Conecte-se conosco

Economia

Conceito é maior que 'problema do domingo', diz Onyx, sobre Liberdade Econômica

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, minimizou na tarde desta quinta-feira, 22, a alteração que o Senado fez na MP da Liberdade Econômica em relação ao tr...

Publicado em

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, minimizou na tarde desta quinta-feira, 22, a alteração que o Senado fez na MP da Liberdade Econômica em relação ao trabalho aos domingos. Na visão do ministro, o texto final, aprovado na quarta-feira, 21, pelos senadores, promove uma "mudança conceitual que é fundante do ponto de vista macroeconômico", dando mais poder ao cidadão e menos ao Estado.

"O cidadão é quem tem razão, não o servidor público, não a burocracia estatal ou a União", disse o ministro, depois de participar de evento em São Paulo, organizado pelo grupo Voto. "Isso é muito mais importante que o problema do domingo", comentou.

Para o ministro, a aprovação representa uma "mudança extraordinária" para o País. "Em 1800, o Brasil era mais rico que os EUA, mas hoje os EUA são mais ricos, porque, nos últimos 250 anos, foi um dos pilares deles o conceito de que o cidadão tem razão diante do governo, enquanto o Estado brasileiro foi sempre imperial", disse.

Aprovada no Senado, a MP da Liberdade Econômica já tinha passado pela Câmara e agora será encaminhada para sanção presidencial.

Os senadores decidiram retirar do texto a possibilidade de trabalho aos domingos, que já havia sido modificada na Câmara para exigir um domingo de folga a cada quatro, e não a cada sete domingos trabalhados, como chegou a constar em uma versão do texto.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade
Publicidade