CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Estado e Opas capacitam Regionais de Saúde para verificação da situação vacinal
Com objetivo de ampliar a cobertura vacinal, Saúde realiza Oficina de Monitoramento Rápido de VacinaçãoFoto: SESA-PR

Estado e Opas capacitam Regionais de Saúde para verificação da situação vacinal

O objetivo é capacitar as equipes das Regionais de Saúde para multiplicar a metodologia focando uma ação externa de verificação e busca, em campo, da situação......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Estado e Opas capacitam Regionais de Saúde para verificação da situação vacinal
Com objetivo de ampliar a cobertura vacinal, Saúde realiza Oficina de Monitoramento Rápido de VacinaçãoFoto: SESA-PR

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), iniciou nesta terça-feira (2) a Oficina de Monitoramento Rápido de Vacinação (MRV). A iniciativa faz parte da estratégia que busca ampliar a cobertura vacinal em todo o Paraná.

O objetivo é capacitar as equipes das Regionais de Saúde para multiplicar a metodologia focando uma ação externa de verificação e busca, em campo, da situação vacinal da população, preconizada pelo Programa Nacional de Imunização (PNI).

A oficina de monitoramento é uma das etapas do Microplanejamento para Vacinação de Alta Qualidade (MVAQ), do Ministério da Saúde, que vem ocorrendo em todo o Estado desde o ano passado.

“Essa atividade faz parte de um movimento contínuo em prol de toda população, visando qualificar e habilitar ainda mais os profissionais da saúde, em especial os que atuam na imunização, em todo Paraná”, explica o diretor-geral da Sesa, César Neves. “Estamos trabalhando muito para que possamos manter as altas coberturas vacinais e, dessa forma, proteger e aumentar a imunidade dos paranaenses”.

O Paraná é o quarto estado a passar pelo treinamento, que já foi realizado no Distrito Federal, Roraima e Santa Catarina. A verificação in loco da situação vacinal e imunização será realizada nos meses de junho e julho, em todo País, seguindo as orientações do PNI. Além disso, essa conduta deve ser aplicada após as ações de vacinação desenvolvidas pelo Paraná no primeiro semestre deste ano.

“O principal objetivo é buscar as pessoas que não estão vacinadas para completar ou iniciar o esquema vacinal. Isso deve ocorrer após as campanhas de vacinação nas escolas e de influenza, para dessa forma, avaliar se a população-alvo realmente está toda vacinada”, explicou a diretora de Vigilância e Atenção em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes.

“Com essa avaliação no território, casa a casa, teremos retorno sobre a cobertura, se a meta de 90% ou 95%, preconizada pelo Ministério da Saúde para esse público foi atingida, e, caso não tenha sido efetiva, avaliar e verificar quais outras estratégias podem ser adotadas para aquele determinado local”, completou a diretora.

MICROPLANEJAMENTO – O Microplanejamento para Vacinação de Alta Qualidade (MVAQ) é uma iniciativa do Ministério da Saúde que busca ampliar a cobertura vacinal e capacitar os municípios para definição de estratégias específicas para uma determinada população, detecção de problemas e outras questões relacionadas ao esquema vacinal.

A qualificação ocorre com aplicação de metodologia para mapeamento de risco e identificação de territórios suscetíveis à reintrodução de doenças que podem ser prevenidas por meio da imunização.

O objetivo é formar multiplicadores da metodologia, capacitando as Regionais de Saúde e os municípios, que são os executores das ações. Elas contam com incentivo e repasse financeiro de R$ 6 milhões, por meio da Portaria GM/MS Nº 3.288, de 8 de março de 2024. 

RESULTADOS – Após uma série de oficinas realizadas no último ano para promover a ampliação da cobertura vacinal no Paraná, o Estado superou todos os índices nacionais de imunização em 2023, reforçando a imunidade de bebês, adultos e idosos.

Um dos exemplos se dá pela cobertura da BCG, imunizante que protege contra a tuberculose, especialmente em formas mais graves. No cenário nacional, a vacina registrou uma cobertura de 72%. Já no Paraná, este índice foi de 89%.

Outro exemplo de êxito é a vacina pentavalente, um imunizante pediátrico aplicado aos dois, quatro e seis meses, e que protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e infecções causadas pelo Haemophilus. A cobertura foi de 84,8% em 2022 e 88,8% em 2023.

Os dados do último ano também mostram as seguintes coberturas vacinais: Hepatite B com 89%, Febre Amarela com 81%, Poliomelite com 89% e Rotavírus com 90%. Com relação à vacina contra o HPV, em números absolutos de doses aplicadas, o aumento entre 2022 (318.352) e 2023 (397.774) foi de 25%.

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Secretaria da Saúde amplia ações para atuação rápida em situações de emergência
Secretaria da Saúde amplia ações para atuação rápida em situações de emergência
Campanha de vacinação contra a poliomielite começa na segunda-feira em todo o Paraná
Campanha de vacinação contra a poliomielite começa na segunda-feira em todo o Paraná
Frente fria chegando: cuidados básicos e vacinação aumentam proteção contra a gripe
Frente fria chegando: cuidados básicos e vacinação aumentam proteção contra a gripe
Síndrome de May-Thurner pode causar complicações graves, alerta médico
Síndrome de May-Thurner pode causar complicações graves, alerta médico
Boletim da dengue registra 34.360 novos casos e 47 óbitos no Paraná
Boletim da dengue registra 34.360 novos casos e 47 óbitos no Paraná
Estado entrega 24 novas ambulâncias para fortalecer o Samu de Curitiba
Estado entrega 24 novas ambulâncias para fortalecer o Samu de Curitiba
Em expansão, telediagnóstico em dermatologia apresenta bons resultados no Paraná
Em expansão, telediagnóstico em dermatologia apresenta bons resultados no Paraná
Hospital de Rolândia é a 20ª instituição com a certificação Amigo da Criança no Paraná
Hospital de Rolândia é a 20ª instituição com a certificação Amigo da Criança no Paraná
RS: cerca de 3 mil estabelecimentos de saúde podem ter sido impactados
RS: cerca de 3 mil estabelecimentos de saúde podem ter sido impactados
Estado libera R$ 15 milhões para ampliação do Hospital Municipal de Palotina
Estado libera R$ 15 milhões para ampliação do Hospital Municipal de Palotina
Estado aumenta investimentos no Hospital São Lucas para fortalecer cardiologia no Oeste
Estado aumenta investimentos no Hospital São Lucas para fortalecer cardiologia no Oeste
Estado e UEPG confirmam abertura de 22 novos leitos clínicos para Ponta Grossa
Estado e UEPG confirmam abertura de 22 novos leitos clínicos para Ponta Grossa
Doações de leite atenderam 11 mil bebês no Paraná em 2023; rede cobre todo o Estado
Doações de leite atenderam 11 mil bebês no Paraná em 2023; rede cobre todo o Estado
Estado atualiza Plano de Atenção para Diagnóstico e Tratamento do Câncer
Estado atualiza Plano de Atenção para Diagnóstico e Tratamento do Câncer
Com nova vacina da Covid-19, Estado esclarece quem deve receber o imunizante
Com nova vacina da Covid-19, Estado esclarece quem deve receber o imunizante
Pilotos que transportam órgãos encontram adolescente que recebeu um novo coração
Pilotos que transportam órgãos encontram adolescente que recebeu um novo coração
Com foco no atendimento em saúde mental, Paraná inicia novo ciclo do PlanificaSUS
Com foco no atendimento em saúde mental, Paraná inicia novo ciclo do PlanificaSUS
Boletim da Secretaria da Saúde registra 27.627 novos casos de dengue e mais 38 óbitos
Boletim da Secretaria da Saúde registra 27.627 novos casos de dengue e mais 38 óbitos
Governo do RS destina mais R$ 30,3 milhões a ações em saúde e abrigos
Governo do RS destina mais R$ 30,3 milhões a ações em saúde e abrigos
Complexo Hospitalar do Trabalhador promove Semana da Enfermagem em Curitiba
Complexo Hospitalar do Trabalhador promove Semana da Enfermagem em Curitiba
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais