CONECTE-SE CONOSCO

Cascavel

Sindicato rebate informação sobre testes para COVID-19 dadas pelo Depen em Cascavel

Sindarspen afirma que há dificuldade em conseguir testes e isolamento não é respeitado…

Publicado

em

Diferente da informação dada pelo coordenador regional do DEPEN de Cascavel, Thiago Correia, que não há servidor contaminado pelo coronavírus e que os servidores teriam sido testados para COVID19, o que vem acontecendo é a dificuldade para se conseguir fazer teste, bem como agentes que estão voltando ao trabalho com menos de 14 dias, período de incubação do novo vírus, recomendado pelas autoridades médicas.

O Sindicato dos Policiais Penais do Paraná (SINDARSPEN) ao lançar o Mapa de Monitoramento da prevenção de coronavírus nas unidades penais do Paraná, nesta segunda 06/07, informou que dois policiais penais estariam com a COVID19 na Penitenciária Industrial de Cascavel (PIC) e na Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC). Informação esta confirmada pelos atestados dos servidores. Porém, o diretor do Depen, Thiago Correia, chegou dizer à imprensa que não havia nenhum caso nas unidades penais em Cascavel. Ele também disse que os servidores vêm sendo testados, o que não condiz com os relatos dos servidores que tem apresentado sintomas.

Além da existência destes casos, há servidores com sintomas que não tem conseguido realizar o teste, pois não tem sido disponibilizado pelo DEPEN. Além disso, há informações que levam o servidor que já está doente ter que enfrentar um périplo e mesmo assim não conseguem ser testados. A Coordenação Regional do DEPEN tem enviado uma orientação aos agentes que não tem levado a lugar algum e tem deixado os servidores sem testagem.

É o caso de um servidor penitenciário (que não quis se identificar) de Cascavel, que relatou ao sindicato que teve febre de 39 graus (em dia de trabalho) no dia 07 de julho. E, desde lá tem enfrentado dificuldades para conseguir ser testado e poderá ter que voltar antes dos 14 dias. “A perícia me deu 7 dias de afastamento. E, a orientação dada pela coordenação regional do DEPEN foi que eu que buscasse a Unidade de Saúde do município para o teste”, relata.

Outro servidor de uma unidade penal de Cascavel que está com a COVID19 acabou tendo que fazer o teste particular. “Na madrugada do plantão de domingo para segunda me senti indisposto e na segunda feira já não consegui ir ao trabalho. Na terça fiz o exame por conta e já enrei em contato com um médico particular que me orientou a ficar em casa,” relata. Na terça feira buscou o RH do Depen e, segundo ele, foi bastante mal atendido. “Pediram que eu mandasse o teste e atestado. Mandei imediatamente, mass a perícia médica até agora não foi feita. Estou só com o atestado,” relata. 

A orientação dada pela Coordenação Regional do DEPEN é que o agente busque a Unidade de Saúde Municipal atestando que o mesmo precisa ser testado. Porém, não há por parte da Prefeitura, um numero de protocolo exigido pelo RH do DEPEN. Este protocolo é para que o RH agilize a testagem. Até agora, o servidor ainda não conseguiu fazer o teste e poderá ter que voltar antes do período adequado podendo oferecer risco de contaminar os colegas, caso esteja com a COVID19.

Em e-mail, este servidor recebeu a seguinte informação do RH do Depen: “infelizmente você não poderá vir até a unidade penal devido sua notificação de isolamento e também não há uma equipe para se deslocar até seu domicílio para fazê-lo. Portanto deverá aguardar orientações do sérvio de Saúde Municipal, através do Call Center da Prefeitura.” Importante destacar que nesta quinta, 09/07, foi sancionada a Lei federal lei 14.023 de 2020, que trata, entre outros temas, a adoção de medidas imediatas que preservem a saúde e a vida de todos os profissionais considerados essenciais ao controle de doenças e à manutenção da ordem pública durante a emergência de saúde pública decorrente do coronavírus. Os policiais penais foram inseridos entre estes profissionais e portanto tem prioridade para testes.

O SINDRSPEN já notificou a coordenação regional do DEPEN para que seja resolvida a situação quanto à disponibilização de testes, principalmente para os que apresentam sintomas. Sobre a situação da Regional de Cascavel também foram notificados o MP, COE, SESP, Secretaria de Saúde de Toledo, Prefeitura de Toledo, Secretaria de Saúde da Cascavel, Conselho da Comunidade, OAB Seccional Cascavel, Prefeitura de Cascavel, Diretor Geral do Hospital Universitários do Oeste do Paraná, Defensoria Pública de Cascavel, Arcebispo Metropolitano de Cascavel, Procurador Geral da Justiça, entre outros órgãos e autoridades.

As informações são do Sindarspen.


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2020 CGN ® Todos os direitos reservados