CGN

Senado dos EUA questiona empresa após vendas fracas para turnê de Taylor Swift

Para quem não se lembra, em novembro do ano passado, a empresa precisou cancelar as vendas para o público geral após anunciar que foram registradas no...

Publicado em

Por Agência Estado

Publicidade

Em audiência realizada nesta terça, 24, o Senado dos Estados Unidos questionou a Ticketmaster, subsidiária da Live Nation Entertainment Inc, por conta do fracasso nas vendas dos ingressos da turnê Eras, de Taylor Swift.

Para quem não se lembra, em novembro do ano passado, a empresa precisou cancelar as vendas para o público geral após anunciar que foram registradas no sistema a solicitação de 3,5 bilhões de pedidos, além de ataques de bots e cambistas, que compram em massa e revendem as entradas por um valor mais alto. Na época, a cantora se solidarizou com quem não conseguiu adquirir os ingressos.

De acordo com a Reuters, especialistas afirmam que a Ticketmaster detém cerca de 70% do mercado de vendas de ingressos para eventos nos EUA. Entretanto, a subsidiária é alvo constante de críticas por parte do público e isso foi reforçado durante a audiência entre os parlamentares americanos, que pontuaram a falta de transparência e a incapacidade de bloquear os bots, além da falta de concorrência.

Presente no debate, o presidente e diretor financeiro da Live Nation, Joe Berchtold, pediu desculpas aos fãs de Taylor. “Pedimos desculpas aos fãs, pedimos desculpas à Sra. Swift, precisamos fazer melhor e faremos melhor. Em retrospectiva, há várias coisas que poderíamos ter feito melhor – incluindo escalonar as vendas por um período de tempo mais longo e fazer um trabalho melhor ao definir as expectativas dos fãs para conseguir ingressos”, disse.

Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais