CGN
Diocese recebe imagem e relíquia de São Francisco

Diocese recebe imagem e relíquia de São Francisco

A Diocese de Ponta Grossa recebe neste sábado (20) a relíquia e a imagem peregrina de São Francisco de Assis. Com chegada prevista para as 17 horas, a relíquia será levada para a Catedral/Paróquia Sant’Ana onde acontecerá missa, às 18 horas, para a qual toda a família franciscana e comunidade estão convidadas. Após a celebração, a relíquia e a imagem seguirão para a Paróquia Imaculada Conceição, permanecendo em exposição até segunda-feira. Na terça, elas serão levadas à Paróquia Bom Jesus, igreja em que, às 19h30, o bispo Dom Sergio Arthur Braschi celebra missa solene.   ...

Publicado em

Por CGN 1

Publicidade
Diocese recebe imagem e relíquia de São Francisco

No domingo, na Paróquia Imaculada Conceição, a relíquia será exposta nas missas matinais. “A partir das 13 horas, a visitação será livre para a comunidade, pastorais, Catequese e todos aqueles que quiserem orar, refletir e fazer seus pedidos a São Francisco”, explica o vice-ministro da Fraternidade Frei Eurico de Mello, frei Osmar Scudlarek. Na Paróquia Bom Jesus, dia 22, a imagem e a relíquia serão acolhidas pela manhã. Das 14 às 18 horas, haverá vigília com a participação das pastorais e toda a comunidade. Ás 19h30, acontece uma celebração. Dia 23, das 9 às17 horas, os freis estarão proferindo bênção especial – no sistema drive thru – no átrio da igreja, para pessoas e animais de estimação. A missa com o bispo será às 19h30.

De acordo com frei Osmar, a imagem e a relíquia já passaram pelo Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Curitiba. Estão vindo de Campo Largo e seguem, depois, a Guarapuava. “Pela programação divulgada aos regionais vai encerrar a visita dela com a celebração dos 800 anos da Ordem Franciscana Secular nos dias 21 a 23 de abril de 2023, em Canindé, no Ceará”, acrescenta o frei.

“Uma relíquia é basicamente uma lembrança, um símbolo que nos remete a algo envolvido com muito carinho. Uma fotografia de alguém amado, um objeto. No nosso caso, um pedacinho do osso de um santo, alguém que passou por essa vida nos dando exemplo e, por esse exemplo, acrescentou, pelo seu carisma, uma contribuição à imensa tradição espiritual da Igreja. Não se trata apenas da lembrança de alguém que já se foi. Trata-se de reavivar um carisma vivo. A tradição espiritual franciscana, a identidade franciscana continua entre nós enfrentando os desafios presentes na nossa sociedade atual”, comenta o historiador e formador franciscano, professor doutor Edson Armando Silva.  

De acordo com o formador, a peregrinação das relíquias de São Francisco remete a dois impulsos espirituais. “O primeiro é a vocação missionária tão cara a São Francisco e que pode ser rememorada nas suas viagens ao oriente para pregar a paz num momento de conflitos, no seu encontro com o Sultão. São Francisco missionário vem hoje ao Brasil e cabe a nós aproveitar esse momento para mostrar os caminhos da paz. Outra motivação é a comemoração dos 800 anos da Ordem Franciscana Secular. É a constatação que o carisma franciscano continua presente e atuante na Igreja com seus valores centrados na Pobreza, entendida como uma valorização da vida humana acima de todas as riquezas, e da fraternidade universal que nos lembra que todas as criaturas estão irmanadas no processo divino de criação da vida. Toda vida importa no carisma franciscano”, afirma Silva.

Pela Diocese

De Guarapuava, onde fica nos dias 24 e 25, a relíquia volta para a Diocese de Ponta Grossa. Será levada para Irati. Uma missa em ação de graças será celebrada, dia 27, às 18 horas, na Paróquia Nossa Senhora da Luz, sede da Fraternidade São Leopoldo Mandic, pertencente a Capela São Francisco de Assis, que acolhe há 40 anos a família franciscana. Os celebrantes serão os padres Jorge Casimirski, Marcelo Mello e os freis Daniel Heinss e Jaime Manfrim, fundador da Ordem Franciscana Secular no município. Dia 28, às 10 horas, será celebrada missa na Capela São Francisco de Assis, com padre Jorge e os freis Daniel e Jaime.

A relíquia é um pequeno fragmento de osso do fêmur de São Francisco. A imagem junto a capelinha é uma das mais antigas existentes no mundo. Ambas vieram da basílica construída em louvor ao santo, em Assis, na Itália. Os 800 anos da Ordem Franciscana foram comemorados em 2021. Em função da pandemia, a peregrinação, iniciada em 2015, foi interrompida no Brasil. Ela foi retomada este ano, no Paraná. De Irati, a relíquia e a imagem passarão ainda por União da Vitória e Pato Branco.

Leia a Matéria completa no site A Rede

Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais