o MUPA propõe uma programação especial, estendida e gratuita com diferentes ações que evocam determinada temática de forma diversa e interdisciplinar.

A ideia é que o público possa experimentar, aprender, conhecer e sentir de forma ampla o que é apresentado, a fim de enriquecer sua vivência intelectual, emocional e cultural, não apenas em escala pessoal, mas de experimentação coletiva. Esta segunda edição, que acontece de maio a agosto, tem como tema “Corpos ― Indícios, Matrizes ― Espécies”, e convida os visitantes a refletirem sobre as linguagens transversais do corpo.

A primeira edição, realizada em 2022, levou gratuitamente ao público 44 ações, entre oficinas, palestras, rodas de conversa, ações e intervenções artísticas de diversas linguagens. Foram mais de 20 mil pessoas impactadas a partir da temática “Se enfiasse os pés na terra: relações entre humanos e plantas”.

Serviço:

Saiba mais sobre a Noite das Ideias no MUPA e a programação do Programa Público “Corpos ― Indícios, Matrizes ― Espécies”:

www.museuparanaense.pr.gov.br

Instagram: @museuparanaense 

Local: Museu Paranaense (MUPA)

Rua Kellers, 285, bairro São Francisco – Curitiba

Entrada gratuita

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Secretária da Cultura destaca 140 anos do Guaíra em entrevista à TV Paraná Turismo
Secretária da Cultura destaca 140 anos do Guaíra em entrevista à TV Paraná Turismo
Agenda cultural traz espetáculos de humor, oficinas e atividades para todos os públicos
Agenda cultural traz espetáculos de humor, oficinas e atividades para todos os públicos
Teatro Guaíra publica edital de locação dos palcos para escolas de dança do Estado
Teatro Guaíra publica edital de locação dos palcos para escolas de dança do Estado
Teatro Guaíra abre edital de locação dos palcos para escolas de dança do Estado
Teatro Guaíra abre edital de locação dos palcos para escolas de dança do Estado
Nina Miyamoto é nova residente do Museu Casa Alfredo Andersen
Nina Miyamoto é nova residente do Museu Casa Alfredo Andersen
Segunda edição do projeto Crianças no Teatro alcança mais de 72 mil estudantes
Segunda edição do projeto Crianças no Teatro alcança mais de 72 mil estudantes
Segunda edição do projeto Crianças no Teatro alcança mais de 72 mil pessoas
Segunda edição do projeto Crianças no Teatro alcança mais de 72 mil pessoas
Normativas fortalecem proteção do patrimônio arqueológico da Cidade Real do Guairá
Normativas fortalecem proteção do patrimônio arqueológico da Cidade Real do Guairá
Escritoras Miriam Alves e Juliana Sankofa participam de mesa de conversa no MUPA
Escritoras Miriam Alves e Juliana Sankofa participam de mesa de conversa no MUPA
Museu Nacional confirma retorno de Manto Tupinambá ao Brasil
Museu Nacional confirma retorno de Manto Tupinambá ao Brasil
EBC firma acordo para cobertura do Festival Latinidades 2024
EBC firma acordo para cobertura do Festival Latinidades 2024
Escola de Dança Teatro Guaíra levou sua arte a 3,6 mil pessoas no primeiro semestre 
Escola de Dança Teatro Guaíra levou sua arte a 3,6 mil pessoas no primeiro semestre 
Férias: espaços culturais do Estado têm vasta programação gratuita para crianças
Férias: espaços culturais do Estado têm vasta programação gratuita para crianças
Secretaria da Cultura inaugura sete escritórios regionais e fortalece descentralização
Secretaria da Cultura inaugura sete escritórios regionais e fortalece descentralização
Crianças e adolescentes podem aproveitar programação especial do MUPA em julho
Crianças e adolescentes podem aproveitar programação especial do MUPA em julho
Festival de Audiovisualidades do MAC-PR inicia itinerância pelo Interior nesta quarta-feira
Festival de Audiovisualidades do MAC-PR inicia itinerância pelo Interior nesta quarta-feira
Centro Juvenil de Artes Plásticas anuncia abertura de oficinas do segundo semestre
Centro Juvenil de Artes Plásticas anuncia abertura de oficinas do segundo semestre
Festival Latinidades 2024 exalta a mulher negra
Festival Latinidades 2024 exalta a mulher negra
Museu Paranaense promove oficina e conversas sobre corpo, música e arquitetura
Museu Paranaense promove oficina e conversas sobre corpo, música e arquitetura
Exposição fecha participação de Nicholas Steinmetz em projeto do MAC Paraná
Exposição fecha participação de Nicholas Steinmetz em projeto do MAC Paraná
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais