CGN
Lula reitera estudo com Argentina de projeto de ‘moeda comum’ para transações
© Esteban Collazo/Argentine Presidency/Direitos reservados

Lula reitera estudo com Argentina de projeto de ‘moeda comum’ para transações

“O que estamos tentando trabalhar agora é que os nossos ministros da Fazenda, cada um com sua equipe econômica, possam nos fazer uma proposta de comércio...

Publicado em

Por Agência Estado

Publicidade
Lula reitera estudo com Argentina de projeto de ‘moeda comum’ para transações
© Esteban Collazo/Argentine Presidency/Direitos reservados

Em discurso na Casa Rosada, sede do Executivo argentino em Buenos Aires, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, reiterou nesta segunda-feira, 23, que Brasil e Argentina estudam um projeto de “moeda comum” para transações financeiras e comerciais.

“O que estamos tentando trabalhar agora é que os nossos ministros da Fazenda, cada um com sua equipe econômica, possam nos fazer uma proposta de comércio exterior e de transação entre dois países que seja feito em uma moeda comum a ser construída com muito debate e muitas reuniões. Isso é o que vai acontecer”, declarou o presidente brasileiro à imprensa.

Lula, no entanto, destacou que “não sabe tudo” sobre o assunto. “Se eu soubesse tudo o que o jornalista perguntou eu seria ministro da Fazenda e não presidente”, afirmou Lula, sem citar nominalmente o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que capitaneia as negociações.

“Brasil e Argentina já fizeram uma pequena experiência de fazer negócios nas moedas dos nossos países. Se não me falhe a memória, foi em 2008 que estabelecemos que os argentinos poderiam comprar pagando em sua moeda e os brasileiros na sua. Foi uma experiência tímida, porque a nossa decisão não foi impositiva, era optativa. E não foi uma coisa que influiu na força que imaginávamos”, declarou Lula na Casa Rosada.


O presidente da República afirmou que, se dependesse dele, sempre haveria comércio em moeda comum para diminuir a dependência do dólar. “Por que não criar uma moeda comum entre os países do Mercosul? Por que não criar uma moeda comum entre os países dos Brics? Eu acho que com o tempo isso vai acontecer e acho que isso é necessário que aconteça, porque muitos países têm dificuldade de adquirir o dólar”, argumentou o presidente.

“Você pode fazer acordos, estabelecer um tipo de moeda para o comércio que os bancos centrais, todo mês, ou de quanto tempo quiser, façam um acerto de contas para que os países possam continuar fazendo negócios”, seguiu o presidente, sobre a “moeda comum”.

Lula afirmou ser natural que o assunto, alvo de dúvidas e comentários nas redes sociais, cause estranheza. “Eu acho que tudo que é novo precisa ser testado, porque a gente não pode no meio do século 21 continuar fazendo as mesmas coisas que fizemos no século 20. Peço a Deus que os ministros da economia e BCs tenham sensatez e competência necessária para que a gente dê um salto de qualidade nas relações comerciais e financeiras”, disse o presidente.

Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais