CGN
Núcleo da UEL apresenta projeto para implantação de estação de turismo em Morretes
Nigep apresenta resultados de projeto piloto para implantação de Estação de Turismo em Morretes -Foto: Maurício Oliveira/O Perobal-UEL

Núcleo da UEL apresenta projeto para implantação de estação de turismo em Morretes

No início do ano, o Nigep coletou informações em três cidades – Morretes (Litoral), Guarapuava (Centro-Sul) e São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba), onde......

Publicado em

Por Agência AEN

Publicidade
Núcleo da UEL apresenta projeto para implantação de estação de turismo em Morretes
Nigep apresenta resultados de projeto piloto para implantação de Estação de Turismo em Morretes -Foto: Maurício Oliveira/O Perobal-UEL

A equipe do Núcleo Interdisciplinar de Gestão Pública (Nigep) da Universidade Estadual de Londrina (UEL) apresentou os primeiros resultados do projeto-piloto que prevê apontar um modelo viável e sustentável para o turismo paranaense, a partir da estruturação de Estações na Estrada, pontos de permanência e de apoio que deverão ser implantados nas regiões turísticas.

No início do ano, o Nigep coletou informações em três cidades – Morretes (Litoral), Guarapuava (Centro-Sul) e São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba), onde deverão ser desenvolvidos os pilotos.

A universidade participa do projeto da Invest Paraná de instalar pontos turísticos de apoio aos viajantes em rodovias estaduais. O modelo já é utilizado pela província-irmã do Paraná, Hyogo, no Japão.

Neste mês, a equipe se reuniu com a secretária de Turismo de Morretes, Jandaira dos Santos Moscal, para apresentar a pesquisa de análise mercadológica da Estação que deverá ser implantada no município. Segundo o professor Saulo Amâncio Vieira, do Nigep, foram ouvidas 315 pessoas que revelaram hábitos de consumo e apontaram o que seria importante para melhorar o turismo na cidade.

“Para nós é importante envolver os gestores locais para que, posteriormente à implantação das estações, haja a sua sustentação”, disse o professor. Ele explica que a pesquisa demonstrou que o empreendimento é viável economicamente, desde que seja implantado de forma sustentável por parte dos gestores. “A ideia é que a Estação na Estrada potencialize o que a cidade oferece em termos de turismo, disseminando roteiros, atrações e aspectos culturais”.

Participaram da reunião online os professores Tiago Espire, Eduardo Contane e Luiz Miguel Luzio dos Santos, que juntamente com o professor Saulo integram a equipe do Nigep responsável pela consultoria, além da representante da Invest Paraná, Sara Schneider Taborda.

Fonte: AEN

Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais