CONECTE-SE CONOSCO

Cascavel

“Ela era uma criança muito alegre, extrovertida e tinha uma saúde de ferro”, diz pai de Gabriele da Rosa Iankoski

Publicado

em

Vagner Iankoski, pai da pequena Gabriele da Rosa Iankoski, abalado com a perda da garotinha de 8 anos, revelou durante conversa com a reportagem da CGN na manhã desta terça-feira (16) que a menina tinha o sonho de ser policial.

Falando sobre as qualidades da filha, Vagner destacou que a filha era uma criança muito alegre, extrovertida e tinha uma saúde de ferro.

Ontem (15), enquanto brincava no pátio da residência da família em São João do Oeste, a pequena Gabriele acabou enroscando o pescoço em uma corda de um balanço, o que a impossibilitou de respirar. Foi a própria família que a encontrou caída ao lado do brinquedo e acionou as equipes de resgate.

Socorristas do Siate, Samu e Ecocataratas trabalharam para tentar salvar a vida da garotinha, que chegou a ser levada ao HUOP (Hospital Universitário do Oeste do Paraná), onde ela não resistiu a uma parada cardiorrespiratória.

“Quero ser policial”, dizia a garotinha ao pai, que via com muito bons olhos este desejo da pequena Gabriele. Infelizmente, uma brincadeira inocente acabou em tragédia e a vida de uma criança foi interrompida.

Vagner considerava o brinquedo seguro e portanto não imaginava que algum acidente grave pudesse acontecer.

O pai fez nesta manhã a liberação do corpo da menininha, para os atos de velório e sepultamento.


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Participe do nosso grupo no Whatsapp ou do nosso canal no Telegram

Publicidade

Copyright 2021 CGN ® Todos os direitos reservados