CGN

Coletivo ‘Derrubando Muros’ declara apoio a Lula no segundo turno

“O DM considera essencial evitar a reeleição de Bolsonaro, por seu caráter francamente autoritário e avesso ao diálogo com todos os segmentos da sociedade. Por isto,...

Publicado em

Por Agência Estado

Publicidade

O Derrubando Muros (DM), grupo formado por acadêmicos, cientistas, empresários, políticos e ativistas, declarou apoio ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno das eleições ao Palácio do Planalto. Em manifesto, o coletivo avalia que há riscos à democracia inerentes à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL). Entre os membros que assinam o documento estão o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, o ex-ministro da Justiça Nelson Jobim e a cientista política Ilona Szabó.

“O DM considera essencial evitar a reeleição de Bolsonaro, por seu caráter francamente autoritário e avesso ao diálogo com todos os segmentos da sociedade. Por isto, lança neste momento o ‘Manifesto pela Paz e pela Democracia’ com apoio incondicional ao ex-presidente Lula, que considera o único nome possível de opção no segundo turno, neste momento grave de nosso país”, relata o grupo.

De acordo com o Derrubando Muros, o grupo continuará defendendo “Uma Agenda Inadiável” para o Brasil, pois considera ser necessária a adoção pelo próximo presidente de medidas que impulsionem a economia verde, a inovação, saúde, educação, o meio ambientes, empreendedorismo, a indústria e a segurança pública. “Mas isso só é possível com um governo democrático e aberto ao diálogo.”

O grupo avalia que Bolsonaro é “inimigo” da democracia. “Trouxe para a gestão do país a degradação do negacionismo e uma insensibilidade humana em níveis inimagináveis”, informou no documento. “O bolsonarismo tornou o Brasil uma vergonha internacional. Potencializou a perda de centenas de milhares de vidas. Solapou as estruturas públicas da educação, do meio ambiente, da ciência. O Brasil simpático e musical se foi, substituído pela imagem das motociatas agressivas, das matas em chamas e pelos insultos do presidente da República.”

O documento será entregue a Lula na próxima segunda-feira, 10.

Abaixo, a lista dos signatários:

Abilio A. Baeta Neves

Ana Toni

Armínio Fraga

Benjamin Benzaquen Sicsú

Beto Verissimo

Christian Kieling

Christian Lynch

Cristovam Buarque

Daniel Pinheiro

David Zylbersztajn

Eduardo Jorge Martins Alves Sobrinho

Eduardo Wurzmann

Estevão Ciavatta

Fernando Abrucio

Fersen Lamas Lambranho

Flavio Bartmann

Helena Backes

Hussein Kalout

Ilona Szabó

Jerson Kelman

Joana Monteiro

João Alziro Herz da Jornada

João Carlos Brum Torres

José Cesar Martins

José Eduardo Martins

Julia Marisa Sekula

José Pedro Goulart

Lucia Hauptman

Luciana Guimarães

Marcelo Madureira

Marcio Fortes

Marcus Barão

Marisa Moreira Salles

Marluce Dias

Mauro Dorfman

Mauro Dutra

Mauricio Rands

Miguel Lago

Milton Seligman

Natalie Unterstell

Nelson Jobim

Orlando Thome Cordeiro

Pedro Doria

Pedro Hallal

Philip Yang

Priscila Cruz

Rafael Parente

Ricardo Chaves

Ricardo Henriques

Ricardo Piquet

Ricardo Rangel

Roberto Alvarez

Roberto Freire

Robson Capasso

Rogério Studart

Sérgio Vianna

Silvio Meira

Tasso Azevedo

Tomas Alvim

Vitor Knijnik

William Ortiz

Yacoff Sarkovas

Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais