CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Teatro da Vertigem pode perder sede em Bela Vista por falta de verba
© Edouard Fraipont/Divulgação

Teatro da Vertigem pode perder sede em Bela Vista por falta de verba

Diante das cobranças de quitação dos débitos em aberto, a companhia já teve de se desfazer de equipamentos importantes. Foram vendidos projetores, uma mesa de som......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Teatro da Vertigem pode perder sede em Bela Vista por falta de verba
© Edouard Fraipont/Divulgação

Uma das principais companhias teatrais do Brasil, o Teatro da Vertigem, que, este ano, completa 32 anos, corre o risco de perder seu endereço no bairro Bela Vista, onde fica também seu acervo. O grupo lida com o acúmulo de dívidas com aluguéis, que se ampliaram com a dificuldade de ser aprovado em editais de cultura que poderiam garantir recursos para suas atividades. 

Diante das cobranças de quitação dos débitos em aberto, a companhia já teve de se desfazer de equipamentos importantes. Foram vendidos projetores, uma mesa de som e dois computadores de alto valor, sendo um fundamental para a elaboração e transmissão de trilhas e outro para a projeção de imagens. 

O endividamento já se arrasta por sete anos. A única trégua que existiu desde 2017 foi um edital aberto com base na Lei Aldir Blanc, com caráter emergencial.

Na sede, estão guardados atualmente diversos itens relevantes para a história da companhia, como figurinos e cenários das peças. Segundo a diretora Eliana Monteiro, a campanha de doações que o grupo iniciou há alguns dias e foi divulgada por atores como Matheus Nachtergaele já conseguiu 60% do valor necessário para liquidar as dívidas e garantir seis meses de aluguel no atual endereço.  

Censura, conservadorismo e desmonte

Para a diretora, fatores da conjuntura política do país contribuíram para a situação em que a companhia se encontra, algo que também atingiu a classe artística como um todo, como a forma que os governos dos ex-presidentes Michel Temer e Jair Bolsonaro conduziram as políticas de incentivo. Segundo ela, o atual governo federal tem buscado reverter o cenário de desmonte na área, mas ainda é cedo para conseguir atingir totalmente esse objetivo. 

“Se pensar no que aconteceu nos últimos seis anos [de golpe com o impeachment de Dilma Rousseff em diante], foi terra arrasada. Viramos, tanto imprensa como artistas, inimigos [do governo]. A minha percepção é a de que teve uma destruição muito grande”, afirmou Eliana em entrevista concedida à Agência Brasil. “Qualquer coisa que fosse colaborativa, aglomerasse mentes pensantes, nos tornaria personas non gratas mesmo”, acrescenta. 

“A dívida se acumulou no ano passado porque, desde 2017, a gente acabou perdendo o patrocínio da Petrobras, que iria até 2018, mas, com essa perspectiva de Bolsonaro, já cortaram o patrocínio de todos os grupos de teatro e outras áreas, como cinema. Foi terra arrasada mesmo”, adicionou. 

A diretora ainda sugere que muitas pessoas podem pensar que a companhia jamais passaria por uma crise financeira, por já ter consolidado seu nome. “Talvez por conta de ser um grupo longevo, as pessoas talvez pensem que a gente tem mais recursos. Mas, no Brasil, a gente nunca conseguiu viver só de teatro, a gente dá aula, faz milhares de coisas para conseguir manter a própria vida”, assinala ela. 

Origem 

O Teatro da Vertigem foi idealizado por pessoas vinculadas à Universidade de São Paulo (USP), como o encenador Antônio Araújo e os atores Daniela Nefussi, Johana Albuquerque, Lúcia Romano e Vanderlei Bernardino. Depois de ventilar ideias por cerca de um ano, se apresentou, pela primeira vez, em 1992, com o espetáculo O paraíso perdido, baseado no poema de John Milton, tendo como palco a Igreja Santa Ifigênia. Em 1995 estreou O Livro de Jó, no Hospital Humberto Primo, em São Paulo, consolidando, assim, uma de suas características, que consiste em ocupar espaços cênicos não convencionais, como igrejas, prisões e rios, e que chegou a causar rebuliço.

A companhia incorporou influências como de Antonin Artoud e Jerzy Grotowski, já que entende que o teatro é capaz de oferecer uma vivência pedagógica. Entre as obras mais recentes, estão a performance-filme Marcha à ré, gravada por Eryk Rocha, filho de Glauber Rocha, em 2020, comissionada pela 11ª Bienal de Berlim.  

Outros traços que marcam a trajetória e o método de trabalho da companhia são o intercâmbio entre áreas e o trabalho colaborativo e aprofundado, que abrange pesquisas de campo. Uma delas ocorreu a partir de 2004, na comunidade de Brasilândia, na periferia da capital paulista, onde desenvolveram oficinas gratuitas e formaram multiplicadores. 

“O Teatro da Vertigem já nasce com uma perspectiva de um trabalho de pesquisa teórica. A gente se debruça muito tempo sobre um assunto, para tentar desvendar o que está nas entrelinhas do problema, para não ficar na borda. Então, a pesquisa demora uns dois anos, às vezes, para a gente começar. Aí, passa para a pesquisa de campo”, explica a diretora. 

Fonte: Agência Brasil

Notícias Relacionadas:

MIS-PR e Unespar celebram o Dia Nacional do Choro com músicos e pesquisadores
MIS-PR e Unespar celebram o Dia Nacional do Choro com músicos e pesquisadores
Titãs apresenta a nova turnê
Titãs apresenta a nova turnê "Microfonado" no Teatro Guaíra neste sábado
Sucesso do teatro brasileiro,
Sucesso do teatro brasileiro, "A Última Sessão de Freud" tem curta temporada no Guairinha
Curta-metragem vai mostrar como ditadura afetou crianças no Brasil
Curta-metragem vai mostrar como ditadura afetou crianças no Brasil
Fantasiar-se é terapêutico, dizem jovens em evento geek em Brasília
Fantasiar-se é terapêutico, dizem jovens em evento geek em Brasília
Cultura já repassou R$ 19 milhões da Lei Paulo Gustavo; confira o status dos editais
Cultura já repassou R$ 19 milhões da Lei Paulo Gustavo; confira o status dos editais
Estado promove encontros sobre patrimônio cultural em Paranavaí e Umuarama
Estado promove encontros sobre patrimônio cultural em Paranavaí e Umuarama
Orquestra Didática chega a Ponta Grossa para temporada gratuita de duas semanas
Orquestra Didática chega a Ponta Grossa para temporada gratuita de duas semanas
Ana Carolina faz homenagem a Cássia Eller no palco do Guairão nesta sexta
Ana Carolina faz homenagem a Cássia Eller no palco do Guairão nesta sexta
Exposição debate espaço para pessoas negras na arte contemporânea
Exposição debate espaço para pessoas negras na arte contemporânea
Nova mostra no MON, ópera no Guairão, Air Supply e arte indígena agitam agenda cultural
Nova mostra no MON, ópera no Guairão, Air Supply e arte indígena agitam agenda cultural
Museu Oscar Niemeyer promove exposição com mais de 100 obras da artista Elizabeth Jobim
Museu Oscar Niemeyer promove exposição com mais de 100 obras da artista Elizabeth Jobim
Escola de Dança Teatro Guaíra estreia nova temporada de apresentações nos colégios
Escola de Dança Teatro Guaíra estreia nova temporada de apresentações nos colégios
União de onze cantores líricos com a Orquestra Sinfônica é atração de domingo no Guaíra
União de onze cantores líricos com a Orquestra Sinfônica é atração de domingo no Guaíra
MON promove encontro para educadores sobre mostra da 35ª Bienal de São Paulo
MON promove encontro para educadores sobre mostra da 35ª Bienal de São Paulo
Com bloqueio da BR-277 em Prudentópolis, trânsito pela PR-364 requer cautela
Com bloqueio da BR-277 em Prudentópolis, trânsito pela PR-364 requer cautela
Ícone da música e da cultura pop, banda australiana Air Supply se apresenta no Guairão
Ícone da música e da cultura pop, banda australiana Air Supply se apresenta no Guairão
MUPA e UFPR promovem ciclo de conversas sobre mediação cultural e educação
MUPA e UFPR promovem ciclo de conversas sobre mediação cultural e educação
Inspirado em livro de sucesso, “O Profeta” faz curta temporada no Guairinha
Inspirado em livro de sucesso, “O Profeta” faz curta temporada no Guairinha
Governador parabeniza Teatro Lala Schneider pelos 30 anos de história
Governador parabeniza Teatro Lala Schneider pelos 30 anos de história
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais