CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Junho Verde: Saúde alerta sobre importância do tratamento precoce da escoliose
Junho Verde alerta sobre o diagnóstico e tratamento precoce da escolioseFoto: SESA-PR/CHT

Junho Verde: Saúde alerta sobre importância do tratamento precoce da escoliose

Além do tratamento por meio do uso de coletes ortopédicos, gesso e fisioterapia, em alguns casos é necessária a cirurgia para correção do desvio. A Sesa implantou......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Junho Verde: Saúde alerta sobre importância do tratamento precoce da escoliose
Junho Verde alerta sobre o diagnóstico e tratamento precoce da escolioseFoto: SESA-PR/CHT

Cintura assimétrica, um ombro mais alto que o outro e quadril inclinado. Esses são alguns indícios da escoliose, uma patologia que se caracteriza por curvatura da coluna vertebral em forma de “S” ou “C” que, além de provocar desconforto e dores musculares, com o tempo pode causar alteração nos sistemas respiratório e cardíaco. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) alerta para a doença durante todo o “Junho Verde: Mês Internacional da Conscientização sobre a Escoliose”, uma campanha mundial que destaca a importância do diagnóstico precoce.

Além do tratamento por meio do uso de coletes ortopédicos, gesso e fisioterapia, em alguns casos é necessária a cirurgia para correção do desvio. A Sesa implantou no Complexo Hospitalar do Trabalhador (CHT) o Serviço de Deformidades Pediátricas da Coluna Vertebral e, em pouco mais de um ano, já realizou pelo Sistema Único de Saúde (SUS) mais de 50 cirurgias de escoliose em crianças e adolescentes entre 3 e 18 anos. Outras 47 já estão agendadas para serem feitas tanto no Hospital de Reabilitação (HR) quanto no Hospital do Trabalhador (HT).  

Entre os procedimentos estão correções de escolioses congênitas, idiopáticas (curvatura lateral da coluna), sindrômicas (síndrome genética que afeta o desenvolvimento esquelético ou estrutural), neuromusculares (curvatura lateral da coluna, causada por várias doenças neuromusculares), cifoses (quando há redução ou aumento acentuado de uma ou mais curvaturas da coluna) e espondilolisteses (que pode afetar mais do que um local na coluna).

 “O reforço e a inclusão deste serviço para pacientes do SUS no CHT foi possível após a reestruturação de equipamentos e ampliação da equipe médica, que hoje é composta por profissionais altamente qualificados e experientes no tratamento de condições ortopédicas pediátricas”, disse o secretario estadual da Saúde, Beto Preto.

CASOS – Os casos de escoliose infantil se apresentam com mais frequência durante o crescimento, sendo que a maioria dos quadros tem forma leve e com poucos sintomas. Porém, a doença pode se tornar mais grave com o passar do tempo.

“Quando o tratamento proposto é o cirúrgico, a demora na realização deste procedimento o torna muito complexo, pois com a deformidade mais rígida os riscos de lesão neurológica e sangramentos são muito maiores. Quanto antes for realizada a cirurgia, menores os riscos de complicações e agravamento da enfermidade”, alerta  o chefe do Departamento de Deformidades Pediátricas da Coluna Vertebral do CHT, João Elias Ferreira Braga.

Aos 14 anos, a adolescente Milena de Andrade Carvalho, moradora de Guaratuba, no Litoral do Estado, foi diagnosticada com escoliose idiopática. Sem causa definida, esse tipo de escoliose pode surgir a partir dos quatro anos até a adolescência e ocorre durante o estirão de crescimento. Quando a condição da curvatura ultrapassa os 40 graus, a escoliose se torna progressiva e o paciente continua entortando. Essa condição ocorre com maior frequência em meninas e é muito importante que os pais estejam atentos a qualquer sinal do problema.

“Descobrimos a escoliose por acaso, nunca tínhamos percebido a deformidade, até que um dia ao amarrar meu biquíni, minha mãe observou que eu estava com a coluna torta e ao passar a mão percebeu a curvatura. Decidimos então procurar atendimento médico e tive o diagnóstico da doença já com 50 graus de curvatura e indicação imediata de cirurgia”, contou a adolescente.

Outro tipo de escoliose é a causada por doenças neuromusculares, como paralisia cerebral, mielomeningocele, distrofia muscular, atrofia muscular espinhal, entre outras. No caso do Lucas Batista da Paixão, de 18 anos, a paralisia cerebral que teve ao nascer foi o que desencadeou a condição. 

Com curvatura acima dos 100 graus, desconfortos respiratórios como falta de ar e asma, a posição do adolescente na cadeira de rodas estava bem limitada. Para a mãe de Lucas, Daniele de Oliveira Batista, a cirurgia foi fundamental para melhorar a autonomia e qualidade de vida do filho.

“Foi um longo processo até chegar aqui no CHT, esperávamos por essa cirurgia há mais de dois anos e, depois de tantas dificuldades, hoje conseguimos fazer um passeio sem que ele reclame de dor. Ele também já consegue ficar em muitas outras posições que antes eram desconfortáveis e geravam muita dor. Só temos a agradecer a toda equipe médica pelos cuidados e ótimo atendimento prestado ao meu filho”, disse.

CUIDADO – De acordo com o diretor superintendente do CHT, Guilherme Graziani, a secretaria estadual da Saúde está empenhada em ampliar ainda mais o número de cirurgias pediátricas de escoliose realizadas nas unidades.

“Temos estrutura e um excelente corpo médico, que envolve não só os cirurgiões ortopédicos, mas também anestesiologistas, fisioterapeutas, enfermeiros e outros profissionais da saúde. Essa colaboração entre diferentes especialidades garante um cuidado completo para os pacientes, desde a fase de diagnóstico até a recuperação pós-cirúrgica. Vamos continuar trabalhando para fornecer a toda população um atendimento com excelência e qualidade”, completou.

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Paraná envia mais de 1,3 milhão de unidades de medicamentos ao Rio Grande do Sul
Paraná envia mais de 1,3 milhão de unidades de medicamentos ao Rio Grande do Sul
Secretaria da Saúde confirma mais 13.049 casos e 23 óbitos por dengue no Paraná
Secretaria da Saúde confirma mais 13.049 casos e 23 óbitos por dengue no Paraná
HR produz pelo SUS próteses faciais que recuperam autoestima dos pacientes
HR produz pelo SUS próteses faciais que recuperam autoestima dos pacientes
Imunossuprimidos: conheça sintomas, cuidados e saiba quem faz parte deste grupo
Imunossuprimidos: conheça sintomas, cuidados e saiba quem faz parte deste grupo
Paraná cria força-tarefa com apoio de municípios para aumentar coberturas vacinais
Paraná cria força-tarefa com apoio de municípios para aumentar coberturas vacinais
Saúde contrata mais 66 novos profissionais selecionados por meio de PSS
Saúde contrata mais 66 novos profissionais selecionados por meio de PSS
Samu atendeu 15 mil paranaenses a mais no primeiro semestre deste ano
Samu atendeu 15 mil paranaenses a mais no primeiro semestre deste ano
Senacon notifica planos de saúde após cancelamentos unilaterais
Senacon notifica planos de saúde após cancelamentos unilaterais
Biofábrica Wolbachia: Londrina e Foz do Iguaçu terão nova tecnologia de combate à dengue
Biofábrica Wolbachia: Londrina e Foz do Iguaçu terão nova tecnologia de combate à dengue
Hospital Zona Norte de Londrina zera fila de cirurgias de pacientes com hanseníase
Hospital Zona Norte de Londrina zera fila de cirurgias de pacientes com hanseníase
Sesa inicia atividades do PlanificaSUS Saúde Mental para a Macrorregião Norte
Sesa inicia atividades do PlanificaSUS Saúde Mental para a Macrorregião Norte
“Estamos muito aquém do que se faz nas redes de direita”, diz Nísia
“Estamos muito aquém do que se faz nas redes de direita”, diz Nísia
Boletim semanal da dengue registra 18.306 novos casos e 15 óbitos no Paraná
Boletim semanal da dengue registra 18.306 novos casos e 15 óbitos no Paraná
Saúde monitora serpentes no Estado e garante soro que neutraliza ação do veneno
Saúde monitora serpentes no Estado e garante soro que neutraliza ação do veneno
Férias: atualizar a carteira de vacinação protege crianças e jovens em passeios e viagens
Férias: atualizar a carteira de vacinação protege crianças e jovens em passeios e viagens
Secretaria da Saúde vai incentivar adesão a programa que agiliza exames e consultas especializadas
Secretaria da Saúde vai incentivar adesão a programa que agiliza exames e consultas especializadas
União da Vitória, Bituruna e General Carneiro: Estado investe R$ 43 milhões em hospitais
União da Vitória, Bituruna e General Carneiro: Estado investe R$ 43 milhões em hospitais
Serviço online que agiliza laudo de eletrocardiograma chega à região de Londrina
Serviço online que agiliza laudo de eletrocardiograma chega à região de Londrina
Estado libera R$ 12 milhões para 1º hospital de Imbituva e entrega matrículas de 171 casas
Estado libera R$ 12 milhões para 1º hospital de Imbituva e entrega matrículas de 171 casas
Com investimentos do Estado, hospital de Nova Aurora terá novos equipamentos
Com investimentos do Estado, hospital de Nova Aurora terá novos equipamentos
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais