CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Residentes em economia rural iniciam atividades em órgãos da Secretaria da Agricultura
Residentes em economia rural iniciam atividades em órgãos da Secretaria da Agricultura. Na foto, Talita Mikus.Foto: SETI-PR

Residentes em economia rural iniciam atividades em órgãos da Secretaria da Agricultura

Os profissionais são recém-formados em diferentes áreas do conhecimento, como administração, agronomia, direito, economia, engenharia cartográfica, engenharia de agrimensura, medicina veterinária, nutrição e zootecnia. A nova......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Residentes em economia rural iniciam atividades em órgãos da Secretaria da Agricultura
Residentes em economia rural iniciam atividades em órgãos da Secretaria da Agricultura. Na foto, Talita Mikus.Foto: SETI-PR

O Governo do Estado deu início às atividades da segunda edição do programa de Residência Técnica (Restec) com Curso de Especialização em Economia Rural. Nesta terça-feira (14), os 29 profissionais aprovados em processo seletivo se reuniram, de forma remota, para participar da aula magna, com uma palestra sobre desafios e oportunidades do agronegócio, a partir de ações coletivas e custos de transação. Os novos residentes atuarão em Curitiba e 17 municípios do Interior.

Os profissionais são recém-formados em diferentes áreas do conhecimento, como administração, agronomia, direito, economia, engenharia cartográfica, engenharia de agrimensura, medicina veterinária, nutrição e zootecnia. A nova turma conta, ainda, com 10 servidores públicos matriculados no curso de especialização, que é ofertado na modalidade de ensino a distância (EAD), pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste).

Pelos próximos dois anos, os novos residentes vão desenvolver atividades práticas em diferentes unidades da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab). Na Capital, oito profissionais foram designados para os departamentos de Economia Rural (Deral), de Desenvolvimento Rural Sustentável (Deagro) e de Segurança Alimentar e Nutricional (Desan).

Os outros 21 residentes estão nos núcleos regionais da Seab em Apucarana e Ivaiporã, no Vale do Ivaí; Cascavel e Toledo, na região do Oeste do Paraná; Cianorte, Maringá, Paranavaí e Umuarama, no Noroeste; Guarapuava, Irati e Laranjeiras do Sul, no Centro-Sul; e Campo Mourão, Cornélio Procópio, Francisco Beltrão, Jacarezinho, Paranaguá e União da Vitória, nas regiões paranaenses do Centro-Oeste, Norte, Sudoeste, Norte Pioneiro, Litoral e Sul, respectivamente.

Para o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Nelson Bona, as residências técnicas contribuem para a formação de futuros profissionais para o setor público. “A residência técnica possibilita a formação de pessoal tanto pelo conteúdo do curso de especialização quanto pelas atividades práticas, numa perspectiva da formação de potenciais servidores públicos bem preparados para o exercício profissional, considerando a experiência e a vivência no ambiente institucional”, afirma.

O coordenador da Restec em Economia Rural, Lucir Reinaldo Alves, destaca o caráter da educação continuada para o aperfeiçoamento profissional dos residentes. “O intuito é agregar uma qualificação em economia rural, como uma ação de formação continuada para os vários recém-formados e fazer a diferença na carreira desses residentes que terão acesso a conteúdos teóricos que poderão ser utilizados na prática em suas atividades profissionais”, afirma.

EXPECTATIVAS – A engenheira agrônoma Alessandra Maria Reis, residente lotada no Desan, comenta sobre as expetativas em relação ao programa de qualificação oferecido pelo governo. “Espero compreender mais sobre as políticas públicas para o desenvolvimento agrário e desenvolver uma visão crítica como profissional da área, pois acredito que a partir de uma formação mais robusta na área de economia rural vou contribuir de maneira significativa para a formulação e implementação dessas políticas, de forma mais sustentável”, salienta.

A carga horária prevista para a Restec em Economia Rural é de 30 horas semanais para as atividades práticas, de segunda a sexta-feira, e de 450 horas para as atividades teóricas da especialização, incluindo os módulos de 16 disciplinas e o trabalho de conclusão de curso. Essas atividades de pós-graduação serão realizadas com momentos assíncronos, via ambiente virtual, com possibilidade de encontros síncronos.

Além de professores da Unioeste, algumas disciplinas serão aplicadas por convidados de outras instituições parcerias de ensino superior, como da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), da Universidade Federal de Viçosa (UFV), em Minas Gerais, e da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), vinculada à Universidade de São Paulo (USP).

PALESTRA – O conteúdo sobre ações coletivas e custos de transação no agronegócio foi ministrado pelo pesquisador Alcido Elenor Wander, do Centro Nacional de Pesquisa de Arroz e Feijão da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Agrônomo e doutor em Ciências Agrárias, ele também é professor do Programa de Pós-Graduação em Agronegócio da Universidade Federal de Goiás (UFG).

As ações coletivas englobam a formação de cooperativas e associações e a participação de produtores rurais, cooperativas e agroindústrias em projetos de pesquisa e desenvolvimento. A colaboração entre esses agentes de diferentes cadeias produtivas contribui para a redução de custos, a otimização de recursos, o aumento da produtividade e a competitividade do agronegócio, setor considerado essencial para a economia brasileira.

POLÍTICA PÚBLICA – No Paraná, a residência técnica é considerada uma política pública de Estado, com amparo na Lei n.º 20.086/2019. Os programas são coordenados pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) e executados em parceria com outras secretarias e órgãos do Poder Executivo. Atualmente, são 1.497 residentes e 158 servidores distribuídos em 12 programas, nas áreas de ciências forenses, economia rural, engenharia e gestão ambiental, cultura, gestão pública, inovação, projetos e obras públicas, saúde e segurança.

O objetivo é proporcionar capacitação para profissionais com, no máximo, até três anos de formação, e apresentar o setor público como uma possibilidade para carreira.

O governo custeia integralmente os cursos de pós-graduação em nível de especialização, além de bolsa-auxílio de R$ 2.375 e auxílio-transporte de R$ 264. Essa remuneração mensal de R$ 2.639 supera o valor de bolsas de mestrado da esfera federal, o que contribui para tornar as residências do Paraná ainda mais atrativas para quem está no início da vida profissional.

PRESENÇAS – A aula magna contou com a presença do secretário estadual da Fazenda, Norberto Ortigara; do coordenador de Ensino Superior da Seti, Fabiano Gonçalves Costa; da coordenadora dos programas de Restec da Seti, Fátima Padoan; e de professores da Unioeste e gestores da Seab.

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Estado anuncia R$ 9 milhões para investimentos em ciência durante o Summit Iguassu Valley
Estado anuncia R$ 9 milhões para investimentos em ciência durante o Summit Iguassu Valley
Tecpar concede primeira certificação para laboratório veterinário
Tecpar concede primeira certificação para laboratório veterinário
Tecpar comemora 84 anos com implantação de novo parque tecnológico
Tecpar comemora 84 anos com implantação de novo parque tecnológico
Governo investe R$ 4,5 milhões em centro de inovação com foco na indústria têxtil em Apucarana
Governo investe R$ 4,5 milhões em centro de inovação com foco na indústria têxtil em Apucarana
Governo investe R$ 4,5 milhões em centro de inovação com foco na indústria têxtil
Governo investe R$ 4,5 milhões em centro de inovação com foco na indústria têxtil
Estado participará da programação do Summit Iguassu Valley de Foz do Iguaçu
Estado participará da programação do Summit Iguassu Valley de Foz do Iguaçu
Paraná firma acordo com fábrica de produtos nutricionais para o parque tecnológico de Maringá
Paraná firma acordo com fábrica de produtos nutricionais para o parque tecnológico de Maringá
Inscrições para programa que transforma pesquisas em produtos encerram no domingo
Inscrições para programa que transforma pesquisas em produtos encerram no domingo
Governo seleciona boas práticas de empreendedorismo para o Connect Week Summit 2024
Governo seleciona boas práticas de empreendedorismo para o Connect Week Summit 2024
Dia da Biodiversidade: Tecpar apoia empresas em ações de conservação do meio ambiente
Dia da Biodiversidade: Tecpar apoia empresas em ações de conservação do meio ambiente
Mais de 95% da população diz ter consciência das mudanças climáticas
Mais de 95% da população diz ter consciência das mudanças climáticas
Arranjo de pesquisa de universidades do Paraná estuda emergência climática
Arranjo de pesquisa de universidades do Paraná estuda emergência climática
Prazo para inscrição de projetos inovadores em mostra universitária termina na segunda
Prazo para inscrição de projetos inovadores em mostra universitária termina na segunda
Fundação Araucária publica edital para apoiar pesquisas desenvolvidas com Alemanha
Fundação Araucária publica edital para apoiar pesquisas desenvolvidas com Alemanha
Estado destina R$ 2 milhões para fomentar pesquisas com potencial de mercado
Estado destina R$ 2 milhões para fomentar pesquisas com potencial de mercado
Nova rede de Hidrogênio impulsiona pesquisas sobre energias renováveis no Paraná
Nova rede de Hidrogênio impulsiona pesquisas sobre energias renováveis no Paraná
Novo sistema do Tecpar auxilia a monitorar qualidade da água dos mananciais do Paraná
Novo sistema do Tecpar auxilia a monitorar qualidade da água dos mananciais do Paraná
Estados do Sul definem 58 propostas para fortalecimento e popularização da ciência
Estados do Sul definem 58 propostas para fortalecimento e popularização da ciência
Com 188 ambientes de inovação, Separtec+ aprova planejamento estratégico até 2030
Com 188 ambientes de inovação, Separtec+ aprova planejamento estratégico até 2030
Separtec+ aprova planejamento estratégico até 2030
Separtec+ aprova planejamento estratégico até 2030
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais