CGN
Nova certificação reduzirá em 50% cancelamentos no aeroporto de Cascavel
Foto: Nery Cardoso

Nova certificação reduzirá em 50% cancelamentos no aeroporto de Cascavel

O superintendente de Gestão da Operação da Infraero, Paulo Eduardo Cavalcante, informou que todas as obras e melhorias para que o Aeroporto de Cascavel mude de...

Publicado em

Por Fábio Donegá

Publicidade
Nova certificação reduzirá em 50% cancelamentos no aeroporto de Cascavel
Foto: Nery Cardoso

O Aeroporto Regional de Cascavel deve receber em junho nova certificação da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) que vai reduzir o cancelamento de voos e de operações em até 50%. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira, na Acic, pelo prefeito Leonaldo Paranhos, diretores e técnicos da Infraero em encontro de apresentação do Plano Diretor do Aeroporto. O evento contou com a presença do deputado federal Fernando Giacobo e de líderes dos mais diferentes setores organizados locais.

O superintendente de Gestão da Operação da Infraero, Paulo Eduardo Cavalcante, informou que todas as obras e melhorias para que o Aeroporto de Cascavel mude de homologação, de C3 para C4, já foram feitas. “Ele está apto para mudar de estágio e a certificação deve ser oficialmente anunciada em poucas semanas”, afirmou Paulo Eduardo. “Isso é muita coisa para um aeroporto do interior. Cascavel está muito à frente de inúmeras regiões”, destacou ele.

Atualmente, o Brasil conta com 504 aeroportos cadastrados, 200 têm algum tipo de operação e pelo menos 150 deles não contam com homologação C4. “Essa é uma grande conquista, que tem a participação determinante do deputado Giacobo e de pessoas que sempre confiaram no potencial do nosso aeroporto”, disse o prefeito Paranhos. “Tivemos dificuldades no início, mas trabalho pelo municipalismo e os avanços desse aeroporto é prova disso”, segundo Giacobo.

“Estamos muito animados com a notícia, porque com ela teremos a chance de atrair mais destinos, reduzir preços de passagens e contar com uma ferramenta imprescindível para o desenvolvimento local”, observa o presidente da Acic, Genesio Pegoraro. No futuro, com os investimentos propostos pelo Plano Diretor, Cascavel poderá ter destinos internacionais de passageiros e de cargas, destacou o superintendente da Infraero.

Sugestões

A arquiteta da Coordenação de Plano Diretor e Integração Urbana, Paula de Carvalho, lembrou que a pista tem hoje 1.771 metros de comprimento por 45 de largura. A primeira etapa das futuras melhorias incluí a desapropriação de 16 alqueires de áreas, para ampliação da pista em 829 metros, aumentos do terminal de passageiros, da capacidade dos pátios e de estruturas para cargas, além de hangares.

O gerente de Projetos de Engenharia da Infraero, José Augusto Vasconcelos Souza, falou da atual situação do Aeroporto de Cascavel, que está na categoria de operação por instrumentos de não precisão. Para mudar de status, e chegar à condição de precisão, terão que ser feitos novos investimentos em equipamentos em relação ao que já existe. O principal dele é o ILS, que dá ao piloto condição de pouso com baixa visibilidade. A estimativa de investimentos é de R$ 23 milhões.

O deputado Giacobo informou que a Infraero vai doar o equipamento do ASL (luminária de balizamento noturno) e que já protocolou emenda para conseguir recursos ao ILS. “Com essas melhorias todas, teremos mais rotas, preços de tarifas mais competitivos, segurança e atendimento de qualidade”, afirmou o parlamentar. Com base no Plano Diretor, Paranhos apontou que as primeiras providências deverão ser ampliar a estação de embarque (já tem projeto) e iniciar negociações às futuras desapropriações.

Texto: Assessoria

Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais