CONECTE-SE CONOSCO

Opinião

Os números não mentem

Publicado

em

Incontáveis gerações de brasileiros tiveram o infortúnio de passar toda a sua vida acumulando e amargando sonhos frustrados por longos períodos de intermináveis e devastadoras recessões econômicas.

Mas o mais recente deles foi particularmente desastroso.

Um estudo conduzido pelo respeitado economista Roberto Macedo, publicado dias atrás no Estadão, mostrou que, entre 2010 e 2019, o PIB cresceu a um ritmo de 1,39% por ano, a média mais pífia desde (pasme!) 1900.

O desempenho médio anual não chegou à metade do registrado na década anterior, iniciada em 2000, que foi de 3,39%.

Até então, o pior resultado anual era de 1,75% nos anos 90 – época marcada por crises externas e planos fracassados de estabilização.

Trocando em miúdos, das 12 décadas analisadas na pesquisa, a de 2010 foi a mais trágica da história para a economia do país.

Os erros de decisões populistas e irresponsáveis e a corrupção desenfreada que marcaram os governos petistas no período formaram a combinação fatal que produziu uma calamidade da qual levaremos ainda muitos anos para nos recuperar.

Mais do que uma década perdida, como os estudiosos estão a ela se referindo, foi, literalmente, uma década roubada.

(Leia e compartilhe outras postagens acessando o site: caiogottlieb.jor.br)


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2019 CGN ® Todos os direitos reservados Contato