CONECTE-SE CONOSCO

Paraná

Na posse do novo diretor de Itaipu, governador destaca parceria com o Paraná

Publicado

em

Foto: Geraldo Bubniak/AEN

A Itaipu Binacional está sob nova liderança brasileira a partir desta quarta-feira (7). Após dois anos e um mês, o diretor-geral do braço nacional da empresa, general Joaquim Silva e Luna, deixa o cargo para assumir a presidência da Petrobras. Em seu lugar, assumiu o general João Francisco Ferreira, cujo mandato se estende até 16 de maio de 2022. 

A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (7). Eles assinaram o termo de posse às 15h20, em solenidade de transmissão de cargo realizada no Cineteatro dos Barrageiros, dentro da Usina, espaço que homenageia os operários que participaram da obra da hidrelétrica. O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o presidente da República, Jair Bolsonaro, acompanharam a cerimônia.

“A Itaipu tem exercido um papel fundamental de viabilizar o desenvolvimento do Paraná. É através da parceria que firmamos com a binacional nos últimos anos que pudemos fomentar diversas obras no Oeste do Estado, atraindo mais investimentos e potencializando o turismo”, afirmou Ratinho Junior.

O presidente da República endossou que, nos últimos anos, a administração da Itaipu levou a empresa a um novo papel de protagonista. “Há poucos anos, a Itaipu dava prejuízo de milhões por ano; hoje, dá lucro e faz obras no Paraná. Dezenas de prefeitos se beneficiam de seus investimentos, e, mais do que isso, o Brasil se beneficiou”, destacou. 

A solenidade de transmissão de cargo se deu após a inauguração da ampliação da pista de pousos e decolagens do aeroporto de Foz do Iguaçu.

ITAIPU E GOVERNO – A visita presidencial à cidade de Foz do Iguaçu reforça a importância dos investimentos realizados no Oeste do Paraná. Os convênios do Governo do Estado e de Itaipu Binacional somam mais de R$ 1 bilhão. A ampliação da pista do aeroporto em cerca de 600 metros integra este pacote, e passa a permitir pousos e decolagens de aviões de grande porte – o que, na prática, viabiliza voos diretos dos Estados Unidos e Europa e intensifica o fluxo de turistas.

“Foz do Iguaçu é segundo destino turístico de estrangeiros no Brasil, perdendo apenas para o Rio de Janeiro, e não tinha aeroporto para descer voos diretos dos Estados Unidos e da Europa. Precisávamos tirar essa pista do papel e seguir a vocação do turismo na cidade. Por isso, criamos o convênio entre Governo Federal, Governo do Paraná e Itaipu Binacional, que viabilizou as obras e elevou o patamar do nosso aeroporto”, afirmou Ratinho Junior.

Dentre as obras que integram este pacote estão a construção da segunda ponte entre Brasil e Paraguai; a construção da rodovia Perimetral Leste, que ligará esta segunda ponte à rodovia BR-227; a duplicação e revitalização de 8,7 quilômetros da Rodovia das Cataratas (BR-469); a Estrada Boiadeira (Noroeste); e a duplicação da BR-277 em Cascavel, entre a PRF e a Ferroeste.

O texto é da AEN.


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Participe do nosso grupo no Whatsapp ou do nosso canal no Telegram

Publicidade

Copyright 2021 CGN ® Todos os direitos reservados