CONECTE-SE CONOSCO

Internacional

Para negociador americano, exigências da Coreia do Norte são ‘hostis’

Publicado

em

O enviado dos Estados Unidos à Coreia do Norte considerou, nesta segunda-feira, 16, as exigências de Pyongyang como “hostis” e “desnecessárias”, à medida que o ultimato norte-coreano se aproxima. Ele também pediu aos norte-coreanos que retomem sua oferta de negociações, ressaltando que Washington está disposta a discutir “todas as questões de interesse”.

As negociações entre os dois países estão paradas desde o fracasso da cúpula de Hanói em fevereiro. Os EUA exigem que a Coreia do Norte renuncie a todo o seu arsenal atômico, enquanto Pyongyang quer que pelo menos parte das sanções internacionais contra o país seja suspensa rapidamente.

Nas últimas semanas, a Coreia do Norte fez uma série de declarações veementes e “já ouvimos todas elas”, disse o enviado Stephen Biegun a repórteres em Seul. “É lamentável que o tom dessas declarações contra os EUA, Coreia do Sul, Japão e nossos amigos na Europa sejam tão hostis, negativas e desnecessárias”, afirmou ele.

“Os EUA não precisam de um ultimato, temos um objetivo”, acrescentou o enviado americano, referindo-se ao ultimato que Pyongyang estabeleceu para Washington até o final do ano.

A Coreia do Norte afirmou recentemente que, se Washington não fizesse uma oferta aceitável, adotaria uma “nova abordagem”, sem dar mais detalhes.

Nas últimas semanas, Pyongyang realizou diferentes testes de mísseis balísticos, de acordo com o Japão, a partir de sua base de lançamento de satélites em Sohae. (Com agências internacionais)


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2019 CGN ® Todos os direitos reservados Contato