• Maycon Corazza
  • Agência Brasil

07 Dezembro 2017 | 10h38min

Os presos que mantiveram um agente carcerário refém desde o início da tarde de quarta-feira (6) em Telêmaco Borba (região dos Campos Gerais) encerraram a rebelião no fim da noite do mesmo dia. De acordo com a Polícia Militar, o refém foi liberado por volta das 23h e os detentos decidiram encerrar o motim. Agentes carcerários e policiais militares entraram nas celas para realizarem o pente fino e ainda não há informações sobre os resultados.

Segundo a PM, uma equipe estava cumprindo ordem de serviço de escolta de preso da cadeia ao Fórum quando o agente que foi buscar o preso foi rendido por outros detentos e mantido refém. Várias equipes da polícia foram acionadas para montar o cerco e garantir a segurança externa do prédio enquanto policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) de Curitiba e um promotor de Justiça de Telêmaco Borba fizeram as negociações.

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) ainda não se manifestou nesta quinta-feira (7) sobre o fim do motim e deve emitir uma nota sobre o caso em breve. De acordo com o órgão responsável pela administração da unidade prisional, o prédio tem capacidade para 169 presos, mas 237 detentos abrigavam o local no momento do motim.

Carregar mais notas ao vivo
Envie seu comentário Seu endereço de email não será divulgado