CONECTE-SE CONOSCO

Paraná

“Não quero nada. Eu vou sair, mas não sei quando”, teria afirmado sequestrador

Já se passaram mais de 24 horas do início do cárcere privado, que agora está sendo tratado como sequestro, pela Polícia Militar.

Publicado

em

“Não quero nada. Eu vou sair, mas não sei quando”, essa teria sido a afirmação do homem que mantém dois menores em cárcere privado em uma residência de Cafelândia, Região Oeste do Estado.

Já se passaram mais de 24 horas do início do fato, que agora está sendo tratado como sequestro, pela Polícia Militar.

Aproximadamente às 14h de ontem, o homem teria amarrado um adolescente de 15 anos e a menina de 13 anos, após ter um surto.

Após horas de negociação, o caso ainda não avançou, mas os policiais do BOPE seguem com as conversas.

Segundo o repórter Genésio Roecher, os policiais têm tentando oferecer algo para o homem (Alimentos, água e outros), mas ele não está aceitando nada.

Ele também teria afirmado que quer sair, mas ainda não decidiu quando, pois ainda teria ‘fôlego’ para seguir por mais tempo.

Familiares do homem também teriam afirmado ao repórter Genésio Roecher, que ele já teria ficado dias sem comer ou sair de casa, confirmando que ele pode seguir com o cárcere por mais algum tempo.

À tarde, e helicóptero do Consamu levou mais dois policiais do BOPE até Cafelândia para seguir com as ações. Não foram repassados detalhes das funções destes policiais.

Ainda não se sabe se a Polícia Militar está mobilizando alguma ação de invasão ao imóvel ou também se pretende realizar um disparo para conter o homem.


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2019 CGN ® Todos os direitos reservados Contato