CONECTE-SE CONOSCO

Cascavel

Folha corrida

Publicado

em

Um dos caciques do Centrão, como é chamado o famoso bloco fisiológico da Câmara Federal, Arthur Lira deu há poucos dias uma entrevista com duras críticas ao ministro da Justiça Sergio Moro, levantando dúvidas sobre a imparcialidade do então juiz da Operação Lava Jato ao condenar Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Preocupante seria se ele se derramasse em elogios para Moro.

Em entrevista para a Veja, Jullyene Lins, sua ex-mulher, revelou que o ilustre parlamentar “começou a coletar propina quando era deputado estadual em Alagoas”. Quando os dois moravam juntos, “Lira recebia remessas de dinheiro em espécie, que iam de 500 mil a 1 milhão de reais”.

Ela contou também que o patrimônio do ex-marido é de 40 milhões de reais, “se forem considerados bens registrados em nome de terceiros”.

Vê-se que Lira tem bons motivos para atacar o ex-magistrado que botou na cadeia uma penca de políticos e empresários poderosos que se uniram para pilhar os cofres públicos do país.

(Leia e compartilhe outras postagens acessando o site: caiogottlieb.jor.br)


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2020 CGN ® Todos os direitos reservados