CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Gravidez na adolescência diminui quase 30% no Paraná entre 2019 e 2023

Gravidez na adolescência diminui quase 30% no Paraná entre 2019 e 2023

O enfrentamento da gestação precoce é uma das metas do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), dentro da Linha de Cuidado Materno......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Gravidez na adolescência diminui quase 30% no Paraná entre 2019 e 2023

O número de mães adolescentes com até 19 anos vem diminuindo no Paraná. Em 2019 foram 18.169 e em 2023, 12.769, uma queda de 29,7%. É o que aponta um levantamento feito pela Secretaria de Estado da Saúde no Sistema de Informações de Nascidos Vivos (Sinasc) do governo federal. Os dados do Sistema Único de Saúde (SUS) apontam uma mudança de perfil ao longo dos últimos anos também no País: baixa foi 27,8%, com 399.922 nascimentos em 2019 e 288.520 no ano passado.

O enfrentamento da gestação precoce é uma das metas do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), dentro da Linha de Cuidado Materno Infantil, criada para o fortalecimento da assistência à saúde das gestantes de todas as idades e da criança, instituindo diretrizes para o cuidado integral. E ele tem acontecido de forma gradual. Entre 2019 e 2023 foram 15.957 em 2020, 15.186 em 2021 e 13.656 em 2022. De acordo com levantamento parcial da Sesa, de janeiro a maio deste ano 3.960 bebês tiveram como mães mulheres de 15 a 19 anos.

“A gravidez na adolescência, além de ser uma questão relacionada à saúde pública, está também relacionada a aspectos sociais, culturais e educacionais que envolvem a sociedade como um todo. Garantimos o acesso e a atenção integral e de qualidade às mulheres neste momento da vida, desde a gestação, nascimento e puerpério, mas precisamos trabalhar enquanto sociedade, principalmente em relação ao acesso aos preservativos, para evitar a gravidez de menores de idade”, ressalta o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

“Estamos trabalhando para a melhoria dos indicadores, direcionados na qualidade da assistência e na educação em saúde”, complementa o secretário.

“A ocorrência da gravidez na adolescência é resultado de uma somatória de fatores e merece ações compartilhadas e de diferentes setores. É primordial que a equipe de saúde, já nas consultas de pré-natal, fale com a gestante sobre educação sexual e os diferentes métodos contraceptivos disponíveis para se evitar futuras gestações não planejadas, especialmente na fase da adolescência”, explica a chefe da Divisão de Atenção à Saúde da Mulher da Sesa, Carolina Poliquesi.

Diminuir os índices de nascimentos durante a adolescência está entre as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), da Organização das Nações Unidas (ONU), e integra a estratégia global para mulheres, crianças e adolescentes 2016-2030. Apesar dos avanços, a proporção da gravidez não planejada na adolescência ainda é alta – em 2023, por exemplo dos 139 mil nascimentos, 9% foram de mulheres entre 15 e 19 anos.

“É preciso continuar a preveni-la, ampliando as ações que já estão em curso como, por exemplo, o Programa Saúde na Escola em que a temática Saúde Sexual e Reprodutiva é uma das ações essenciais pactuadas e incluindo novas abordagens que assegurem os direitos sexuais e reprodutivos para adolescentes”, diz a chefe da Divisão de Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente da Sesa, Fernanda Crosewski.

O Saúde na Escola é um programa federal, pautado em estratégias de integração permanente da Saúde e Educação para alunos do 6º ano até ao Ensino Médio.

MATERNO-INFANTIL – Atualizada em 2022, a Linha de Cuidado Materno Infantil tem o compromisso do desenvolvimento de ações que fortaleçam todos os pontos de atenção, desde a Atenção Primária à Saúde (APS), Atenção Ambulatorial Especializada (AAE) e Atenção Hospitalar (AH).

Esta Linha Guia tem por finalidade apoiar a organização das ações e dos serviços de saúde e a melhoria da assistência à saúde da mulher e da criança, instituindo diretrizes para o cuidado integral. Nela, estão contidos instrumentos para subsidiar os profissionais de saúde, com diretrizes clínicas baseadas em evidências científicas, orientando o manejo clínico, diagnóstico e tratamento, bem como ferramentas de gestão e atenção, para a tomada de decisão.

Ainda de acordo com Carolina Poliquesi, toda gravidez na adolescência merece atenção especial. “Na Linha de Cuidado Materno Infantil todas as gestantes menores de 15 anos são estratificadas como risco intermediário para receber atenção multiprofissional na Atenção Ambulatorial Especializada (AAE) além do acompanhamento realizado pela Atenção Primaria nas UBS”, complementa.

Além das gestantes menores de 15 anos, aquelas com mais de 40 anos também são estratificadas como risco intermediário. Esse termo é utilizado para aquelas que apresentam algum fator de risco que implique em maior vigilância e cuidado na gestação. Quanto maior o número de critérios combinados, maior a complexidade da situação.

TENDÊNCIA – O levantamento de dados da Sesa também aponta outras mudanças nesse cenário no Paraná, entre elas a alta de 14,1% no número de mulheres entre 40 e 49 anos que optaram pela maternidade, que passou de 5.052 em 2019 para 5.769 em 2023. Em todos os anos, as mulheres de 20 a 29 anos estiveram à frente, com uma média de 49% do total.

Nos últimos cinco anos nasceram 722.111 bebês no Paraná: 153.482 em 2019, 146.274 em 2020, 141.971 em 2021, 140.639 em 2022 e 139.745 em 2023. Em 2024 o sistema registrou, até o dia 23 de maio, 46.434 nascimentos.

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Em seis meses, Lacen processa 13.298 amostras de vírus respiratórios
Em seis meses, Lacen processa 13.298 amostras de vírus respiratórios
Estado investe R$ 100 milhões em vigilância em saúde e combate à dengue no semestre
Estado investe R$ 100 milhões em vigilância em saúde e combate à dengue no semestre
Experiência bem-sucedida, Telessaúde Paraná é tema de encontro da região Sul
Experiência bem-sucedida, Telessaúde Paraná é tema de encontro da região Sul
Estado define estratégias com municípios para aumentar cobertura vacinal
Estado define estratégias com municípios para aumentar cobertura vacinal
Paraná envia mais de 1,3 milhão de unidades de medicamentos ao Rio Grande do Sul
Paraná envia mais de 1,3 milhão de unidades de medicamentos ao Rio Grande do Sul
Secretaria da Saúde confirma mais 13.049 casos e 23 óbitos por dengue no Paraná
Secretaria da Saúde confirma mais 13.049 casos e 23 óbitos por dengue no Paraná
HR produz pelo SUS próteses faciais que recuperam autoestima dos pacientes
HR produz pelo SUS próteses faciais que recuperam autoestima dos pacientes
Imunossuprimidos: conheça sintomas, cuidados e saiba quem faz parte deste grupo
Imunossuprimidos: conheça sintomas, cuidados e saiba quem faz parte deste grupo
Paraná cria força-tarefa com apoio de municípios para aumentar coberturas vacinais
Paraná cria força-tarefa com apoio de municípios para aumentar coberturas vacinais
Saúde contrata mais 66 novos profissionais selecionados por meio de PSS
Saúde contrata mais 66 novos profissionais selecionados por meio de PSS
Samu atendeu 15 mil paranaenses a mais no primeiro semestre deste ano
Samu atendeu 15 mil paranaenses a mais no primeiro semestre deste ano
Senacon notifica planos de saúde após cancelamentos unilaterais
Senacon notifica planos de saúde após cancelamentos unilaterais
Biofábrica Wolbachia: Londrina e Foz do Iguaçu terão nova tecnologia de combate à dengue
Biofábrica Wolbachia: Londrina e Foz do Iguaçu terão nova tecnologia de combate à dengue
Hospital Zona Norte de Londrina zera fila de cirurgias de pacientes com hanseníase
Hospital Zona Norte de Londrina zera fila de cirurgias de pacientes com hanseníase
Sesa inicia atividades do PlanificaSUS Saúde Mental para a Macrorregião Norte
Sesa inicia atividades do PlanificaSUS Saúde Mental para a Macrorregião Norte
“Estamos muito aquém do que se faz nas redes de direita”, diz Nísia
“Estamos muito aquém do que se faz nas redes de direita”, diz Nísia
Boletim semanal da dengue registra 18.306 novos casos e 15 óbitos no Paraná
Boletim semanal da dengue registra 18.306 novos casos e 15 óbitos no Paraná
Saúde monitora serpentes no Estado e garante soro que neutraliza ação do veneno
Saúde monitora serpentes no Estado e garante soro que neutraliza ação do veneno
Férias: atualizar a carteira de vacinação protege crianças e jovens em passeios e viagens
Férias: atualizar a carteira de vacinação protege crianças e jovens em passeios e viagens
Secretaria da Saúde vai incentivar adesão a programa que agiliza exames e consultas especializadas
Secretaria da Saúde vai incentivar adesão a programa que agiliza exames e consultas especializadas
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais