CONECTE-SE CONOSCO

Cascavel

Desaparecimento de animais aumenta em Cascavel após festas de final de ano

Publicado

em

dog meditation

Mais uma vez, neste início de ano não faltam nas redes sociais apelos de pessoas à procura do seu animal que desapareceu durante a virada de ano, e tudo o que lhes resta agora é não perder a esperança de encontrá-lo.

Um dos motivos principais do aumento do número de animais desaparecidos nessa época é por conta da utilização de fogos de artifício que acabam assustando os animais que ficam desnorteados e fogem à procura de um lugar para se proteger.

A queima de fogos de artifício é um costume tradicional em muitos países. Apesar dessa prática ser apreciada por algumas pessoas, principalmente em épocas festivas, ela pode causar danos irreversíveis aos animais, ambiente e pessoas.

O Brasil é o segundo maior produtor mundial de fogos de artifício, que são classificados em quatro categorias (A, B, C e D), de acordo com a quantidade de pólvora, que reflete no nível do estampido, a intensidade do som. Somente o tipo A não produz estampido, e provavelmente por isso, não é tão popular entre os consumidores.

A virada do ano, o Natal, festas juninas e outras festividades são as épocas em que o uso de fogos de artifício é muito mais percebido e nesses períodos as entradas em hospitais ocasionadas por acidentes decorrentes da da utilização do produto também é mais frequente.

O Sistema Único de Saúde (SUS) registrou 5.620 internações e 1.612 atendimentos ambulatoriais referentes a acidentes causados por uso de fogos de artifício – com 96 casos de óbito em todo o país – entre 2007 e 2017. Nesse período houve uma média de 500 acidentes por ano. O maior registro de acidentes ocorreu em 2014, com 620 internações.

Mas além de muito prejudicial aos humanos, o chamado animal racional que faz a utilização desses produtos, os animais irracionais e indefesos se veem totalmente expostos aos perigos dessa prática.

Durante a tentativa de fuga do barulho causado pelos fogos de artifício podem acontecer acidentes como atropelamentos, quedas, colisões, ataque epilético, desnorteamento, surdez, ataque cardíaco principalmente em aves ou o desaparecimento do animal, que pode percorrer longas distâncias em estado de pânico e não conseguir retornar ao seu local de origem.

Em Cascavel o aumento das publicações de pessoas à procura dos seus bichos de estimação também foi percebido. Entre os dias 31 de dezembro até o momento desta publicação, apenas no Portal CGN, foram publicados 63 animais perdidos na cidade. Esse número ainda aumenta quando verificamos as postagens nas redes sociais de pessoas físicas e de ONGS de proteção animal, que no caso destas, nos perfis de apenas três organizações, foram ao menos mais 32 publicações diferentes, o que totaliza no mínimo 95 animais desaparecidos.

Algumas cidades brasileiras proíbem o uso de fogos de artifício que produzem barulho. Outras, entretanto, apenas possuem projetos ainda não aprovados sobre a proibição de fogos de artifícios barulhentos, que é o caso de Cascavel.

Em meados de 2020, os vereadores Serginho, Rafael Brugneroto e Policial Madril criaram um projeto de lei que preconiza a soltura de fogos com baixo estampido, no entanto passou apenas pela primeira votação e a segunda deverá acontecer quando as atividades da câmara retornarem neste ano.

Em foz do Iguaçu, no último dia 28 de dezembro, o Prefeito assinou um decreto proibindo a utilização de quaisquer tipos de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos entre os dias 30 de dezembro de 2020 até hoje 02 de janeiro de 2021, sob pena de multa para pessoas físicas e jurídicas de descumprissem a normativa.

Obviamente, como em todas as situações e assuntos, as opiniões divergem quanto a essa prática, que apesar de de muito popular e antiga, é também bastante controversa. Cabe o bom senso e uma análise mais sensível sobre os prós e contras e as alternativas que possam agradar, pelo menos em partes, a todos os grupos.

Com informações: Revista Científica Bioethikos, Ministério da Saúde


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2021 CGN ® Todos os direitos reservados