CONECTE-SE CONOSCO

Paraná

Deputado pede abertura de CPI para apurar suspensão do concurso da Polícia Civil do Paraná

Mais de 106 mil candidatos inscritos foram prejudicados pela não realização das provas no último domingo

Publicado

em

Na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Paraná de segunda-feira (22), o deputado estadual Soldado Adriano José (PV) pediu a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o cancelamento do concurso da Polícia Civil, que ocorreria no último domingo (21). 106 mil candidatos vindos de todo o Brasil foram prejudicados pela decisão unilateral do Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná, que publicou o comunicado de cancelamento da prova poucas horas antes dela iniciar. Na tribuna, o parlamentar defendeu o papel do Legislativo Estadual nessa situação.

“Uma total falta de consideração, sem um motivo plausível, uma tremenda falta de respeito com os concursandos. Agora fica uma pergunta. Todas essas pessoas que se deslocaram para fazer a prova tiveram que gastar. Quem vai ressarcir elas? Como Assembleia devemos fazer frente a esse problema. A CPI vai apurar o fato e pedir a punição dos responsáveis pelo concurso. O que não pode é esta situação ficar impune”, afirmou o parlamentar.

O deputado Soldado Adriano José já apresentou o requerimento para a abertura da CPI e agora aguarda que outros parlamentares assinem o documento. Conforme o regimento da Assembleia Legislativa, para abertura da Comissão são necessárias assinaturas de 18 deputados, o que equivale a um terço de seus membros. Ainda segundo o regimento da Casa, a CPI tem poderes de investigação próprios das autoridades judiciais, além de outros previstos em lei e no próprio regimento.

As informações são da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná.


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Participe do nosso grupo no Whatsapp ou do nosso canal no Telegram

Publicidade

Copyright 2021 CGN ® Todos os direitos reservados