CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Filme, performance-ritual e conversas: MUPA divulga programação do Abril Indígena
Frame do documentário Mulheres AraucáriasFoto: Divulgação

Filme, performance-ritual e conversas: MUPA divulga programação do Abril Indígena

Com o objetivo de reafirmar as ações do museu na aproximação de povos tradicionais brasileiros, as atividades foram pensadas e serão produzidas em parceria com povos......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Filme, performance-ritual e conversas: MUPA divulga programação do Abril Indígena
Frame do documentário Mulheres AraucáriasFoto: Divulgação

O Museu Paranaense (MUPA) preparou uma programação especial para marcar o Abril Indígena deste ano, com lançamento de filme, mediações educativas, apresentações culturais e rodas de conversa. O mês é marcado pela valorização da cultura e diversidade dos povos originários, celebrado em torno do Dia dos Povos Indígenas (19 de abril).

Com o objetivo de reafirmar as ações do museu na aproximação de povos tradicionais brasileiros, as atividades foram pensadas e serão produzidas em parceria com povos indígenas de diferentes etnias e regiões do País. Assim, o MUPA terá neste mês a presença de integrantes das terras indígenas de Mangueirinha, Palmas e Rio das Cobras e da Aldeia Kakane Porã, do Paraná; do povo Tukano, da Amazônia; e do povo Kariri-Xocó, de Alagoas.

Na quinta-feira, dia 04, às 19h30, será lançado o documentário “Mulheres Araucárias”, que conta as vivências de luta, resistência e esperança de Maria, Jociele e Tayla, três gerações de mulheres Kaingang que “caminham” desde o território indígena no Paraná até a III Marcha das Mulheres Indígenas, ocorrida em 2023, em Brasília (DF).

O documentário faz parte do projeto “Moviracá: direito à terra indígena”, fruto da parceria entre o Movimento Indígena e a Fundação Luterana de Diaconia-Conselho de Missão entre Povos Indígenas (FLD-COMIN), financiado pela União Europeia (UE).

Com sessões nos dias 6 e 7 de abril, respectivamente às 20h30 e 19h, o Museu Paranaense recebe a performance-ritual “Ühpü”, uma cerimônia indígena, tradicional do povo Tukano, localizados na região do noroeste amazônico, inédita na programação do Festival de Curitiba.

A cerimônia, que acontece originalmente na floresta, teve poucas adaptações para ser exibida no museu. A entrada é gratuita e de classificação livre. A ação tem duração de 50 minutos. Recomenda-se que a plateia não consuma bebidas alcoólicas e nem alimentos fritos ou assados nas 24 horas anteriores à cerimônia.

No dia segunda-feira (15), das 14h30 às 16h, acontece a mesa de conversa “Potências e possibilidades pedagógicas da temática indígena no museu e na sala de aula”, com os educadores indígenas Florêncio Fernandes e Valmor de Paula.

O evento é uma ação formativa voltada para professores e profissionais da educação, que visa refletir acerca de possibilidades pedagógicas da temática indígena no museu, a partir das ações do MUPA, e na sala de aula, além de desconstruir narrativas pré-estabelecidas pelo senso comum sobre as subjetividades indígenas. As inscrições podem ser feitas AQUI.

Florêncio Rekayg Fernandes é Kanhgág da terra indígena Rio das Cobras, município de Nova Laranjeiras, no Sudoeste do Paraná. Formado em pedagogia e mestre em educação, atualmente cursa o doutorado em antropologia na Universidade Federal do Paraná (UFPR), é coordenador pedagógico na educação básica pela Secretaria de Estado da Educação do Paraná e escritor de inúmeros livros sobre a cultura kanhgág, além de palestrante e consultor sócio-ambiental.

Valmor Venhrá Mendes de Paula é professor do povo Kanhgág, da marca kamẽ, e residente na Aldeia Vila Nova na Terra Indígena Palmas, no Sul do Estado. Autor de livros na área da educação e da cultura indígena, possui formação como professor bilíngue pelo Centro de Treinamento Profissional Clara Camarão, que existiu na terra indígena Guarita, em Tenente Portela/RS. Atualmente cursa a graduação em Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica na UFSC, e atua como professor formador pela Ação Saberes Indígenas na Escola.

Na quinta-feira (18), a partir das 14h30, acontece uma roda de conversa sobre cultura indígena com o Grupo Nhinkandeá, do povo Kariri-Xocó, localizado no município de Porto Real do Colégio, em Alagoas. O grupo vai apresentar ainda cantos e danças da cultura Kariri-Xocó.

CATÁLOGO – Para marcar o Dia dos Povos Indígenas, haverá o lançamento online do catálogo que é resultado da exposição “Claudia Andujar: poéticas do essencial”, que esteve em cartaz de agosto a dezembro de 2023 no MUPA. Além da disponibilização para acesso gratuito no site do museu, um formulário pelo Instagram do MUPA vai selecionar pessoas para receber 15 exemplares.

O catálogo é um recorte da longa trajetória da fotógrafa e ativista Claudia Andujar junto ao povo indígena Yanomami, apresentado na exposição, com trabalhos realizados ao longo das décadas de 1970 e 1980, de coleções importantes da carreira da fotógrafa.

VISITAS MEDIADAS – Além da programação aberta ao público, dos dias 16 a 19, vão ocorrer visitas mediadas com ação educativa na exposição “Mejtere: histórias recontadas”, um projeto de curadoria compartilhada da instituição com estudantes indígenas. A ação é voltada exclusivamente para o público escolar, que marcou as visitas pelo calendário trimestral de agendamento para visitação em grupos.

Serviço:

Museu Paranaense

Endereço: Rua Kellers, 289, São Francisco – Curitiba 

Visitação: de terça a domingo, das 10h às 17h30

Entrada gratuita

Telefone: (41) 3304-3300

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Lançamentos de livros, oficinas e exposições: veja a agenda de maio na Biblioteca Pública
Lançamentos de livros, oficinas e exposições: veja a agenda de maio na Biblioteca Pública
Festival de Audiovisualidades do MAC-PR prorroga inscrições e expande programação
Festival de Audiovisualidades do MAC-PR prorroga inscrições e expande programação
Barbatuques, Balé Teatro Guaíra, novos livros e exposição inédita no MAC marcam agenda cultural
Barbatuques, Balé Teatro Guaíra, novos livros e exposição inédita no MAC marcam agenda cultural
Multiartista curitibano Rimon Guimarães é o próximo a ocupar a Sala Aberta do MAC-PR
Multiartista curitibano Rimon Guimarães é o próximo a ocupar a Sala Aberta do MAC-PR
MON promove segundo ciclo de seminários com proposta de imersão no acervo
MON promove segundo ciclo de seminários com proposta de imersão no acervo
Com apoio do CJAP, jovens do Paraná são destaque em concurso de arte internacional
Com apoio do CJAP, jovens do Paraná são destaque em concurso de arte internacional
Teatro José Maria Santos recebe três peças neste final de semana
Teatro José Maria Santos recebe três peças neste final de semana
Literatura kitsch é assunto de reportagem especial do novo Cândido
Literatura kitsch é assunto de reportagem especial do novo Cândido
MON oferece oficinas e mediações para interessados
MON oferece oficinas e mediações para interessados "mergulharem" nas obras
"Conexões": Balé Teatro Guaíra reúne coreógrafo francês, valsa e dança contemporânea
1º de maio: exposições no MON, MAC, MUPA e Alfredo Andersen são destaques do feriado
1º de maio: exposições no MON, MAC, MUPA e Alfredo Andersen são destaques do feriado
Guairinha recebe a ópera infantil
Guairinha recebe a ópera infantil "A Floresta em Chamas" em maio
Joana Vasconcelos é tema da edição de maio do Arte para Maiores no MON
Joana Vasconcelos é tema da edição de maio do Arte para Maiores no MON
Festival de dança O Corpo Negro oferece 60 atrações gratuitas no Rio
Festival de dança O Corpo Negro oferece 60 atrações gratuitas no Rio
Rio ganha primeiro centro de referência de arte e cultura LGBTQIAPN+
Rio ganha primeiro centro de referência de arte e cultura LGBTQIAPN+
Guairinha recebe show de 25 anos do grupo Barbatuques
Guairinha recebe show de 25 anos do grupo Barbatuques
Psicanálise no teatro, Titãs, Brutas no MAC-PR e Cinema na Praça estão na agenda cultural
Psicanálise no teatro, Titãs, Brutas no MAC-PR e Cinema na Praça estão na agenda cultural
Prêmio Jabuti recebe inscrições a partir desta quinta-feira
Prêmio Jabuti recebe inscrições a partir desta quinta-feira
Artista contemporâneo Adão é o novo residente artístico do Museu Casa Alfredo Andersen
Artista contemporâneo Adão é o novo residente artístico do Museu Casa Alfredo Andersen
Série Ouro da Orquestra Sinfônica terá convidados especiais a partir de maio
Série Ouro da Orquestra Sinfônica terá convidados especiais a partir de maio
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais