CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Trupes circenses do programa Trilhando pelo Paraná já passaram por 50 cidades
Trupes circenses do programa Trilhando pelo Paraná já passaram por 50 cidades - Triolé Fora da Estrada – TrioléFoto: Lafaiete do Vale

Trupes circenses do programa Trilhando pelo Paraná já passaram por 50 cidades

Com o objetivo de democratizar e descentralizar a cultura, o Trilhando pelo Paraná selecionou dez companhias de circo e teatro para se apresentarem em 100 municípios......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Trupes circenses do programa Trilhando pelo Paraná já passaram por 50 cidades
Trupes circenses do programa Trilhando pelo Paraná já passaram por 50 cidades - Triolé Fora da Estrada – TrioléFoto: Lafaiete do Vale

O programa Trilhando pelo Paraná já levou arte circense para mais de 50 municípios. A programação prossegue até outubro, contemplando ainda mais 15 localidades do Interior. Os espetáculos são gratuitos e voltados para crianças de todas as idades. A iniciativa é fruto de uma parceria entre o governo estadual, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, e o governo federal.

Com o objetivo de democratizar e descentralizar a cultura, o Trilhando pelo Paraná selecionou dez companhias de circo e teatro para se apresentarem em 100 municípios com menos de 5 mil habitantes. O programa atende aos objetivos descritos no Plano Estadual de Cultura, fomentando a circulação de bens culturais e reforçando a importância das artes circenses.

Para as trupes, é a oportunidade de compartilhar a cultura com os cidadãos. Para Gerson Bernardes, cofundador do grupo Triolé, de Londrina, sair do eixo dos grandes centros urbanos é enriquecedor. A trupe já passou por cidades como Corumbataí do Sul, Quarto Centenário e Rancho Alegre D’Oeste.

“É importante ir a esses lugares, conhecer as pessoas, os espaços culturais e quem faz cultura. Os municípios são pequenos em número de habitantes, mas também têm muita história e riqueza cultural a ser pensada”, diz o produtor. O projeto “Triolé Fora da Estrada” também viajou por municípios do Paraná de 2016 a 2020, com incentivo do Profice.

Já o Espaço Cultural Cia. dos Palhaços tem se apresentado em parceria com escolas municipais de localidades contempladas pelo Trilhando, como Esperança Nova e Alto Paraíso. “Estamos recebendo o público das escolas e moradores locais. Tem sido bem divertida a recepção do público, o depoimento das equipes pedagógicas, professores e diretores. É muito gratificante”, diz Felipe Ternes, que interpreta o Palhaço Sarrafo no espetáculo “Gran Circo Stopim”.

“Foi uma experiência produtiva estar nesses ambientes, sobretudo em escolas”, afirma Camila dos Santos, produtora e artista do Grupo Baquetá, que já concluiu a circulação em cidades como Lupionópolis, Paranapoema e Salgado Filho. Ela fala sobre a experiência de participar do programa e da oportunidade de ocupar os espaços culturais e escolas desses municípios.

“Tivemos relatos bem emocionantes da importância de ter produções culturais em cidades pequenas. Sobretudo quanto a temas importantes, assim como o ‘Karingana ua Karingana! Histórias de África’, que tem temática social da cultura negra e de relações étnico-raciais”, afirma. Camila também destaca ter ouvido depoimentos de crianças que tiveram a chance de assistir a uma peça de teatro pela primeira vez, por meio da iniciativa.

Os espetáculos participantes do Trilhando pelo Paraná são: “Isaac Newton e o Enigma da Floresta”, de Gilberto Bastos Pereira; “Lendas Ciganas – Sopa de Pedras – Uma lenda da tradição oral cigana”, de Neiva Camargo da Silva Iovanovitch Promoções Artísticas; “Piska Piska 30 anos transportando cultura”, de Gilson Marcos Pereira de Oliveira; “Cia. Os Palhaços de Rua Apresenta: Números”, de Edvaldo Manoel dos Santos Junior Produções; “Karingana ua Karingana! Histórias de Áfricas”, da Baquetá Produções Artísticas; “O Melhor Show do Mundo”, de Tiago Marques da Silva; “O show não pode parar”, de Aspart – Associação dos Profissionais da Área Artística do Paraná; “Gran Circo Stopim”, do Espaço Cultural dos Palhaços; “O Fabuloso Circo Acessível”, de Flaviana Nunes da Silva Zanoni; e “Triolé Fora da Estrada”, da Triolé.

Confira a programação de setembro e outubro:

“Triolé Fora da Estrada” – Triolé

Farol – 15/09/2023

Santa Lúcia – 18/09/2023

Lindoeste – 19/09/2023

Iguatu – 20/09/2023

Campo Bonito – 25/09/2023

Anahy – 26/09/2023

“O show não pode parar” – Aspart

Porto Vitória – 15/09/2023

Espigão Alto do Iguaçu – 02/10/2023

Diamante do Sul – 03/10/2023

Altamira do Paraná – 04/10/2023

Mato Rico – 05/10/2023

Campina do Simão – 06/10/2023

“Gran Circo Stopim” – Espaço Cultural dos Palhaços

Iracema do Oeste – 15/09/2023

Ramilândia – 18/09/2023

Entre Rios do Oeste – 19/09/2023

São José das Palmeiras – 20/09/2023

Quatro Pontes – 21/09/2023

Serranópolis do Iguaçu – 22/09/2023

“Piska Piska 30 anos transportando cultura” – Gilson Marcos Pereira de Oliveira

Lidianópolis – 2/10/2023

Cruzmaltina – 3/10/2023

Arapuã – 5/10/2023

Novo Itacolomi – 5/10/2023

Ariranha do Ivaí – 6/10/2023

Marumbi – 9/10/2023

Rosário do Ivaí – 10/10/2023

Kaloré – 11/10/2023

Rio Bom – 12/10/2023

Fonte: AEN

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais