CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Com 14,5 mil km de redes, Paraná Trifásico chega a 87% dos municípios do Estado
Foto: Copel

Com 14,5 mil km de redes, Paraná Trifásico chega a 87% dos municípios do Estado

Com as obras rigorosamente dentro do prazo estabelecido, o programa já entregou 58% dos 25 mil quilômetros que devem ser construídos até 2025. A iniciativa, que......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Com 14,5 mil km de redes, Paraná Trifásico chega a 87% dos municípios do Estado
Foto: Copel

A população de 347 municípios paranaenses – 87% das cidades do Estado – já se beneficia com as obras do Paraná Trifásico. A Copel concluiu 14.563 quilômetros de redes trifaseadas, que reforçam a infraestrutura elétrica da área rural, facilitam o acesso à energia e contribuem para reduzir o impacto de desligamentos no campo.

Com as obras rigorosamente dentro do prazo estabelecido, o programa já entregou 58% dos 25 mil quilômetros que devem ser construídos até 2025. A iniciativa, que adiciona automação à rede rural, vai aplicar R$ 2,8 bilhões até o final do programa para a construção de redes trifásicas. Somente em 2023 o investimento é de R$ 500 milhões.

“Com as obras do Paraná Trifásico alcançando a maior parte dos municípios do Estado, podemos afirmar com segurança que a população do campo como um todo já está sendo beneficiada pelas novas redes”, afirma o presidente da Copel, Daniel Slaviero.

“Essas obras modernizam a rede rural e reduzem o custo do acesso à energia elétrica no campo. Na prática, estamos falando de energia de qualidade para o produtor rural continuar a crescer e em conforto e tranquilidade para a população”, acrescenta ele.

OBRAS POR REGIÃO – Até o momento, o Centro-Sul do Estado concentra a maior extensão de novas redes do programa. São 3.461 quilômetros espalhados por toda a região. Os municípios com os trechos mais extensos da nova rede são Prudentópolis, onde foram concluídos 206 quilômetros, Ponta Grossa, com 202 km, e Reserva, 201 km.

No Oeste do Estado, a Copel já entregou 2.507 quilômetros de redes trifásicas. Cascavel é principal beneficiado na região com 223 km de cabos, seguido por Guaraniaçu, com 139 km, e Toledo, com 103 km.

A região Noroeste já recebeu 2.392 quilômetros. Nova Cantu conta com 94 km de cabos, Mandaguari com 90 km e Iporã, 85 km. No Leste, foram concluídos 2.166 quilômetros. A Lapa, com 268 km, é o município com a rede trifásica mais extensa em todo o Paraná, até o momento. Em Rio Branco do Sul são 222 km e, em Bocaiúva do Sul, 157 km.

No Norte, as novas redes trifaseadas somam 2.048 quilômetros. Em Cândido de Abreu, a Copel concluiu 192 km de cabeamento. Londrina conta com 118 km e Ivaiporã, 83 km. Por sua vez, a Região Sudoeste possui 1.989 quilômetros de redes do programa. Francisco Beltrão já recebeu 176 km, Capanema, 111 km, e o município de Coronel Domingos Soares, 104 km de redes.

TECNOLOGIA NO CAMPO – Toda a espinha dorsal da rede de distribuição no campo está sendo trifaseada, substituindo a tecnologia monofásica existente. Além de garantir energia de mais qualidade e com maior segurança, o programa proporciona o acesso do produtor rural à rede trifásica a um custo muito inferior ao que hoje é pago.

“Com o Paraná Trifásico, a Copel contribui para melhorar a qualidade do fornecimento de energia para o campo. A nova rede possui cabos que contam com capa protetora e alto nível de resistência”, explica o superintendente de Engenharia de Expansão da Copel, Edison Ribeiro da Silva. “Isso contribui para reduzir o número de desligamentos causados pela queda de galhos de árvores ou outros objetos sobre a rede”, acrescenta.

As novas linhas possuem conexões inteligentes com a central de monitoramento da rede, chamados de religadores automáticos. Esses equipamentos têm capacidade para identificar problemas e “abrem temporariamente” para passagem de eventuais curtos e evitar desligamentos, e religam a energia sem precisar de interferência humana. Os equipamentos podem ser acionados remotamente pelo novo Centro de Operação da Copel em Curitiba.

Culturas que dependem da energia elétrica intensiva para a sua produção já começam a ser beneficiadas, entre elas leite e derivados, suinocultura, avicultura, piscicultura e fumo, além de atividades como os poços artesianos. O Paraná é líder nacional em algumas delas, como avicultura e piscicultura.

Fonte: AEN

Notícias Relacionadas:

Alunos de municípios do Oeste recebem peça teatral sobre uso seguro e eficiente da energia
Alunos de municípios do Oeste recebem peça teatral sobre uso seguro e eficiente da energia
Rede Elétrica Inteligente da Copel chega a mais 50 municípios do Oeste do Paraná
Rede Elétrica Inteligente da Copel chega a mais 50 municípios do Oeste do Paraná
Com subestação em Francisco Beltrão, Copel vai investir R$ 178 milhões no Sudoeste em 2024
Com subestação em Francisco Beltrão, Copel vai investir R$ 178 milhões no Sudoeste em 2024
Copel produz primeiras moléculas de hidrogênio renovável em Curitiba
Copel produz primeiras moléculas de hidrogênio renovável em Curitiba
Com aumento de temporais, Copel acelera investimentos de R$ 252,5 milhões no Noroeste
Com aumento de temporais, Copel acelera investimentos de R$ 252,5 milhões no Noroeste
Linhas e subestações: Copel investe R$ 252 milhões para fortalecer conexões do Noroeste
Linhas e subestações: Copel investe R$ 252 milhões para fortalecer conexões do Noroeste
Desconto de energia para irrigação noturna beneficia 4 mil famílias de produtores rurais
Desconto de energia para irrigação noturna beneficia 4 mil famílias de produtores rurais
Fundo da Copel direciona primeiro investimento para startup de mobilidade elétrica
Fundo da Copel direciona primeiro investimento para startup de mobilidade elétrica
Fundo da Copel faz 1º investimento em startup voltada à mobilidade elétrica
Fundo da Copel faz 1º investimento em startup voltada à mobilidade elétrica
Usinas da Copel repassaram mais de R$ 100 milhões para o Estado e municípios em 2023
Usinas da Copel repassaram mais de R$ 100 milhões para o Estado e municípios em 2023
Consumo de energia cresceu 10% no quarto trimestre de 2023 no Paraná
Consumo de energia cresceu 10% no quarto trimestre de 2023 no Paraná
Copel oferece R$ 35 milhões em incentivo para ações de uso eficiente da energia
Copel oferece R$ 35 milhões em incentivo para ações de uso eficiente da energia
Copel vai investir R$ 548 milhões nas regiões Oeste e Sudoeste ao longo de 2024
Copel vai investir R$ 548 milhões nas regiões Oeste e Sudoeste ao longo de 2024
Temporais provocaram quebra de 5,6 mil postes de energia da Copel no Paraná em 2023
Temporais provocaram quebra de 5,6 mil postes de energia da Copel no Paraná em 2023
Medidores inteligentes da Copel já atendem 615 mil domicílios no Paraná
Medidores inteligentes da Copel já atendem 615 mil domicílios no Paraná
Copel conclui construção de nova linha de distribuição para cidades turísticas do Noroeste
Copel conclui construção de nova linha de distribuição para cidades turísticas do Noroeste
Colheita e plantio exigem atenção para evitar acidentes no campo, alerta Copel
Colheita e plantio exigem atenção para evitar acidentes no campo, alerta Copel
Copel recupera energia em quase 100% das casas atingidas pelos temporais de terça-feira
Copel recupera energia em quase 100% das casas atingidas pelos temporais de terça-feira
Após 24 horas de reparos, Copel recupera energia em 98% das casas atingidas pelos temporais
Após 24 horas de reparos, Copel recupera energia em 98% das casas atingidas pelos temporais
Após 24 horas de reparos, Copel recupera energia em 98% dos domicílios atingidos pelos temporais
Após 24 horas de reparos, Copel recupera energia em 98% dos domicílios atingidos pelos temporais

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais