CGN
Rompimento de cabos de energia em torre de transmissão é tratado como ato de vandalismo

Rompimento de cabos de energia em torre de transmissão é tratado como ato de vandalismo

A princípio o caso é tratado como vandalismo e as investigações para elucidar os fatos estão em andamento. ...

Publicado em

Por Fábio Wronski

Publicidade

Na tarde desta segunda-feira (23), o Delegado Marco Smith da Polícia Federal falou sobre as investigações em decorrência do rompimento de cabos de energia nas torres de transmissão em São Pedro do Iguaçu e a queda de uma torre do sistema de Furnas em Medianeira.

A princípio o caso é tratado como vandalismo e as investigações para elucidar os fatos estão em andamento.

De acordo com o Delegado, no sábado (21) as equipes da Polícia Federal foram mobilizadas para investigarem uma situação de rompimento de cabos de energia em torres de transmissão na cidade de São Pedro do Iguaçu.

Para Smith, possivelmente, os cortes foram feitos por algum tipo de máquina, tendo em vista o tipo de corte realizado e ausência de desgaste no material.


Ele ainda ressaltou que o rompimento dos cabos foi o único prejuízo verificado, pois a torre não caiu e a população de São Pedro do Iguaçu não ficou sem energia elétrica, sendo que os reparos devem continuar a serem feitos ao longo desta semana.

O Delegado afirmou que a situação em São Pedro do Iguaçu tem semelhanças com a que foi verificada em Medianeira, mas que este fato ainda será confirmado pela perícia.

Quanto as investigações, ele explicou que as circunstâncias dos fatos serão analisadas a fim de estabelecer se eles possuem ou não conexão, se foram praticados no mesmo dia, qual foi a ferramenta utilizada, além de entender a motivação do ato.

Ainda nesta tarde será realizada uma reunião entre a Polícia Federal e Furnas a fim de detalhar o procedimento a ser seguido, com o objetivo de tornar ágil a comunicação às autoridades federais, possibilitando que as investigações sejam efetuadas com celeridade, considerando que o prazo de conclusão do inquérito é de 30 dias podendo ser prorrogado se houve necessidade.

Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação

Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no Whatsapp

ou

Participe do nosso canal no Telegram

Veja Mais