CGN

NBA aposenta número 6 em todas as equipes como homenagem a Bill Russell

Com isso, um dos maiores astros da atualidade, LeBron James, terá de trocar o número de sua camisa, o que não deve ser um problema para...

Publicado em

Por Agência Estado

Publicidade

A NBA anunciou nesta quinta-feira que o número 6 será aposentado das camisas de todas as franquias da liga na próxima temporada, em homenagem ao lendário Bill Russell, que morreu no dia 31 de julho, aos 88 anos. Campeão 11 vezes e dono de cinco prêmios de MVP entre as décadas de 1950 e 1960, além de ser uma figura importante do ativismo pelos direitos civis nos Estados Unidos, o pivô ídolo do Boston Celtics é o primeiro jogador da história a receber tal honraria.

Com isso, um dos maiores astros da atualidade, LeBron James, terá de trocar o número de sua camisa, o que não deve ser um problema para ele, que se inspirou justamente em Russell, como em Julius Erving, para escolher a numeração. LeBron veste a camisa 6 do Los Angeles Lakers, mas antes usava a 23, assim como Michael Jordan.

Na NBA, é comum aposentar números em equipes, mas não na liga toda. A 23 de Jordan, por exemplo, não é mais usada pelo Chicago Bulls, franquia na qual fez história, e pelo Miami Heat, que aposentou a camisa para honrar o legado do astro, apesar de nunca ter tido ele como jogador.

“O sucesso inigualável de Bill Russell na quadra e o pioneirismo no ativismo pelos direitos civis merecem ser homenageados de maneira única e histórica”, disse o comissário da NBA Adam Silver. “Aposentar permanentemente seu número 6 em todas as equipes da NBA garante que a carreira transcendente de Bill seja sempre reconhecida”, concluiu.

A NBA também está preparando homenagens a Bill Russell ao longo da temporada 2022/2023, como o uso de um emblema no ombro direito das camisas. Além disso, todas as quadras terão um logo em forma de trevo com o número 6 estampado nas linhas laterais. O Boston Celtics, que tem o astro como ídolo máximo, prestará homenagem em separado em seu uniforme.

“Esta é uma honra importante reservada para um dos maiores campeões de todos os tempos”, disse a diretora executiva Tamika Tremaglio. “As ações de Bill dentro e fora da quadra ao longo de sua vida ajudaram a moldar gerações de jogadores para melhor e, por isso, somos eternamente gratos. Estamos orgulhosos de continuar a celebração de sua vida e legado ao lado da liga”, completou.

LENDA DO ESPORTE E ATIVISTA
Russell foi o primeiro jogador afro-americano a virar uma superestrela do basquete e também foi o primeiro técnico afro-americanocano da liga. Em 2011, recebeu a Medalha Presidencial da Liberdade, entregue pelo então presidente Barack Obama, por seu ativismo na luta contra o racismo nos Estados Unidos.

Ele protagonizou situações como o boicote a um jogo de exibição em 1961 e marchou ao lado de Martin Luther King Jr. Dois anos depois, em 1963, após o assassinato líder dos direitos civis Medgar Evers, ligou para o irmão do ativista e foi ao Mississipi para fundar a primeiro quadra de basquete integrada do estado, enfrentando a ira dos segregacionistas brancos.

Dentro de quadra, Russell foi campeão da NBA 11 vezes em 13 temporadas e ganhou o ouro olímpico com os Estados Unidos em 1956. Ainda atuando como jogador, assumiu o Boston Celtics como primeiro treinador negro da história da NBA, em 1966. Neste período, conquistou os títulos de 1968 e 1969.

Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais