CONECTE-SE CONOSCO

Cascavel

Prata da casa – por Caio Gottlieb

Publicado

em

Pouca gente sabe, mas um dos cargos de maior importância na hierarquia da Organização Mundial da Saúde, que tornou-se ainda mais relevante nestes tempos de pandemia, é ocupado por uma médica brasileira.

Não muito afeita aos holofotes, Mariângela Batista Galvão Simão exerce a função de diretora-assistente da área de medicamentos e produtos da instituição e atua na linha de frente da rede internacional de centros de pesquisa públicos e privados que trabalham diuturnamente para desenvolver tratamentos e vacinas contra o novo coronavírus.

Graduada pela Universidade Federal do Paraná, Mariângela fez residência em Pediatria, mas logo dedicou-se profissionalmente à saúde pública, área onde tem especialização e mestrado.

Antes de ir, em 2017, para a OMS, ela contribuiu, no Paraná, para a implementação e regionalização do Sistema Único de Saúde e, depois, já no Ministério da Saúde, comandou o departamento de combate à aids, trabalho que a credenciou para servir no programa das Nações Unidas voltado ao atendimento de pacientes portadores de HIV.

Para nosso orgulho, Mariângela é paranaense de Curitiba.

(Leia e compartilhe outras postagens acessando o site: caiogottlieb.jor.br)



Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2020 CGN ® Todos os direitos reservados