• Mariana Lioto
  • Paraná Portal/TV TAROBÁ

20 Outubro 2016 | 15h12min

A dívida da cooperativa Coopavel na ação movida pelo banco Banco Santos passa dos R$ 80 milhões. Os processos tramitam no Tribunal de Justiça do estado de São Paulo. Em um deles a cooperativa já foi condenada.

Segundo o tribunal da comarca de Barueri, a Cooperativa emitiu cédulas para duas empresas: a “ômega serviços e participações ltda” com a promessa de “entrega de 13 milhões 337 mil quilos de soja, cerca de 222 mil sacas, no valor de R$ 8.669 milhões de reais’”, e para “Delta Agronegócios Serviços e Participações Ltda”, uma quantia de mais de “5 milhões quilos de soja, cerca de 83 mil sacas, no valor de 4 milhões de reais”.

De posse das cédulas emitidas pela Coopavel, as duas empresas conseguiram empréstimos junto ao Banco Santos, de São Paulo, num total de mais de R$ 11 milhões. Segundo os autos do processo, “as empresas, realizaram vultuosas transferências para um outro grupo de empresas que aparentemente não possuía atividade econômica que justificasse os recebimentos.”

Segundo a reportagem produzida pela Tv Tarobá, as empresas Delta, Omega e a Coopavel, celebraram ainda uma espécie de contrato de gaveta em que “a Coopavel, teria recebido 0,5% dos valores dos títulos”, no caso cerca de 63 mil reais, e que este valor, caso o contrato fosse cancelado, não seria devolvido. E foi o que ocorreu. Depois que as empresas conseguiram o empréstimo, o contrato foi cancelado, o que reforça a suspeita de que as cédulas foram alugadas.

Na sentença da juíza de direito Anelise Soares, a magistrada afirma “restou comprovado que as requeridas, ou seja, Coopavel, Delta e Omega, participaram de fraude envolvendo a emissão de cédulas de produto rural” e que “a Coopavel recebeu sua comissão ou aluguel e contribuiu de forma efetiva para a falência do banco, colocando em risco todo o sistema financeiro nacional”

Nesta ação, a Coopavel, foi condenada a pagar 20 milhões de reais.  Hoje esse valor passa dos 80 milhões.

O Ministério Público do Estado de São Paulo, também se manifestou sobre o caso:  “Diante dos elementos apresentados, visou a justa indenização em favor da massa”, constatou o promotor Renato Ferreira dos Santos. Já o Ministério Público Federal considerou que os devedores “tinham conhecimento de que aplicavam em empresas de fachada (…) contribuíram para a bancarrota, para a lavagem de valores, a não ser que fossem totalmente incautos e sem a mínima capacitação técnica”.

A reportagem entrou em contato com a cooperativa, e a assessoria jurídica informou que não se pronunciará sobre o caso e que só falará em juízo.

À Justiça, a cooperativa sustentou que o direito aos títulos já havia prescrito, já que foram emitidos entre 2003 e 2004, com prazo vigente de três anos. Alegou ainda que as cédulas foram emitidas por exigência do Banco Santos em garantia a contratos de financiamentos.

“Os próprios executivos do Banco Santos S/A foram os causadores dos alegados prejuízos, cabendo a instituição financeira suportar os referidos danos, até mesmo porque não houve conluio entre a Cooperativa Agroindustrial Coopavel e os diretores das beneficiárias das cédulas de produto rural, quc jamais mantiveram qualquer contato. Nesse particular, os valores pagos a Cooperativa Agroindustrial Coopavel não provam o conluio, mas representam o pagamento inicial das obrigações ali constantes”, alegaram os advogados na contestação.

Coopavel

A Coopavel, é uma cooperativa que figura entre as 20 maiores empresas do agronegócio brasileiro, com 26 filiais instaladas em 17 municípios da região Oeste e Sudoeste do Paraná. São mais de 4 mil associados e 5 mil colaboradores diretos. Atualmente, a cooperativa exporta 75% de sua produção para todos os continentes. O faturamento anual é próximo dos R$ 2 bilhões.

As informações são da TV TAROBÁ, repoduzidas pelo Paraná Portal.

Carregar mais notas ao vivo

Comentários (22 comentários)

  • DINO
    31
    11
    20/10/2016 15:40h
    E AÍ SENHOR DILVO GROLLI, VAI DIZERALGO? OUTRA COISA: PORQUE A COOPAVEL NÃO DISTRIBUI SOBRA AOS SEUS ASSOCIADOS? AS OUTRAS COOPERATIVAS DIST
    • RADIO
      5
      12
      20/10/2016 16:02h
      Vc tem que ir na coopaver perguntar pra ele e outrase vc e agricultor associado se nao for vc nao deve se preocupar com as sobras
    • 11
      13
      20/10/2016 18:26h
      Sr. Dino, vc realmente entrega produtos lá na Coopavel, pra vc. dizer que não tem sobras? eu recebi as minhas. para de falar besteiras.
    • Povo
      15
      8
      20/10/2016 19:56h
      Claro que vai distribuir sobras , é so esperar , Sobra de Dividas......
  • DINO
    12
    6
    20/10/2016 16:19h
    P/ RADIO: NÃO ESTOU PREOCUPADO, E SIM INDIGNADO POR NÃO RECEBER AS SOBRAS. COOPACOL, COAMO, CVALE E COPAGIL DISTRIBUI.
  • Brasileiro
    40
    7
    20/10/2016 16:47h
    Essa Coopavel tem uma péssima administração e muita má fé, infelizmente não vai conseguir chegar perto dos concorrentes, com esse administ.
    • 10
      17
      20/10/2016 18:24h
      Esta falado sem noção do que realmente esta acontecendo, se liga! A administração é muito boa.
  • URGENTE ASSOCIADOS
    15
    9
    20/10/2016 17:58h
    AMANHA CEDO TODOS OS ASSOCIADOS EM FRETE DA COOPAVEL. QUERO MINHA PARTE,NÃO VOU DEIXAR EXPLODIR,COMO VARIAS OUTRAS.
  • Povo
    79
    6
    20/10/2016 18:57h
    Atencao pessoal agora vai aparecer os caminhoes , e outros absurdos mais que o Dilvo ta fazendo faz tempo.Vou ficar quieto....kkkkk
  • indignado
    31
    13
    20/10/2016 21:04h
    Sou funcionário e estou sabendo desta decisão tjsp desde fev. até defensivos a bayer e basf estão recolhendo por falta de pagamento. acabou.
  • socorro casa caiu
    6
    1
    20/10/2016 23:27h
    Depois desta de mais valor a seus funcionários ......pois sem OS TRABALHADORES vcs ai não tinhão nada .
  • Se eu fosse associado...
    10
    4
    21/10/2016 08:07h
    ...cairia fora o qto antes. Isto é só a ponta do iceberg. Falência a vista pessoal! Quem tem soja armazenada e ñ vendeu: corra!
  • JUCA BALA
    0
    6
    21/10/2016 09:00h
    EU ESTOU TÃO PREOCUPADO COM ISSO QUE NEM VOU DORMIR A NOITE NÃO TENHO NEDA DE BENS MATÉRIAS NESSA VIDA MEU BEM MAIOR E MINHA FAMÍLIA FUIIII
    • Arma
      0
      4
      21/10/2016 13:01h
      Desinformado vc, pois nossa região é extritamente agrícolo, e se vc recebe um salário é pq a ciranda financeira favorece. Estude mais
  • sidbarett
    2
    1
    21/10/2016 09:39h
    Q. nada sei que essa cooperativa tem café e muito no bule!!!!são milhões em exportações $$$$ tudo azul
    • Jaime
      7
      2
      21/10/2016 10:58h
      Caro, já ouviu falar do caso Enron? Então... números/balanços são maquiados facilmente. Saldo de depósito de soja: tá longe da realidade...
  • Gilson
    8
    1
    21/10/2016 10:01h
    A COOPAVEL ESTAVA FALINDO ANOS ATRÁS, SALAZAR BARREIROS VEIO, RESTAUROU A COOPERATIVA E ENTREGOU P/ DILVO GROLLI FUNCIONANDO MUITO BEM.
  • Gilson
    12
    1
    21/10/2016 10:02h
    SE A COOPAVEL AINDA EXISTE, É GRAÇAS AO DR. SALAZAR BARREIROS QUE COLOCOU ELA NOS TRILHOS DO SUCESSO, E AGORA SR. DILVO?
    • Arma
      0
      0
      21/10/2016 12:58h
      Vamos tbém creditar muito mais ao Sr. Hibrain Sued, este foi a base para Dr Salazar.
    • de atalaia
      2
      1
      21/10/2016 14:40h
      Quem salvou Coopavel em 1986 foi o então Governador João Elísio Ferraz de Campos c/ dinheiro do Estado. E NINGUÉM MAIS.
    • Lamentável
      6
      1
      21/10/2016 14:54h
      Que coisa hem? senhor Dilvo O CARA que NÃO gosta de ouvir, sempre topetudo..então a casa caiu.. "Colaboradores abram o OLHO
  • vivi
    4
    2
    21/10/2016 10:53h
    A Coopavel não é uma empresa "de Cascavel", mas sim de toda a região. Almejamos que a situação seja resolvida, pois a empresa gera divisas.
  • Dirceu Maciel Batista
    4
    1
    21/10/2016 17:27h
    bom o presidente da Coopavel, sr, Divo Grolli, deve pagar essa divida com o seu proprio recurso e deixar a presidencia da cooperativa.