CONECTE-SE CONOSCO

Paraná

Saúde alerta para prevenção do câncer de boca

Durante todo o dia, das 8h às 17h, dentistas estarão disponíveis no calçadão para realizar exames bucais na população. O objetivo é detectar precocemente sinais e…

Publicado

em

Nesta sexta-feira (26/11), a Boca Maldita recebe a tradicional Campanha de Prevenção e Diagnóstico Precoce de Lesões Cancerizáveis de Boca do Hospital Erasto Gaertner. Este ano, o evento, que é realizado em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde, chega a sua 33ª edição.

Durante todo o dia, das 8h às 17h, dentistas estarão disponíveis no calçadão para realizar exames bucais na população. O objetivo é detectar precocemente sinais e lesões indicativas de câncer de boca.

Incidência

O câncer da boca (também conhecido como câncer de lábio e cavidade oral) é um tumor maligno que afeta lábios, estruturas da boca, como gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas) e a região embaixo da língua. É mais comum em homens acima dos 40 anos, sendo o sexto mais frequente entre homens do Sul do Brasil.

De acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), foram estimados 15.190 novos casos de câncer de boca para 2020 em todo o país, sendo 11.180 em homens e 4.010 em mulheres. O número de mortes registradas em 2019, último dado disponível, foi de 6.606 óbitos, sendo 5.120 entre homens e 1.485 entre mulheres.

Estimativa feita pelo Inca apontou que, em 2020, 100 pessoas seriam diagnosticadas com esse tipo de câncer na cidade, sendo 70 homens e 30 mulheres. A doença, se diagnosticada precocemente, tem tratamento com grande chance de cura.

Causas  

O fumo, o álcool, excesso de exposição ao sol sem proteção e a falta de cuidados com a higiene bucal, dentes e restaurações fraturadas e próteses mal adaptadas favorecem o aparecimento do câncer bucal, que se manifesta principalmente em pequenas feridas no interior da boca que não cicatrizam.  

Sintomas

Os principais sintomas de alerta são: feridas nos lábios e na boca que não cicatrizam por mais de 15 dias, manchas ou placas vermelhas, esbranquiçadas ou negras que não desparecem, aftas prolongadas. “Esses sinais podem não se confirmar como câncer de boca, mas precisam ser investigados”, orienta afirma a coordenadora de Saúde Bucal da SMS, Viviane Gubert. Se diagnosticado e tratado em fase inicial o câncer de boca tem cura (veja abaixo como realizar o autoexame da boca).

Como realizar o autoexame preventivo da boca

  • Procure por manchas, feridas, caroços ou inchaços;
  • Comece pelos lábios olhando pelo lado de fora e vire-os para olhar por dentro;
  • Agora puxe a bochecha de um lado e olhe por dentro. Faça a mesma coisa do outro lado;
  • Coloque a língua para fora e olhe sobre ela. Coloque-a para um lado e depois para o outro para visualizar bem as laterais. Levante a língua e olhe embaixo e no assoalho da boca;
  • Incline a cabeça para trás e olhe o céu da boca;
  • Abra bem a boca e diga “aaaaaaaaaa”, tentando ver depois da língua e a garganta;
  • Por último, apalpe seu pescoço e procure se existe algum caroço.

*Caso observe algo diferente no autoexame procure uma unidade de saúde para que o cirurgião-dentista possa avaliar.


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Participe do nosso grupo no Whatsapp ou do nosso canal no Telegram

Publicidade

Copyright 2021 CGN ® Todos os direitos reservados