CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Da capela mortuária ao prédio próprio: escola de Nova Laranjeiras vira exemplo
O governador Carlos Massa Ratinho Junior inaugura a Escola de Educação Especial de Nova Laranjeiras, na região Centro-Sul do Paraná. Foto: Gabriel Rosa/AEN

Da capela mortuária ao prédio próprio: escola de Nova Laranjeiras vira exemplo

A unidade é a primeira escola dedicada à educação especial construída com recursos do Governo do Estado, fruto de um investimento de R$ 1,7 milhão. Outras......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Da capela mortuária ao prédio próprio: escola de Nova Laranjeiras vira exemplo
O governador Carlos Massa Ratinho Junior inaugura a Escola de Educação Especial de Nova Laranjeiras, na região Centro-Sul do Paraná. Foto: Gabriel Rosa/AEN

De uma antiga capela mortuária improvisada para um espaço amplo, moderno e planejado para as melhores práticas de ensino especial. A comunidade de pais, alunos e professores da Escola de Educação Especial de Nova Laranjeiras, na região Centro-Sul do Paraná, tem comemorado a mudança de sede do colégio, que agora reúne todas as condições para oferecer segurança e conforto aos estudantes.

A unidade é a primeira escola dedicada à educação especial construída com recursos do Governo do Estado, fruto de um investimento de R$ 1,7 milhão. Outras 13 unidades devem ser construídas com recursos do Estado em várias regiões do Paraná.

Em Nova Laranjeiras a estrutura ampla inclui seis salas de aula, pátio coberto e salas de psicologia, fonoaudiologia e fisioterapia, além de áreas de socialização entre os alunos. “Saímos de um ambiente apertado, com pouco espaço, para um ambiente totalmente diferente, com mais salas, escritórios e ambientes pedagógicos, todos feitos pensando nas interações e nas necessidades especiais que nossos alunos demandam”, afirmou o presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Nova Laranjeiras, Vilson Detez Dola. 

Esta é a primeira vez que a escola conta com um espaço feito sob medida para estudantes especiais. Antes disso, foram quase 20 anos de atividade em espaços improvisados. Primeiro, dividindo espaço com um colégio municipal. Depois, foram 10 anos funcionando em uma antiga capela mortuária desativada.

“Temos alunos cadeirantes e acamados. Mesmo assim, sempre nos adaptamos de maneira improvisada. Ter uma sede própria para estes estudantes, que têm necessidades específicas, é a realização de um sonho”, afirmou a professora e pedagoga Roseli Pegoraro.

DEMANDA – O aumento no número de alunos também foi um fator que fez com que a unidade de Nova Laranjeiras fosse a primeira a receber recursos do Governo do Estado para uma nova sede.

O antigo espaço era projetado para receber cerca de 20 alunos, mas a instituição conta, atualmente, com mais de 60 estudantes atendidos em dois turnos. A nova sede, mais ampla, também foi construída prevendo o crescimento no número de alunos para os próximos anos.

O local tem um acesso melhor, mais próximo à BR-277 e com estacionamento próprio para os ônibus escolares. “Já faz tempo que esperávamos uma mudança como esta. Agora temos um espaço digno para os nossos filhos, um lugar bem planejado como eles sempre mereceram”, disse o caminhoneiro Wilmar Funez, que há nove anos tem uma filha matriculada na escola.

“A outra escola era apertada, tinha poucas salas. A nova estrutura vai dar melhores condições de ensino para os alunos”, destacou Daniele Lourenço, mãe de uma aluna especial que estuda no colégio. Para Jaqueline Anacleto, mãe de outro aluno da escola, a nova estrutura vai permitir que os professores e pedagogos tenham melhores condições de lidar com as necessidades de cada aluno e consigam desenvolver suas habilidades. “Os professores são muito atenciosos, são ótimos profissionais, que agora terão uma estrutura melhor para os estudantes”, afirmou.

INDÍGENAS – Nova Laranjeiras é a cidade paranaense com a maior comunidade indígena do Estado, segundo o Censo de 2022. São 2,8 mil pessoas no município. Entre os estudantes da escola, cerca de 40% têm origem indígena. Um deles é Orlando Feieko, que também é representante de classe. Ele disse que a nova estrutura era aguardada com grande expectativa por ele e pelos colegas. “Faz tempo que esperamos pela nova escola. As salas ficavam muito cheias no prédio antigo. A nova sede é melhor, tem mais espaço para brincar e jogar bola”, disse.

ESCOLAS ESPECIAIS – Com a construção de escolas especiais o Governo do Estado vai garantir melhores condições ao ensino de estudantes, principalmente em unidades que funcionam em ambientes improvisados. Em geral, as escolas especiais são administradas pelas prefeituras e sempre funcionaram em espaços alugados ou improvisados.

Para o presidente da Federação das Apaes do Paraná (Feapaes), Alexandre Botareli Cesar, este é um movimento fundamental para a melhora do ensino de pessoas especiais. “É um acontecimento inédito. Importante tanto para o aluno, quando para o profissional que trabalha na unidade, que tem uma cozinha planejada, salas planejadas, ambientes pensados para esta realidade. Algo que nunca tivemos antes”, complementou.

As demais construções serão em Altamira do Paraná, Ariranha do Ivaí, Douradina, Flor da Serra do Sul, Guamiranga, Nossa Senhora das Graças, Piên, Prado Ferreira, Rio Branco do Ivaí, Capitão Leônidas Marques, Nova Londrina, Santo Inácio e Tunas do Paraná. As obras são coordenadas pela Secretaria das Cidades. A mais adiantada é em Douradina, com 17% da obra concluída, seguida por Nova Londrina, com 10%. As demais estão em diferentes estágios, entre projeto e procedimentos licitatórios.

FINANCIAMENTO DAS ATIVIDADES – Além das construções, o Governo do Estado repassa anualmente R$ 480 milhões para as escolas de Educação Especial nos 399 municípios. Até 2027 o investimento será de R$ 1,9 bilhão. A medida beneficia mais de 40 mil estudantes com deficiências de todas as idades e familiares ligados a estas unidades. Os recursos são utilizados para garantir a manutenção das instituições e também a equiparação salarial dos profissionais que atuam nestas instituições em relação aos demais servidores da educação.

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Secretária executiva do MEC, Izolda Cela comunica saída da pasta
Secretária executiva do MEC, Izolda Cela comunica saída da pasta
Governo entrega terceira remessa de alimentos para as escolas estaduais
Governo entrega terceira remessa de alimentos para as escolas estaduais
Educação orienta pais a levarem alunos para as aulas; professores faltantes terão desconto em folha
Educação orienta pais a levarem alunos para as aulas; professores faltantes terão desconto em folha
Educação orienta pais a levarem alunos para as aulas; adesão à greve terá desconto em folha
Educação orienta pais a levarem alunos para as aulas; adesão à greve terá desconto em folha
Lula: com qualidade, escola pública atrairá estudantes de classe média
Lula: com qualidade, escola pública atrairá estudantes de classe média
Tarcísio sanciona lei que cria escolas cívico-militares em SP
Tarcísio sanciona lei que cria escolas cívico-militares em SP
Programa Parceiro da Escola tem mais de 90% de aprovação nas unidades do projeto-piloto
Programa Parceiro da Escola tem mais de 90% de aprovação nas unidades do projeto-piloto
Professores que participaram do Ganhando o Mundo debatem experiência internacional
Professores que participaram do Ganhando o Mundo debatem experiência internacional
Inscrições para o Enem 2024 começam hoje
Inscrições para o Enem 2024 começam hoje
Escolas que disputam Olimpíada de Matemática se saem melhor no Enem
Escolas que disputam Olimpíada de Matemática se saem melhor no Enem
Intercâmbios, novos professores e plataformas em alta marcam primeiro trimestre da Educação
Intercâmbios, novos professores e plataformas em alta marcam primeiro trimestre da Educação
Com programa Parceiro da Escola, Governo do Estado quer expandir qualidade da educação
Com programa Parceiro da Escola, Governo do Estado quer expandir qualidade da educação
Estado e Senac ofertam 2.370 vagas em cursos gratuitos para alunos da EJA
Estado e Senac ofertam 2.370 vagas em cursos gratuitos para alunos da EJA
Alunos da rede estadual tomam posse como jovens vereadores na Câmara de Curitiba
Alunos da rede estadual tomam posse como jovens vereadores na Câmara de Curitiba
68% dos municípios do Paraná melhoraram taxa de alfabetização na última década
68% dos municípios do Paraná melhoraram taxa de alfabetização na última década
Projeto Tutor-Zelador amplia preservação e manutenção das escolas da rede estadual
Projeto Tutor-Zelador amplia preservação e manutenção das escolas da rede estadual
Projeto Tutor-Zelador amplia preservação e manutenção de escolas da rede estadual
Projeto Tutor-Zelador amplia preservação e manutenção de escolas da rede estadual
Camas, livros e cartas: estudantes da rede estadual se mobilizam para ajudar o RS
Camas, livros e cartas: estudantes da rede estadual se mobilizam para ajudar o RS
Agrinho abre inscrições para as categorias Relatório de Pesquisa e Redação Paraná
Agrinho abre inscrições para as categorias Relatório de Pesquisa e Redação Paraná
Prova Paraná Mais será um dos instrumentos para ingresso nas universidades estaduais
Prova Paraná Mais será um dos instrumentos para ingresso nas universidades estaduais
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais