CGN
Acesse aqui o Discover e busque as mais lidas por mês!

Defesa aponta queda grande de renda para negar risco de fuga de Daniel Alves

Segundo o El Periódico, jornal da Catalunha, os advogados de Daniel Alves tentam, com tal argumentação, derrubar mais uma das justificativas apresentadas para a decretação da...

Publicado em

Por Agência Estado

Publicidade

A defesa de Daniel Alves, em seu recurso apresentado à Justiça catalã para revisão da prisão preventiva, argumenta que o jogador, acusado de agressão sexual, teve uma queda considerável em seus recursos por causa da suspensão ou encerramento de contratos de patrocínio em decorrência da denúncia.

Segundo o El Periódico, jornal da Catalunha, os advogados de Daniel Alves tentam, com tal argumentação, derrubar mais uma das justificativas apresentadas para a decretação da prisão preventiva. O auto de prisão aponta que o jogador, por seu poderio financeiro, poderia deixar a Espanha e viver em qualquer país do mundo.

Além de patrocinadores, Daniel Alves também não conta mais com seu salário de 300 mil euros mensais (R$ 1,65 milhão) recebidos junto ao Pumas. O clube mexicano rompeu o contrato com o lateral-direito de 39 anos no dia da prisão, 20 de janeiro. O jogador também possui, de acordo com as investigações, outros negócios e empreendimentos dos quais acumula distintos rendimentos.

CONVERSA
Daniel Alves conversou apenas uma vez com a sua mulher, a modelo espanhola Joana Sanz, desde que foi preso por suposta agressão sexual, no dia 20 de janeiro, em Barcelona. Em um breve telefonema, o jogador brasileiro disse que gostaria de manter o matrimônio e tentou convencer a companheira a não entrar com o pedido de divórcio. As informações são do “Programa de Ana Rosa”, do canal Telecinco.

De acordo com a reportagem, Daniel Alves ficou sabendo da intenção de Joana Sanz de se separar por meio de seus advogados. A modelo de 29 anos gostaria de ir à prisão comunicar o atleta pessoalmente da decisão, mas o brasileiro declinou do encontrou porque não gostaria que a mulher fosse ao local.

Whatsapp CGN 3015-0366 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais