CONECTE-SE CONOSCO

Cascavel

CSI Cascavel: impressão digital em cena de crime colabora para condenação de ladrão

Crime ocorreu no Bairro São Cristóvão em dezembro do ano passado…

Publicado

em

A investigação de crime nas séries da TV é cheia de estratégias e recursos, mas aqui em Cascavel algumas vezes também é possível o uso da tecnologia para ajudar na elucidação de crimes.

Em uma sentença dada ontem, a coleta de impressões digitais na cena do crime foi uma das provas usada para condenar um ladrão a 4 anos, 10 meses e 9 dias de prisão.

O crime ocorreu em dezembro do ano passado no Bairro São Cristóvão. O bandido aproveitou a casa vazia durante a noite e entrou tirando uma vidraça de uma janela. Dentro da casa mais uma porta foi arrombada. Ele furtou uma pistola e dois televisores.

O bandido foi preso e na casa dele um televisor da vítima foi localizado. Quando o crime era investigado foram coletadas amostras de digitais no vidro da residência e comprovado que era do homem detido.

A pena foi aumentada pelo fato de o homem já ter quatro condenações, principalmente por crimes patrimoniais praticados com violência/grave ameaça. Ele também chegou a fugir durante o processo, mas foi novamente preso.

“Ele praticou a infração objeto deste processo enquanto gozava de liberdade provisória em outro, tudo isso a indicar risco de reiteração criminosa. A prisão, além de ser imprescindível como forma de garantia da ordem pública, também é necessária para garantir a aplicação da lei penal. Nesse ponto, perceba-se que Emerson fugiu da prisão durante o trâmite do processo, a indicar completo desinteresse em responder pelos seus atos”, disse o juiz Leonardo Ribas Tavares.

Apesar de caber recurso da sentença, o homem de 39 anos deve seguir preso.


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2020 CGN ® Todos os direitos reservados