Cascavel - Eleições 2018: adesivar veículos é permitido?
  • Mariana Lioto
  • CGN

10 Agosto 2018 | 14h47min

Se você deseja usar seu veículo para expressar apoio a determinado candidato, precisará seguir determinadas regras.

No parabrisa traseiro pode ser usada a colagem de propaganda no tamanho total do vidro, desde que seja aquele material microperfurado.

Já em outros pontos do veículo não é permitido adesivos maiores que 0,5 metro quadrado.

“Na campanha deste ano não será permitido adesivar veículos de grande porte e deixar parado na rua. Esta prática era usada para substituir outdoors, que não são permitidos. Antes um candidato poderia adesivar vários veículos inteiros e deixar espalhados pela cidade, fazendo propaganda, agora o adesivo só é permitido no vidro traseiro ou de até 50 centímetros”, explica o presidente da comissão Eleitoral da OAB, Márcio Berti.

Nunca é demais reforçar: este tipo de manifestação precisa ser espontânea e gratuita. Oferecer dinheiro ou combustível é crime. A pena por oferecer combustível ao eleitor é de reclusão de até quatro anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa. O crime pode resultar também no cancelamento do registro da candidatura, na cassação do diploma ou até na perda do mandato.

Respondem pelo crime tanto o aliciador quanto o eleitor, ainda que o aliciador não seja o próprio candidato, mas seu cabo eleitoral. O Tribunal Superior Eleitoral decidiu que todos os envolvidos respondem, inclusive o candidato beneficiado.

Estes adesivos podem ser usados a partir do dia 16 deste mês.

Se informe na CGN!

Com a aproximação da campanha eleitoral para presidente, governador, senador e deputado federal e estadual a CGN está respondendo uma série de dúvidas comuns aos eleitores. Participe encaminhando suas perguntas pelo whatsapp para 9.9928.0850!

Veja as outras perguntas já respondidas.

Carregar mais notas ao vivo