CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Alunos da rede estadual tomam posse como jovens vereadores na Câmara de Curitiba
Alunos da rede estadual tomam posse como jovens vereadores na Câmara Municipal de CuritibaFoto: Silvio Turra/SEED

Alunos da rede estadual tomam posse como jovens vereadores na Câmara de Curitiba

Ao todo, 702 estudantes do ensino médio se candidataram no Paraná, 331 foram eleitos e assumirão nas Câmaras de Vereadores de seus respectivos municípios. Os estudantes......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Alunos da rede estadual tomam posse como jovens vereadores na Câmara de Curitiba
Alunos da rede estadual tomam posse como jovens vereadores na Câmara Municipal de CuritibaFoto: Silvio Turra/SEED

Alunos da rede estadual eleitos vereadores mirins por meio do programa Parlamento Jovem Brasileiro foram empossados na Câmara Municipal de Curitiba (CMC) durante sessão plenária nesta quarta-feira (22). O programa nacional, idealizado pela Câmara dos Deputados, promove todos os anos a ação que visa desenvolver a educação para democracia, por meio de programas institucionais voltados para estudantes, educadores e sociedade civil. 

Ao todo, 702 estudantes do ensino médio se candidataram no Paraná, 331 foram eleitos e assumirão nas Câmaras de Vereadores de seus respectivos municípios. Os estudantes realizam campanhas eleitorais fictícias, incluindo todas as etapas, desde a definição da estratégia, divulgação, comícios, mobilização de eleitores, elaboração de propostas e, por fim, a eleição.

No Paraná, o programa é viabilizado em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seed-PR), com apoio das câmaras municipais e do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). No Estado o programa está na sexta edição e, neste ano, contou com a participação de 44 escolas estaduais, que reúnem 26 mil alunos.

O evento desta quarta-feira contemplou os 20 alunos de Curitiba que, eleitos jovens vereadores, assinaram termo de posse e participaram das tradicionais solenidades que inauguram as legislaturas da CMC, oficializando o início de seus mandatos, a serem cumpridos nas instituições de ensino nas quais estão matriculados: o Colégio Estadual Cívico Militar Yvone Pimentel e o Colégio Estadual Santa Gemma Galgani, ambos da Capital.

Proposta no mês de março e executada no mês de abril, a atividade engajou os estudantes a atuarem em diversas frentes de uma campanha eleitoral como candidatos, gestores de campanha, mobilizadores de base, assessores e mesários.Houve eleição simulada, coordenada pela Escola do Judiciário do TRE-PR, com direito à filiação em partidos fictícios, campanha política e votos na urna eletrônica, dentro das escolas.

“O próximo passo a ser dado pelos estudantes eleitos será aprender o papel dos vereadores na prática, como elaborar projetos de lei, a serem votados durante sessão plenária simulada no fim das ‘legislaturas’. As sugestões podem, inclusive, sair do papel e se tornarem lei em Curitiba, como propõe o programa”, explica Adriana Rigon Wille, coordenadora de Programas Especiais da Seed-PR.

SAÚDE E INCLUSÃO – Promover a prática de atividades físicas nos intervalos das aulas, por meio de torneios e competições em prol de um estilo de vida mais ativo. Esta foi a proposta que alavancou a eleição do vereador mirim Luís Henrique Pinheiro Gonçalves, aluno do 2° ano do Ensino Médio no CCM Yvone Pimentel. Na escola, a atividade foi proposta como trabalho do componente curricular de Civismo e Cidadania.

Luís afirma que a participação no programa rendeu-lhe o desenvolvimento de novas habilidades, além do conhecimento prático do processo eleitoral e da importância do exercício do voto. “Para me apresentar como candidato precisei desenvolver habilidades em oratória e relações públicas. Angariar votos é apenas o primeiro passo. Agora, eleito, vou trabalhar para implementar, na prática, aquilo que propus”, afirma.

Em relação ao desenvolvimento da atividade, Fabiane Severino Leite, pedagoga da escola, explica que o trabalho despertou grande interesse dos estudantes. “Aos poucos a importância do processo eleitoral foi sendo assimilada pelos alunos. Na prática, observamos evolução importante em termos de posicionamento e comunicação no decorrer das campanhas. Também os orientamos a realizarem suas proposições de forma clara e ética, sem que fizessem alusão a propostas inviáveis de serem realizadas”, relata.

João Victor de Souza Alvaro, aluno do 1° ano do Ensino Médio no Colégio Estadual Santa Gemma Galgani, também elegeu-se vereador. Segundo Otávio Camargo Lobo Neto, pedagogo da escola, a identificação com os colegas e os interesses em comum foram preponderantes para a candidatura do jovem.

Identificando a demanda da inclusão de temas mais abrangentes nos chamados ‘Clubes do Protagonismo’ – encontros realizados em pequenos grupos, nos horários livres da escola, para realização de atividades de interesse comum –, João propôs que os estudantes colaborassem para a implementação de novas temáticas, que englobassem assuntos atrativos a todos, de forma mais democrática.

“João utilizou-se de um projeto já existente e bem aceito, enxergando uma demanda que ainda não tinha sido observada. Com isso, ele provou aos colegas que está atento aos seus anseios e que é possível tornar o espaço escolar ainda mais acolhedor”, afirma Otávio.

PROGRAMA – O Parlamento Jovem Brasileiro é um programa de alcance nacional que tem como objetivo a educação para a democracia. O projeto é realizado pela Câmara dos Deputados e dirigido a estudantes do ensino médio de todo o Brasil, criado para proporcionar a aprendizagem sobre política, democracia e o papel do Poder Legislativo. A participação no PJB desenvolve habilidades para o aprimoramento da participação política e para o exercício da cidadania ativa. 

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais