CGN
Dois lados da Ponte da Integração se encontram e conectam mais uma vez Brasil e Paraguai

Dois lados da Ponte da Integração se encontram e conectam mais uma vez Brasil e Paraguai

A obra é resultado de parceria entre o Governo do Estado, Governo Federal e a Itaipu Binacional, com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR) encarregado...

Publicado em

Por Fábio Wronski

Publicidade
Dois lados da Ponte da Integração se encontram e conectam mais uma vez Brasil e Paraguai

A instalação da última aduela para conectar as duas margens da Ponte da Integração entre Brasil e Paraguai foi realizada nesta quarta-feira (17), conectando de maneira definitiva os lados da estrutura. A Ponte Internacional da Integração vai ligar Foz do Iguaçu à cidade paraguaia de Presidente Franco, e pretende desafogar o tráfego da Ponte da Amizade.

A obra é resultado de parceria entre o Governo do Estado, Governo Federal e a Itaipu Binacional, com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR) encarregado da execução, com recursos da Itaipu. A aduela complementa os 5,75 metros finais que faltavam da conexão.

Essa última aduela (uma peça metálica da estrutura da ponte) levou 51 dias até ser concluída e ter todos os ensaios aprovados no canteiro brasileiro. O trabalho teve início no dia 9 de junho e terminou no dia 29 de julho. A partir de agora será realizado o processo de concretagem.

As demais aduelas instaladas no tabuleiro da ponte pesam, em média, 62 toneladas. Elas se conectam aos estais, o que mantém a estabilidade da obra.

Com essa nova etapa, a execução atingiu 91% de conclusão neste mês de agosto. A conclusão de todos os serviços deve ocorrer em dezembro. Estão previstas, ainda, a instalação de guarda-corpo nas laterais, iluminação e pavimentação de todo o tabuleiro. As obras começaram em 2019.

Brasil e Paraguai já são ligados pela Ponte da Amizade, entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, inaugurada em 1965. Ela segue sendo o principal corredor logístico entre Brasil e Paraguai, mas há anos está sobrecarregada. Além da circulação de pessoas entre Foz e Cidade del Este, a ponte concentra o trânsito de caminhões.

Com a nova ponte, a expectativa é desviar esse tráfego. A nova estrutura estará conectada com a perimetral leste, que vai levar os caminhões diretamente à BR-277. Essa nova via, que conta com viadutos, ainda está em obras. No lado paraguaio também há uma nova conexão com a ponte, também em obras.

Estrutura da ponte

A Ponte da Integração Jaime Lerner é do tipo estaiada, com 760 metros de comprimento. Na parte central, tem duas torres de sustentação, com 120 metros de altura cada. A pista será simples, com 3,7 metros de largura de cada lado, acostamento de 3 metros e calçada de 1,70 metro.

Os dois pilares principais da ponte estão nas margens do rio, facilitando a navegação no Rio Paraná. A obra tem um vão-livre de 470 metros, o maior da América Latina. Ela é maior que a Ponte Internacional da Amizade e está localizada cerca de 10 quilômetros abaixo dela, no Marco das Três Fronteiras.

Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais