CONECTE-SE CONOSCO

Opinião

5G para leigos

Publicado

em

Uma das mais importantes decisões estratégicas que o governo Jair Bolsonaro terá que tomar nos próximos meses é a seleção da tecnologia que será utilizada para a implementação no Brasil, a partir de 2021, do aguardado 5G, como é chamada a formidável quinta geração da internet móvel, já em funcionamento em diversos países.

A escolha coloca o Brasil no centro de uma acirrada disputa entre as empresas dos Estados Unidos e da China que detêm o conhecimento da nova tecnologia, alimentando ainda mais a intensa guerra comercial que os dois países vêm travando nos últimos meses.

Mas quais são, na prática, as grandes mudanças que o 5G introduz no cotidiano das pessoas e dos negócios de um modo geral?

Quem se encarregou de responder essa pergunta durante o recente Web Summit Lisboa foi Ronan Dunne, vice-presidente da Verizon, uma das gigantes da telefonia norte-americana.

Didático, ele fez a seguinte comparação: “Imagine um carro andando a 100 km/h. Um obstáculo aparece na pista. Se acionar o freio dependesse de uma conexão de 4G, o veículo andaria 1,2 m até parar. Com o 5G, a reação seria quase instantânea: o automóvel ficaria imóvel em menos de dez centímetros”.

Para completar sua explanação, o executivo listou oito dos mais disruptivos diferenciais da novidade:

1 – Dados em alta velocidade

A rede 5G oferecerá muito mais agilidade na transferência de dados: serão até 10 Gbps.

2 – Mais volume com menos instabilidade

Boa notícia para aeroportos, estádios e áreas urbanas com muita densidade de pessoas. O 5G foi desenhado para suportar 10 TB/s/km². Ou seja, a rede conseguirá lidar com uma quantidade massiva de dados para muitos usuários simultâneos.

3 – Latência em tempo real

O tempo que os dados levam para sair do dispositivo, ir até o servidor e retornar é chamado de latência. Com o 5G, isso ocorrerá em menos de 10 milissegundos. A novidade impactará diversas indústrias que lidam – ou vão começar a lidar – com robótica e realidade virtual.

4 – Conexão múltipla

Em 2022, para cada pessoa no mundo, haverá três aparelhos conectados na rede. E o 5G já está preparado para isso: a tecnologia conseguirá suportar até um milhão de dispositivos dentro de um quilômetro quadrado.

5 – Maior mobilidade

Carros, trens, metrôs: não importa onde você estiver, nem a sua velocidade. O 5G conseguirá mantê-lo conectado, mesmo a 500 km/h.

6 – Implantação de serviços mais ágil

Com uma rede cada vez mais ampla e rápida, será mais fácil implantar serviços e softwares. Na média, o que demorava 6 meses será realizado em 90 dias.

7 – Confiabilidade

Quando cirurgias, viagens de carro e operações financeiras são feitas conectadas à internet, é preciso uma rede confiável. E é isso que promete o 5G.

8 – Eficiência energética

Para funcionar, o 5G deve utilizar apenas 10% da energia necessária para o 4G. Isso porque o usuário não precisará utilizar tanta capacidade de processamento.

É por esses e muitos outros motivos que o 5G é definido, apropriadamente, como a principal mola propulsora da quarta revolução industrial que, por sinal, para quem ainda não percebeu, já está em andamento.

(Leia outras postagens acessando o site: caiogottlieb.jor.br)


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2019 CGN ® Todos os direitos reservados Contato