CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
IAT concede à Londrina delegação plena de emissão de licenciamentos ambientais
O presidente do IAT Everton Souza e o prefeito de Londrina Marcelo Belinati durante e celebração do licenciamento pleno do município.Foto: IAT-PR

IAT concede à Londrina delegação plena de emissão de licenciamentos ambientais

A licença permite ao município, de maneira compartilhada com o IAT, o controle de atividades ou empreendimentos passíveis de autorizações ambientais, além de realizar a fiscalização......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
IAT concede à Londrina delegação plena de emissão de licenciamentos ambientais
O presidente do IAT Everton Souza e o prefeito de Londrina Marcelo Belinati durante e celebração do licenciamento pleno do município.Foto: IAT-PR

Londrina, no Norte do Paraná, foi capacitada pelo Instituto Água e Terra (IAT) para emitir licenciamentos ambientais plenos, aquelas autorizações relacionadas com intervenções mais complexas, como atividades industriais, florestais, imobiliárias e de infraestrutura. O convênio foi assinado nesta terça-feira (28), durante cerimônia na prefeitura do município, pelo diretor-presidente do órgão ambiental, Everton Souza, o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, e o secretário municipal do Ambiente, Ronaldo Siena.

A licença permite ao município, de maneira compartilhada com o IAT, o controle de atividades ou empreendimentos passíveis de autorizações ambientais, além de realizar a fiscalização destas atividades ou empreendimentos com potencial de causar poluição de qualquer forma (atmosférica, hídrica, sonora, do solo e residual).

“Londrina é a segunda cidade mais populosa do Estado e a partir de agora, com essa prerrogativa de emitir licenciamentos mais complexos, poderá agilizar o desenvolvimento sustentável do município”, destacou Souza.

A descentralização de licenciamento ambiental é um recurso disponível aos municípios que cumprem as exigências estabelecidas pela Resolução número 110/21 do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Cema), para que se tornem capazes de tomar decisões que envolvam atividades de impacto ambiental. Como explica a gerente de Licenciamento Ambiental do IAT, Ivonete Coelho Chaves, o processo traz benefícios tanto para o município quanto para o órgão.

“Londrina é um município grande, e com uma forte demanda para ações de licenciamento. Com a descentralização, a aprovação de empreendimentos mais simples se torna mais ágil, ao mesmo tempo em que os nossos técnicos ficam mais liberados para atuar em processos que possuem um impacto ambiental maior, como o licenciamento de hidrelétricas, rodovias, e outras atividades que exigem estudos de impacto ambiental mais robustos”, afirmou.

CAPACITAÇÃO – Para receber a certificação, os municípios precisam seguir pré-requisitos, como a implantação do Conselho e do Fundo Municipal do Meio Ambiente, ter Plano Diretor em execução que conte com diretrizes para a área ambiental, além de adequar a estrutura de funcionários e possuir um órgão capacitado para esse fim.

Além disso, os profissionais do município precisam passar por uma capacitação do IAT. A iniciativa busca valorizar a competência da administração municipal, que compartilha com todas as esferas do governo a responsabilidade pela gestão ambiental.

SGA – A autorização de licenciamentos pelos municípios é realizada por meio do Sistema de Gestão Ambiental (SGA) do IAT, que atualmente possui as seguintes atividades disponíveis para o licenciamento eletrônico: agropecuária (avicultura, bovinocultura, suinocultura e piscicultura); comércio e serviço (oficina mecânica, hospitais, clínicas de saúde, restaurante e similares, estabelecimentos da administração pública); transportadoras (cargas em geral, resíduos perigosos e não-perigosos); postos de combustíveis; indústria; imobiliário; e tratamento, armazenamento e disposição final de resíduos sólidos industriais, urbanos e de serviços de saúde.

MUNICÍPIOS – Além de Londrina, Maringá, Araucária, Guarapuava e Curitiba possuem a delegação plena. Outros municípios, como Cascavel, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa e São José dos Pinhais, também têm acesso ao SGA e à descentralização de licenciamentos. Essas quatro cidades, porém, podem autorizar apenas algumas atividades específicas, que possuem um impacto ambiental mais localizado. Após cumprir uma série de exigências adicionais, eles poderão receber a delegação plena.

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Após parecer técnico, IAT reabre Gruta dos Jesuítas para visitantes
Após parecer técnico, IAT reabre Gruta dos Jesuítas para visitantes
Aplicativo para solicitar mudas de plantas produzidas pelo IAT chega à App Store 
Aplicativo para solicitar mudas de plantas produzidas pelo IAT chega à App Store 
Animal silvestre em casa? Veja o que fazer se receber uma visita inesperada neste verão
Animal silvestre em casa? Veja o que fazer se receber uma visita inesperada neste verão
IAT alerta para risco de ataque de abelhas na trilha que leva à Montanha da Ciririca
IAT alerta para risco de ataque de abelhas na trilha que leva à Montanha da Ciririca
Embrapa: castanha impulsiona desenvolvimento sustentável na Amazônia
Embrapa: castanha impulsiona desenvolvimento sustentável na Amazônia
Unidades de Conservação do Paraná vão funcionar em horário normal no Natal e ano novo
Unidades de Conservação do Paraná vão funcionar em horário normal no Natal e ano novo
Após investimento de R$ 1,2 milhão, Estado entrega parque urbano a Andirá
Após investimento de R$ 1,2 milhão, Estado entrega parque urbano a Andirá
Tudo por WhatsApp: IAT muda forma de reserva para o camping no Pico do Marumbi
Tudo por WhatsApp: IAT muda forma de reserva para o camping no Pico do Marumbi
Paraná mais verde: nova orla de Matinhos ganha 3,6 mil árvores
Paraná mais verde: nova orla de Matinhos ganha 3,6 mil árvores
Grupo do IAT que atuará no licenciamento das obras das concessões inicia planejamento
Grupo do IAT que atuará no licenciamento das obras das concessões inicia planejamento
Paraná conquista 2º lugar em prêmio nacional de turismo sustentável
Paraná conquista 2º lugar em prêmio nacional de turismo sustentável
Após três anos, IAT reabre espaço para camping no Pico do Marumbi
Após três anos, IAT reabre espaço para camping no Pico do Marumbi
Com forte influência do El Niño, Simepar prevê verão com ondas intensas de calor e chuvas
Com forte influência do El Niño, Simepar prevê verão com ondas intensas de calor e chuvas
Onça-parda é resgatada no centro de Indianópolis por técnicos do IAT
Onça-parda é resgatada no centro de Indianópolis por técnicos do IAT
Estado e Senar-PR vão ampliar capacitação em gestão de colmeias do Poliniza Paraná
Estado e Senar-PR vão ampliar capacitação em gestão de colmeias do Poliniza Paraná
Com revitalização da orla, corujas e caranguejos renovam fauna de Matinhos
Com revitalização da orla, corujas e caranguejos renovam fauna de Matinhos
Revitalização da orla permite a volta da fauna costeira a Matinhos
Revitalização da orla permite a volta da fauna costeira a Matinhos
Lula defende taxação internacional para desenvolvimento sustentável
Lula defende taxação internacional para desenvolvimento sustentável
Com investimento de R$ 2 milhões, Estado vai revitalizar praças da Ilha do Mel
Com investimento de R$ 2 milhões, Estado vai revitalizar praças da Ilha do Mel
Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema vence o Prêmio ANA 2023
Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema vence o Prêmio ANA 2023

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais