CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Portos do Paraná inicia plantio de mudas de árvores em áreas de preservação degradadas
Portos do Paraná inicia plantio de mudas de árvores em áreas de preservação degradadasFoto: Pierpaolo Nota/Portos do Paraná

Portos do Paraná inicia plantio de mudas de árvores em áreas de preservação degradadas

O trabalho é desenvolvido em propriedades agrícolas parceiras, dentro da Área de Proteção Ambiental de Guaraqueçaba, nas bacias hidrográficas dos rios Pequeno, Cacatu, Faisqueira e Cachoeira......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Portos do Paraná inicia plantio de mudas de árvores em áreas de preservação degradadas
Portos do Paraná inicia plantio de mudas de árvores em áreas de preservação degradadasFoto: Pierpaolo Nota/Portos do Paraná

A Portos do Paraná iniciou nesta semana o plantio de mudas de árvores nas áreas que estão sendo recuperadas através de sistemas agroflorestais do Programa de Recuperação de Áreas de Preservação Permanente Degradadas – PRAD. A intenção é recuperar 40 hectares de áreas de preservação permanente, seja na beira de rios ou no entorno de nascentes.

O trabalho é desenvolvido em propriedades agrícolas parceiras, dentro da Área de Proteção Ambiental de Guaraqueçaba, nas bacias hidrográficas dos rios Pequeno, Cacatu, Faisqueira e Cachoeira

“A ação contribui para o aumento e atração da biodiversidade da fauna nativa para o local da intervenção, pois a metodologia imita o que acontece na natureza, utilizando o princípio da sucessão vegetal. Auxilia, ainda, na soberania alimentar das famílias envolvidas, com o uso de espécies de interesse econômico, ecológico e alimentar”, explica o diretor de Meio Ambiente da Portos do Paraná, João Paulo Santana.

“Nessa fase as equipes de campo estão plantando as mudas que foram produzidas nos viveiros implantados pelo projeto ou que foram adquiridas de viveiros de terceiros, nas propriedades dos produtores parceiros”, explica Pedro Cordeiro Pisacco, coordenador de Sustentabilidade da Portos do Paraná.

A coordenadora de sistemas agroflorestais do PRAD, Suzana Alves, salienta que os sistemas agroflorestais são sistemas de produção que conciliam a recuperação da cobertura da cobertura florestal, com a produção de alimentos, podendo ser para o autoconsumo ou geração de renda da família. “Plantamos em áreas degradadas que possuem nascentes, passagem de córrego ou rio. O foco é sempre manter a cobertura vegetal ao longo do curso da água, para proteger o solo e não deixar que ele corra para dentro do córrego ou rio e vá parar na baía”, afirma.

Entre as espécies estão árvores nativas, árvores frutíferas nativas (palmeira Jussara, pitanga, araçá) e não nativas, exóticas e enxertadas, como laranja, abacate e acerola.

PRODUTORES – Para o agricultor familiar Tiago Andrade Souza Martins, além do reflorestamento da área degradada, o PRAD vai ajudar na renda. “Os frutos que serão implantados aqui vou comercializar na merenda escolar, onde forneço. Vai ter laranja, poncã, mexerica, banana, jabuticaba, diversas variedades, além das nativas”, completa.

Zenildo dos Santos, que mora há oito anos no Sítio Esperança, na Barra do Rio Pequeno, explica que aderiu ao PRAD para proteger uma área de nascente que está dentro da propriedade, mas estava se degradando. “Vamos transformar o espaço em um sistema agroflorestal, vai trazer aparência boa para o lugar e benefícios para nós também.

ODS – Segundo Santana, o PRAD inova no setor ambiental portuário e utiliza os princípios técnicos da permacultura (sistema de planejamento de ambientes humanos sustentáveis) para sequestrar carbono da atmosfera, conforme a floresta se regenera.

“Assim, contribuímos para a redução da emissão de gases de efeito estufa, diminuindo os efeitos das mudanças climáticas e contemplando ainda os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, dos quais a Portos do Paraná é signatária”, diz Santana.

Com o PRAD, serão contemplados os ODS 2 (acabar com a fome e extrema desnutrição global), 12 (consumo e produção responsáveis), 13 (ação contra a mudança global do clima), 14 (conservar e usar de forma sustentável os oceanos, mares e recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável) e 15 (proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres.

CONVÊNIO – Paralelamente ao plantio dos sistemas agroflorestais, a Portos do Paraná firmou um convênio com a Universidade Federal do Paraná (UFPR) para avaliar a quantidade de sedimento que vai deixar de chegar até o estuário com a recuperação de áreas degradadas por sistemas agroflorestais.

“A ideia é avaliar como a recuperação das áreas com florestas reduz a produção de sedimentos, que em um primeiro momento são carreados aos rios e, posteriormente, chegam até a área de interesse portuário, com impacto na necessidade de obras de dragagem”, avalia o gerente de Meio Ambiente da empresa pública, Thales Schwanka Trevisan.

O Programa de Recuperação de Áreas de Preservação Permanente Degradadas para a APA de Guaraqueçaba é uma medida compensatória inserida na Licença de Instalação da Dragagem de Aprofundamento do Porto de Paranaguá.

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

4% a mais: exportações dos portos do Paraná batem 16,8 milhões de toneladas
4% a mais: exportações dos portos do Paraná batem 16,8 milhões de toneladas
Porto de Antonina ganha mais competitividade com aumento do calado operacional
Porto de Antonina ganha mais competitividade com aumento do calado operacional
Portos do Paraná vence prêmio nacional de responsabilidade socioambiental
Portos do Paraná vence prêmio nacional de responsabilidade socioambiental
Portos do Paraná vence prêmio Portos e Navios de Responsabilidade Socioambiental
Portos do Paraná vence prêmio Portos e Navios de Responsabilidade Socioambiental
Importação cresce 14% nos portos paranaenses nos cinco primeiro meses de 2024
Importação cresce 14% nos portos paranaenses nos cinco primeiro meses de 2024
Portos do Paraná recupera área florestal equivalente a 40 campos de futebol em Antonina
Portos do Paraná recupera área florestal equivalente a 40 campos de futebol em Antonina
Porto de Paranaguá é a principal estrutura de escoamento das exportações paranaenses
Porto de Paranaguá é a principal estrutura de escoamento das exportações paranaenses
Portos do Paraná são os primeiros do país a receber nova metodologia do Plano Mestre
Portos do Paraná são os primeiros do país a receber nova metodologia do Plano Mestre
Empresa que arrematou área no Porto de Paranaguá anuncia investimento de R$ 572 milhões
Empresa que arrematou área no Porto de Paranaguá anuncia investimento de R$ 572 milhões
Área concedida do Porto de Paranaguá vai receber R$ 572 milhões em investimentos
Área concedida do Porto de Paranaguá vai receber R$ 572 milhões em investimentos
Corrida do Porto de Paranaguá 2024 reúne mais de 1,7 mil participantes
Corrida do Porto de Paranaguá 2024 reúne mais de 1,7 mil participantes
Corrida do Porto de Paranaguá 2024 reúne número superior a 1.700 participantes
Corrida do Porto de Paranaguá 2024 reúne número superior a 1.700 participantes
Mais de 1,2 mil pessoas visitaram o Porto de Paranaguá neste ano
Mais de 1,2 mil pessoas visitaram o Porto de Paranaguá neste ano
Portos do Paraná investe R$ 100 milhões em ações ambientais e sociais para a comunidade
Portos do Paraná investe R$ 100 milhões em ações ambientais e sociais para a comunidade
Portos do Paraná e UFPR vão instalar sistema de esgoto em casas da Ilha de Eufrasina
Portos do Paraná e UFPR vão instalar sistema de esgoto em casas da Ilha de Eufrasina
Portos do Paraná e comunidade portuária vão doar R$ 875 mil para vítimas do RS
Portos do Paraná e comunidade portuária vão doar R$ 875 mil para vítimas do RS
Movimentação geral nos portos paranaenses cresce 12% no primeiro quadrimestre
Movimentação geral nos portos paranaenses cresce 12% no primeiro quadrimestre
Plano de Descarbonização da Portos do Paraná começa com apresentação da Valenciaport
Plano de Descarbonização da Portos do Paraná começa com apresentação da Valenciaport
Porto encerra venda de ingressos para corrida que vai ajudar vítimas das chuvas no RS
Porto encerra venda de ingressos para corrida que vai ajudar vítimas das chuvas no RS
Porto encerra venda de ingressos para corrida que ajudará vítimas das enchentes no RS
Porto encerra venda de ingressos para corrida que ajudará vítimas das enchentes no RS
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais