CONECTE-SE CONOSCO

Opinião

O tempo conspirou a favor dos criminosos

Publicado

em

Explica-se a celeridade do Supremo Tribunal Federal, sempre lento a vida inteira, em rever suas decisões anteriores que validavam o início imediato do cumprimento da pena após a confirmação da sentença em segunda instância.

Daqui a menos de um ano, em setembro de 2020, o ministro Luiz Fux, que reafirmou seu voto pela manutenção da atual jurisprudência e apoia a Operação Lava Jato, assume a presidência do STF no lugar do petista Dias Toffoli.

Logo em seguida, o presidente Jair Bolsonaro vai indicar um nome para ocupar a vaga de Celso de Mello, inimigo da Lava Jato, que estará se aposentando.

Ou seja, com Fux no comando do tribunal e mais um ministro que Bolsonaro seguramente escolherá entre os candidatos que tiverem a coragem de colocar e manter na cadeia os grandes ladrões dos cofres públicos, certamente seria bem diferente o resultado da votação que se encaminha para conceder liberdade a Lula e outros corruptos enjaulados pela roubalheira na Petrobras.

Infelizmente, o prato está pronto: a suprema Corte do país vai consagrar, definitivamente, a impunidade dos ricos e poderosos, que podem pagar advogados caros para contestar suas condenações através de infindáveis recursos protelatórios, utilizando um vasto e criativo repertório de chicanas jurídicas.

Vamos deixar por isso mesmo?


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2019 CGN ® Todos os direitos reservados Contato