CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a MPPR e Polícia Civil cumprem 92 ordens judiciais em investigação que apura distribuição de drogas por organização criminosa

MPPR e Polícia Civil cumprem 92 ordens judiciais em investigação que apura distribuição de drogas por organização criminosa

Além das prisões, também foram cumpridas ordens de bloqueio de bens móveis e imóveis e ativos financeiros de 24 pessoas e 13 empresas, bem como imposto......

Publicado em

Por Ministério Público do Paraná

Publicidade
Imagem referente a MPPR e Polícia Civil cumprem 92 ordens judiciais em investigação que apura distribuição de drogas por organização criminosa

O Ministério Público do Paraná, por meio do Núcleo de Francisco Beltrão do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da 6ª Promotoria de Justiça de Toledo, e a Polícia Civil do Estado do Paraná, a partir do Departamento Estadual de Narcóticos (Denarc) de Pato Branco, cumpriram nesta quarta-feira, 19 de junho, 92 ordens judiciais na segunda fase da Operação Carga Fria, que apura organização criminosa com atuação na distribuição de drogas do Paraná para Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Os mandados, que incluem 11 de prisão preventiva, foram expedidos pela Vara Criminal de Toledo e cumpridos simultaneamente em cinco estados – Paraná (Toledo, Cascavel, Pato Bragado, Marechal Cândido Rondon, Capitão Leônidas Marques e Capanema), Rio de Janeiro (capital), São Paulo (capital), Minas Gerias (Ribeirão das Neves) e Santa Catarina (Balneário Camboriú).

Além das prisões, também foram cumpridas ordens de bloqueio de bens móveis e imóveis e ativos financeiros de 24 pessoas e 13 empresas, bem como imposto o sequestro de 17 veículos, entre caminhões e carros. Prestaram apoio ao cumprimento dos mandados as Polícias Civil do Rio de Janeiro e Minas Gerais, a Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo, o Gaeco do MP de Santa Catarina, a Polícia Federal e o Centro Integrado de Operações de Fronteira de Foz do Iguaçu.

Investigação – As apurações tiveram início em março de 2023 com a apreensão de quase duas toneladas de maconha em um fundo falso de um caminhão frigorífico. Após a ação, identificado o local onde a droga seria armazenada e durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão, a Polícia Civil do Paraná localizou um segundo caminhão frigorífico com fundo falso com grande quantidade de munição de fuzil e um “bunker”, instalado sob um chiqueiro de porcos, no município de Toledo.

As investigações apontaram que a distribuição dos entorpecentes era feita a partir de caminhões carregados com cargas frigorificadas, sendo a estratégia escolhida pela dificuldade de fiscalização destas, uma vez que o rompimento do lacre pode comprometer o produto armazenado.

Lavagem de dinheiro – Os valores obtidos com o comércio dos entorpecentes era mascarado a partir da aquisição de bens móveis, imóveis e ouro. Os chefes da organização criminosa ostentavam padrão de vida elevado, com apartamentos e casas de alto padrão, viagens, carros luxuosos e veículos aquáticos. Em quatro anos, a organização movimentou mais de R$ 100 milhões por meio de valores em espécie e transações bancárias feitas em contas de “laranjas” e testas de ferros – muitas delas empresas de fachada criadas apenas para movimentar o dinheiro resultante da atividade criminosa.

Entre os investigados está um policial civil do Estado de São Paulo, afastado na primeira fase da Operação e que teve a prisão preventiva decretada nesta segunda fase das investigações. Um dos alvos desta etapa é um jornalista ,proprietário de um jornal digital no Rio de Janeiro, suspeito de ser o responsável pela contabilidade e gerência das contas bancárias do esquema criminoso.

Matéria anterior

08/08/2023 – Gaeco e Polícia Civil deflagram a Operação Carga Fria, com cumprimento de 101 mandados contra organização criminosa

[email protected]

Fonte: MPPR

Notícias Relacionadas:

Ministério Público do Paraná denuncia por homicídio com dolo eventual motorista que atropelou e matou ciclista em Marialva ao dirigir embriagado em alta velocidade
Ministério Público do Paraná denuncia por homicídio com dolo eventual motorista que atropelou e matou ciclista em Marialva ao dirigir embriagado em alta velocidade
Ministério Público do Paraná oferece denúncia criminal contra dois irmãos que ameaçaram e agrediram a irmã transexual e a própria mãe em Piraquara
Ministério Público do Paraná oferece denúncia criminal contra dois irmãos que ameaçaram e agrediram a irmã transexual e a própria mãe em Piraquara
MP denuncia dois irmãos que ameaçaram e agrediram a irmã transexual e a própria mãe
MP denuncia dois irmãos que ameaçaram e agrediram a irmã transexual e a própria mãe
Judiciário condena 14 pessoas denunciadas pelo MPPR em Paranaguá por desvio de indenizações pagas a pescadores
Judiciário condena 14 pessoas denunciadas pelo MPPR em Paranaguá por desvio de indenizações pagas a pescadores
Judiciário condena 14 pessoas denunciadas pelo MPPR em Paranaguá por desvio de indenizações pagas a pescadores
Judiciário condena 14 pessoas denunciadas pelo MPPR em Paranaguá por desvio de indenizações pagas a pescadores
Judiciário recebe denúncia criminal contra ex-prefeito e secretário de Licitações de Iporã por morte e lesão causadas em dois trabalhadores em obra do Município
Judiciário recebe denúncia criminal contra ex-prefeito e secretário de Licitações de Iporã por morte e lesão causadas em dois trabalhadores em obra do Município
Delegado denunciado pelo MPPR por matar esposa e enteada em Curitiba é condenado no Júri a 38 anos e 10 meses de prisão
Delegado denunciado pelo MPPR por matar esposa e enteada em Curitiba é condenado no Júri a 38 anos e 10 meses de prisão
Delegado denunciado pelo MPPR por matar esposa e enteada em Curitiba é condenado no Júri a 38 anos e 10 meses de prisão
Delegado denunciado pelo MPPR por matar esposa e enteada em Curitiba é condenado no Júri a 38 anos e 10 meses de prisão
Tribunal do Júri de Matelândia condena a 16 anos de prisão homem denunciado pelo MPPR pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver
Tribunal do Júri de Matelândia condena a 16 anos de prisão homem denunciado pelo MPPR pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver
MPPR em Cianorte realiza a Operação Abutre com o cumprimento de ordens de prisão, busca e apreensão e sequestro de bens de suspeito de agiotagem
MPPR em Cianorte realiza a Operação Abutre com o cumprimento de ordens de prisão, busca e apreensão e sequestro de bens de suspeito de agiotagem
MPPR e Polícia Civil cumprem 138 mandados na Operação Ponte Molhada, que apura delitos de organização criminosa que atua no Litoral paranaense
MPPR e Polícia Civil cumprem 138 mandados na Operação Ponte Molhada, que apura delitos de organização criminosa que atua no Litoral paranaense
MPPR cumpre 10 mandados de busca e apreensão na Operação Arcanjo, que apura possíveis pagamentos indevidos feitos pelo Município de Chopinzinho
MPPR cumpre 10 mandados de busca e apreensão na Operação Arcanjo, que apura possíveis pagamentos indevidos feitos pelo Município de Chopinzinho
Réu denunciado pelo MPPR por tentativa de homicídio que deixou vítima em estado vegetativo é condenado a 11 anos de prisão por Júri de Francisco Beltrão
Réu denunciado pelo MPPR por tentativa de homicídio que deixou vítima em estado vegetativo é condenado a 11 anos de prisão por Júri de Francisco Beltrão
Ministério Público do Paraná cria grupo especial para fortalecimento da atuação na área de crimes dolosos contra a vida
Ministério Público do Paraná cria grupo especial para fortalecimento da atuação na área de crimes dolosos contra a vida
Ministério Público do Paraná cria Grupo de Atuação Especial do Tribunal do Júri
Ministério Público do Paraná cria Grupo de Atuação Especial do Tribunal do Júri
Homem que matou passageiro que defendeu casal homoafetivo dentro de ônibus em Curitiba é denunciado por outros dois homicídios e por corrupção de menor
Homem que matou passageiro que defendeu casal homoafetivo dentro de ônibus em Curitiba é denunciado por outros dois homicídios e por corrupção de menor
Vereador denunciado pelo MPPR por discurso de ódio em relação ao ator Paulo Gustavo é condenado por injúria homofóbica
Vereador denunciado pelo MPPR por discurso de ódio em relação ao ator Paulo Gustavo é condenado por injúria homofóbica
Vereador denunciado pelo MPPR por discurso de ódio em relação ao ator Paulo Gustavo é condenado por injúria homofóbica
Vereador denunciado pelo MPPR por discurso de ódio em relação ao ator Paulo Gustavo é condenado por injúria homofóbica
Tribunal de Justiça mantém condenação criminal de servidora pública de Lupionópolis denunciada pelo Ministério Público do Paraná por peculato
Tribunal de Justiça mantém condenação criminal de servidora pública de Lupionópolis denunciada pelo Ministério Público do Paraná por peculato
Tribunal de Justiça mantém condenação criminal de servidora pública de Lupionópolis denunciada pelo Ministério Público do Paraná por peculado
Tribunal de Justiça mantém condenação criminal de servidora pública de Lupionópolis denunciada pelo Ministério Público do Paraná por peculado
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais