CONECTE-SE CONOSCO

Paraná

Cafelândia zera fila de espera por exames clínicos após seis anos

Publicado

em

A secretaria de Saúde de Cafelândia realizou um mutirão de exames nesses seis primeiros meses de gestão para zerar a fila de espera de mais de seis anos. Ao todo 7.068 exames foram realizados através de convênio via Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná – Cisop.

“Desde que assumimos a gestão percebemos esse gargalo na saúde pública; fila para exame e procura por especialidades. Sabemos que o ano de 2020 e o de 2021 está sendo atípico sim, com muitas cirurgias eletivas canceladas e alguns exames também devido a pandemia que estamos enfrentando. Porém, a fila de exames e procedimentos não realizados em Cafelândia se estendia desde 2015. Por isso, realizamos uma força tarefa e também aportamos recursos para que conseguíssemos zerar essa fila e com o empenho das secretárias Sarah, Roseli Camilo (que respondeu interinamente por 40 dias) e toda equipe de saúde conseguimos nessa semana agendar a última ressonância magnética e assim zerarmos essa fila de espera que por muitos anos se estendeu. A partir de agora queremos normalizar esses procedimentos para que os cafelandenses não tenham que esperar tanto por atendimentos médicos. Estamos investindo na atenção primária e em breve estaremos abrindo o Hospital e conseguindo trazer especialistas ao nosso município’’, destacou o prefeito, Culestino Kiara.

Dentre os exames que mais estavam sendo aguardados pelos cafelandenses estão: eletrocardiograma, ultrassonografia, radiografia, ecografia, tomografia; já os atendimentos de especialidades, a maior procura era para atendimento com anestesiologista e atendimento fonoaudiólogo. Ainda de acordo com o relatório, foi realizado também nesse mutirão pequenos procedimentos como infiltrações e cauterizações.

“Fizemos uma busca ativa intensa desde janeiro para localizar todos os pacientes que estavam aguardando algum desses exames ou procedimentos. Fizemos uma força tarefa e conseguimos realizar aproximadamente 1200 exames por mês até agora, número bem aquém do realizado em meses anteriores. A partir de agora fortaleceremos as ações da atenção primária, pois a saúde pública deve ser preventiva e focada na qualidade de vida da comunidade’’, encerrou a secretária de Saúde, Sarah Massaneiro.


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Participe do nosso grupo no Whatsapp ou do nosso canal no Telegram

Publicidade

Copyright 2021 CGN ® Todos os direitos reservados