CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!
Imagem referente a Ministério do Turismo analisa modelo de negócios da 123Milhas
© Foto Lula Marques/ Agência Brasil

Ministério do Turismo analisa modelo de negócios da 123Milhas

O ministro do Turismo, Celso Sabino, disse nesta terça-feira (22) que avalia o modelo de negócio praticado pela agência de viagens 123Milhas. Na sexta-feira (18), a empresa......

Publicado em

Por CGN

Publicidade
Imagem referente a Ministério do Turismo analisa modelo de negócios da 123Milhas
© Foto Lula Marques/ Agência Brasil

O ministro do Turismo, Celso Sabino, disse nesta terça-feira (22) que avalia o modelo de negócio praticado pela agência de viagens 123Milhas. Na sexta-feira (18), a empresa suspendeu, de setembro a dezembro de 2023, pacotes de viagens e a emissão de passagens promocionais, com datas flexíveis para uso.

“Algumas empresas têm milhagens aéreas no mercado na mão de clientes com o valor nominal muito parecido ao atual da empresa. Então, nós estamos analisando isso [o modelo do negócio]. Temos técnicos muito competentes do Ministério [do Turismo] para avaliar o modelo de negócio praticado por essa companhia”, adiantou o ministro.

Celso Sabino participou, pela manhã, da audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal. Aos parlamentares, o ministro explicou que a análise chegará ao fim com uma das duas conclusões.

Na tarde dessa segunda-feira (21), a agência 123Milhas já teve o cadastro no sistema de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo (Cadastur) suspenso pelo governo federal. Com isso a empresa fica impedida, por exemplo, de tomar empréstimos, de ser beneficiada de programas federais e perde acesso à medida fiscal do Pedido de Revisão de Ordem de Emissão de Incentivos Fiscais (Perc).

Na audiência pública, o senador Irajá Silvestre Filho (PSD-TO) fez um apelo ao governo federal para mediar uma solução que defenda os consumidores, sem necessariamente, fechar a empresa 123Milhas. “Diante de um problema tão crônico que a empresa enfrenta, acho que uma situação conflituosa é sempre o pior caminho. Precisamos mediar uma solução que possa ser amigável, defendendo os interesses dos consumidores brasileiros, que compraram esses pacotes e passagens promocionais de boa-fé, mas, nós não podemos, de forma nenhuma, punir a empresa, o CNPJ da empresa. Nós temos que punir os responsáveis, os seus dirigentes e, eventualmente, depois de apuradas essas investigações, apontar os responsáveis por essa crise em que a empresa se encontra e, aí, sim, responsabilizar e puni-los, conforme a legislação”.

O senador Alan Rick (União-AC) entende que a empresa 123Milhas foi vítima dos altos preços das passagens aéreas.

A senadora Zenaide Maia (PSD-PB) citou exemplos brasileiros que, em caso do cometimento de atos ilícitos, ocorreram demissões em massa e fez comparações com casos internacionais, como nos Estados Unidos, com o afastamento do gestor à frente da empresa. A senadora sugeriu: “Fraudou? Afasta o CPF. Não mate a empresa porque é isso que deixa as pessoas desempregadas.”

O senador Rodrigo Cunha (Podemos-AL) defendeu que a empresa 123 Milhas não seja condenada de imediato, mas que, antes, seja estudado o modelo do negócio, conforme anunciado pelo ministro Celso Sabino. “No modelo de negócio que é apresentado, cria-se uma especulação, Vendem, muitas vezes, através de uma aposta do que será o mercado futuro, contando com históricos de compras de passagens e hospedagens, a preços que, na baixa estação, normalmente, baixam, mas, que pode ser que, naquele momento, não baixem.”

Direitos dos consumidores

Após ouvir os questionamentos dos parlamentares, o ministro Celso Sabino garantiu que o poder público não ficará em silêncio, diante desta situação considerada por ele como importante para o consumidor e o desenvolvimento do turismo no Brasil.

“É farto o arcabouço de proteção ao direito consumidor e, inclusive, daquele consumidor que se sentiu lesado e, se não quiser o voucher, pode, imediatamente, recorrer aos órgãos administrativos ou judiciários. Com toda certeza, lhe será assegurado o direito de receber o que ele pagou e, possivelmente, até mesmo uma indenização”, orientou o ministro.

Fonte: Agência Brasil

Notícias Relacionadas:

Mais de 1,5 mil pessoas se qualificaram em cursos gratuitos de turismo no Paraná
Mais de 1,5 mil pessoas se qualificaram em cursos gratuitos de turismo no Paraná
Ponte de Guaratuba e duplicação em Foz do Iguaçu vão transformar o turismo
Ponte de Guaratuba e duplicação em Foz do Iguaçu vão transformar o turismo
Pacheco diz que Senado não vai acelerar tramitação da PEC da Anistia
Pacheco diz que Senado não vai acelerar tramitação da PEC da Anistia
Empresários e gestores podem expor produtos e serviços no Salão Nacional do Turismo
Empresários e gestores podem expor produtos e serviços no Salão Nacional do Turismo
Piana destaca fortalecimento do turismo do Paraná com novo voo Curitiba-Buenos Aires
Piana destaca fortalecimento do turismo do Paraná com novo voo Curitiba-Buenos Aires
Piana destaca fortalecimento do turismo com novo voo Curitiba-Buenos Aires
Piana destaca fortalecimento do turismo com novo voo Curitiba-Buenos Aires
Bengalas terão cores para diferenciar graus de deficiência visual
Bengalas terão cores para diferenciar graus de deficiência visual
Pré-Conferência de governanças regionais vai gerar sugestões para Ministério do Turismo
Pré-Conferência de governanças regionais vai gerar sugestões para Ministério do Turismo
Relator quer tirar urgência na votação da reforma tributária no Senado
Relator quer tirar urgência na votação da reforma tributária no Senado
Senado adia votação da reoneração da folha de pagamento de 17 setores
Senado adia votação da reoneração da folha de pagamento de 17 setores
86,3% pretendem viajar dentro do Estado até o fim do ano, mostra pesquisa do Turismo
86,3% pretendem viajar dentro do Estado até o fim do ano, mostra pesquisa do Turismo
Senado adia votação de projeto que garante acesso público a praias
Senado adia votação de projeto que garante acesso público a praias
Câmara rejeita mudanças do Senado para o novo Ensino Médio
Câmara rejeita mudanças do Senado para o novo Ensino Médio
Comissão adia votação de projeto que regulamenta cigarros eletrônicos
Comissão adia votação de projeto que regulamenta cigarros eletrônicos
Comissão do Senado adia votação do PL da Inteligência Artificial
Comissão do Senado adia votação do PL da Inteligência Artificial
Novo projeto sobre dívida de estados prevê entrega de ativos
Novo projeto sobre dívida de estados prevê entrega de ativos
Servidores do Executivo estadual podem fazer pós-graduação gratuita em turismo
Servidores do Executivo estadual podem fazer pós-graduação gratuita em turismo
Governo promove em Jacarezinho capacitações para fomento ao turismo
Governo promove em Jacarezinho capacitações para fomento ao turismo
Paraná mostra seus atrativos de turismo religioso na maior feira do segmento do Brasil
Paraná mostra seus atrativos de turismo religioso na maior feira do segmento do Brasil
Governador do RS pede regulamentação de fundo para reconstrução
Governador do RS pede regulamentação de fundo para reconstrução
Google News CGN Newsletter

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais