CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Monstro em casa: padrasto é preso por estupro e morte de enteada de 1 ano
Foto: Reprodução

Monstro em casa: padrasto é preso por estupro e morte de enteada de 1 ano

De acordo com a delegada Sayonara Lemgruber, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), o homem relatou que a menina se afogou...

Publicado em

Por Silmara Santos

Imagem referente a Monstro em casa: padrasto é preso por estupro e morte de enteada de 1 ano
Foto: Reprodução
Publicidade

Um homem foi preso nesse domingo (12) sob suspeita de estuprar e assassinar sua enteada de apenas 1 ano e 4 meses. O próprio suspeito acionou o Corpo de Bombeiros para socorrer a criança, alegando que ela havia se afogado durante o banho. No entanto, os bombeiros encontraram sinais de abuso sexual no bebê. O fato foi registrado em Aparecida de Goiânia (GO).

De acordo com a delegada Sayonara Lemgruber, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), o homem relatou que a menina se afogou e desmaiou enquanto ele a banhava. Os bombeiros tentaram reanimar a criança, mas sem sucesso. Durante o atendimento, um dos militares constatou um ferimento significativo nas partes íntimas da menina, com sangramento ativo, o que levou à suspeita de abuso sexual.

Diante dessa descoberta, os bombeiros acionaram a Polícia Militar, que imediatamente conduziu o padrasto à Central de Flagrantes. Lá, a Polícia Civil efetuou a prisão em flagrante do suspeito por estupro de vulnerável e homicídio.

A delegada Lemgruber explicou que a investigação está em andamento para determinar se a morte da menina foi resultado de um afogamento forçado. Ela já ouviu a mãe e uma tia da bebê, que serão interrogadas novamente para confrontar informações e apurar se houve omissão ou conivência com os abusos.

O suspeito passou por audiência de custódia no domingo, onde a Justiça decidiu mantê-lo preso preventivamente. A delegada orienta que, em casos de sinais de violência, a população deve procurar imediatamente a polícia.

Com informações G1.

Mais acessadas agora

Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais