Conecte-se conosco

Brasil

Rio teve quatro policiais militares mortos de forma violenta em uma semana

Foram enterrados neste domingo, 22, os cabos Leandro de Oliveira da Silva, de 39 anos, e Fellipe Brasileiro Pinheiro, de 34, ambos baleados durante operações d...

Publicado em

Foram enterrados neste domingo, 22, os cabos Leandro de Oliveira da Silva, de 39 anos, e Fellipe Brasileiro Pinheiro, de 34, ambos baleados durante operações de combate ao crime no Rio de Janeiro. O número de policiais militares mortos em circunstância de violência no Estado já chega a 45 em 2019, segundo a corporação. Só na última semana quatro PMs feridos em serviço morreram.

Leandro Oliveira da Silva era lotado na Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP). Ele foi baleado na cabeça neste sábado, ao abordar dois homens em uma moto roubada em Benfica, na zona norte do Rio. O cabo chegou a ser levado para o Hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos. Leandro era casado e estava na corporação há oito anos.

Já Felippe estava internado desde a última quarta-feira, quando levou um tiro durante um confronto entre a PM e traficantes no complexo de favelas do Alemão, na zona norte do Rio. Ele morreu na madrugada deste domingo no Hospital Getúlio Vargas. Na operação pelo menos outras seis pessoas foram mortas, todas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas segundo a PM. O cabo era solteiro e estava na corporação há seis anos.

Na quinta-feira, a PM informou via Twitter o falecimento do cabo Leonardo Oliveira dos Santos, 31, baleado durante um ataque de traficantes do Complexo da Lagoinha, Caramujo, em Niterói. Na segunda-feira, 16, foi confirmada a morte do cabo Ricardo Azevedo. Ele havia sido ferido no dia 11 de setembro em um confronto na comunidade Menino de Deus, no Rocha, e morreu no Hospital Alberto Torres.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade